Páginas

segunda-feira, 26 de março de 2007

Da exclusividade


Da Exclusividade


Como vocês sabem tem uma prima minha aqui em casa (Mônica) com sua filhinha de 6 anos (Maria Eduarda - Dudu) há 1 mês e um pouquinho. Elas moram na Itália e estão passando férias conosco.

Hugo é meu sobrinho-afilhado-espetáculo, ciumento que ele só. Estava indo com ele ao mercado quando ele perguntou:
- Eduarda vai embora quando?
- Falta pouco, deve ser na próxima semana - respondi.

Ele fez um gesto de "yes" com o braço, daí falei:
- Eu vi! Tá com ciúme?
E ele concordou com a cabeça.

Continuei: - Vou ser madrinha dela também, Mônica me chamou.
Ele arregalou o olho e falou: - O QUE?!!!! (com mais exclamação do que interrogação).

Daí ri e falei que era brincadeira, que ela já tem madrinha, e que também se chama Michelle.
Ele passou a mão na testa linda e falou:
- Ufa! Que alívio!

Não aguentei, tive que agarrar muito ele.
- Hugo, se alguma amiga minha casar e tiver filho e me chamar pra ser madrinha dele, eu posso?
- Não!!!
- Só posso ser sua madrinha?
- Só dinda. Quer dizer, se minha mãe casar de novo e eu tiver um irmãozinho, você pode ser madrinha dele também. Mas só minha e do meu irmão.
- Tá bom então. Contrato de exclusividade assinado.




Já sabem, né, amigas? Se eu negar um pedido desses, não se sintam ofendidas. Promessa de dinda tem que ser cumprida!

Hahahahha!! Por essa e por outras que eu amo tanto esse moleque.

Beijossssssssss

Nenhum comentário: