Páginas

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Foz do Iguaçú - dia 3: compras no Paraguai




Depois do city tour no Paraguai, voltamos para o shopping ciudad del este, onde almoçamos um prato feito rapidinho e fomos aproveitar nossas 4 horas restantes (antes de ter que pegar a van para voltar) para conhecer a muvuca.



Eu necessitava comprar uma câmera fotográfica. Fui cheia das dicas que peguei nos blogs de viagem e já fui direto para uma das lojas recomendadas como confiável, a Casa Nissei. Até falei com um dos vendedores antes pelo messenger e entrei no site de algumas lojas confiáveis para ver modelos e preços de câmeras no estilo que eu queria. Dei print e mostrava ao vendedor no celular. Levei dólar e paguei nessa moeda, conforme li que seria melhor também.


Acabei comprando shampoo (R$31) , condicionador (R$31) e shampoo a seco da Aussie (R$3 ou 5, nem lembro mais, pois comprei 4 - para minha mãe e irmã, além de esmalte), que estavam super baratos no shopping Ciudad del Este. Paguei em Real mesmo.



Uma coisa que eu não tinha ouvido falar é que lá é muito quente e tudo é ladeira. Então bora preparar as pernas para subir muito no calor. Não fui na intenção de comprar nada além da câmera, então achamos melhor ir aos shoppings para ficar no ar condicionado. 



Fomos ao Shopping Paris, que tanto ouvimos falar, mas não compramos nada por lá. Chegamos a pegar umas coisinhas no shopping China (que fica dentro do shopping Paris), mas a fila para pagar estava tão grande que desistimos.



Tinha lido tanto falando que Ciudad del Este é suja, caótica e tal, que achei tranquila. Acho que fui esperando algo muito pior e acabei gostando. Achei tranquila.


Leia mais: Ciudad del Este é assim, Roteiro de 5 dias em Foz, Paraguai e Argentina, Compras no Paraguai,  como fazer compras no Paraguai,  Compras no Paraguai


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Foz do Iguaçú - dia 3: city tour no Paraguai

Na 3a. feira, dia 25/07, fomos a Ciudad del Este, no Paraguai, também com a Loumar turismo. Passamos pela ponte da amizade e não fomos parados na aduana nem na ida nem na volta. Tudo liberado. Isso é meio bizarro e assustador.


Trocamos de ônibus para o de uma empresa local (Emperatriz viajes/turismo) e começamos o city tour propriamente dito. A 1a. parada foi na Catedral San Blas , que tem formato de navio quando vista de lado. Adorei o vitral com as Santas Padroeiras dos 3 países e conhecer o único santo paraguaio: San Roque Gonzáles. 



San Roque Gonzáles

A 2a. parada foi numa Mesquita Muçulmana Alkhaulafa Al-Rashdeen (Mesquita Del Este), onde as mulheres colocam um véu para entrar e todos tiram os sapatos. Peguei uns livros sobre o islã para ler, eles tinham para doação. Fico curiosa para saber mais a respeito dessa religião.




Depois paramos numa padaria (Chiperia Mi Abuela) com comidas típicas paraguaias e aceitava pagamento em real. Compramos uns doces, refrigerante paraguaio e a sopa paraguaia, que é sólida. Segundo a guia, foi um acidente culinário que começou quando Mariscal Lopez pediu a sopa para servir numa recepção na sua casa e a criada fez muito grossa, então levou ao forno e virou a famosa sopa paraguaia. Achamos deliciosa. Obs.: A sopa nossa lá é chamada de caldo.



sopa paraguaia

Barraca de tererê, tem várias espalhadas pela rua. E em todo canto vemos pessoas com suas garrafas e seu tererê. Eles bebem gelado. Nós não provamos porque não tínhamos garrafa (ninguém da excursão tinha) e eles não tem copo nem nada. As pessoas já levam suas garrafas térmicas.





Paramos também no Lago de la Republica, um lago artificial num bairro classe média alta, bem bonito. E de lá da pra ver os prédios de Ciudad del Este na área de compras. Uma paz perto da muvuca. Ruas vazias, tranquilas. 





Paramos também na Paroquia San Lucas, mais moderna, linda. As portas de madeira são um espetáculo. E na lateral tem um mural com a Virgem de Caacupé, a virgem padroeira do Paraguai.





De lá fomos para nossa última parada, que era mais distante, em Presidente Franco, um distrito do Paraguai. Fomos ver as cataratas paraguais, o Salto Monday, que na língua guaraní significa "águas que roubam" (segundo a guia, tem esse nome porque os índios lavavam as roupas nas águas e a correnteza carregava). Lindo demais!!! Pegamos o elevador panorâmico e descemos bem pertinho, onde respingava uma água gostosa.








Na lojinha do Parque tomamos uma cerveja paraguaia. Bem normal, mas foi ótima para refrescar. A Fanta de piña (abacaxi) é deliciosa demais. O calor tava de lascar em julho.


De lá, voltamos para Ciudad del Este e fomos às compras. Mas é assunto pro próximo post.



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Foz do Iguaçú - dia 2: Marcos das 3 fronteiras brasileiro


Chegamos cansados das Cataratas brasileiras, mas  mesmo assim decidimos ir ao Marco das 3 fronteiras do lado brasileiro. Fomos de táxi, é um local um pouco afastado da pousada que ficamos. Paga para entrar (acho que R$18, não lembro ao certo), mas vale a pena. O local tá super bem conservado, bem bonito. 





É muito legal olhar para a direita e ver o Paraguai (o marco deles é bem apagadinho e não tem nada, pelo que percebi, nem dá pra visitar. Parece estar no meio do mato) e olhar em frente e ver a Argentina, com seu marco iluminado. Fiquei curiosa pra ir lá.





video






Tem uma parte dedicada ao filme A missão, com Robert De Niro. Fiquei curiosa para ver e conhecer um pouco mais da história de lá.


Voltamos de ônibus comum sem querer e foi bem legal, pois foi nosso passeio bem local que gostamos de fazer quando viajamos. Saímos do marco na intenção de pegarmos um táxi para voltarmos para a pousada. Só que não tinha nenhum táxi parado (ter até tinha, mas o motorista estava aguardando o passageiro que o chamou) e vimos um ônibus parado uns metros a frente e fomos perguntar se passava próximo a Av. Brasil (a rua principal perto da pousada) e passava. Pegamos e descemos no ponto final, no TTU (terminal de transporte urbano) e fomos andando até a Av. Brasil, onde compramos uma cerveja e fomos beber na pousada antes de dormirmos.




Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Livros & Filmes: agosto



Confesse: Auburn se muda para o Texas após ter passado um tempo lá acompanhando.seu namorado no hospital. Ao voltar para Dallas, ela conhece Owen, que já a conhecia mas não pode revelar. Esse e muitos outros segredos os unem e separam. Muitas confissões, amores, desencontros... não dá para parar de ler até terminar. E não dá pra contar muito sem revelar segredos do livro. Então, fico por aqui.

Sinopse: Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.

O último adeus (Rosemary Beach #12): Addy foi adotada pelos pais de River e eles tiveram uma infância sofrida depois que seu pai saiu de casa e sua mãe maltratada eles de varias maneiras. 10 anos depois, eles se encontram com identidades diferentes (Rose e Capitão) e muitos segredos, inclusive Franny, uma menina de 9 anos que ele não sabia ser pai. Passado, presente e muito amor. Gostei.

Sinopse: River Kipling, mais conhecido como Capitão, está em Rosemary Beach para montar um restaurante de luxo para seu patrão. Dono de um passado sórdido e de um presente misterioso, ele não vê a hora de concluir o trabalho e ir embora da cidade para realizar seu sonho: abrir um negócio próprio à beira-mar num lugar onde ninguém tenha ouvido falar dele. Mas, quando Capitão conhece Rose Henderson, sua ânsia de partir de repente fica em segundo plano. Há algo na risada dela que é familiar demais, e o modo como ela olha para ele o faz lembrar de alguém importante que perdeu há muito tempo. No entanto, a única coisa que Rose revela é que é uma mãe solteira que trabalha duro para sustentar a filha. Enquanto tenta desvendar os segredos da linda ruiva de óculos engraçadinhos e curvas estonteantes e entender por que ela mexe tanto com seus sentimentos, Capitão precisa fugir da marcação cerrada de Elle, a ex-namorada que não mede esforços para afastá-lo de Rose. Ao mesmo tempo, tem que encarar os fantasmas de seu passado para se tornar um homem melhor e construir um futuro do qual possa se orgulhar. 

Nossa Música: Ally e Charlotte se reencontram, após anos, na sala de espera de um hospital, onde seus maridos estão na UTI em estado grave. Joe, marido de Aly, está com hipotermia ao cair num lago para salvar um garotinho e seu cachorro. David, marido.de Charlote, sofreu um ataque cardíaco. Não é só isso que as une: Aly namorou David na faculdade e Charlote dividia a casa com ele é mais uns amigos e tinha uma queda por David desde a adolescência. Durante a noite que passaram juntas no hospital, o passado é esclarecido e uma amizade começa a surgir entre as duas. Destaques de fofos para Max e Jane, amigo e filho de Aly, respectivamente. Fofo, lindo e cheio de surpresas e emoções fortes. Amei demais. Alias, todos os livros da Dani Atkins são maravilhosos assim.

Sinopse: Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

Agora e para sempre, Lara Jean: Lara Jean e Peter Kavinsky estão no ultimo ano do ensino médio, curtindo o namoro e na expectativa de irem juntos para a UVA. Ao mesmo tempo, o pai dela resolve pedir a vizinha, Trina, em casamento. Lara Jean e Kitty estão empilhadas, mas Margot não gosta tanto disso. Conflitos a serem resolvidos em casa e no namoro. Sempre de maneira fofa e sensata,.como Lara Jean é. Não dá pra escrever muito com medo de dar spoiler (eu amo, mas sei que a maioria não). Lindo, fofo. Recomendo essa trilogia fofa demais.

Sinopse: Em Para todos os garotos que já amei, as cartas mais secretas de Lara Jean — aquelas em que se declara às suas paixonites platônicas para conseguir superá-las — foram enviadas aos destinatários sem explicação, e em P.S.: Ainda amo você Lara Jean descobriu os altos e baixos de estar em um relacionamento que não é de faz de conta. Na surpreendente e emocionante conclusão da série, o último ano de Lara Jean no colégio não podia estar melhor: ela está apaixonadíssima pelo namorado, Peter; seu pai vai se casar em breve com a vizinha, a sra. Rothschild; e sua irmã mais velha, Margot, vai passar o verão em casa. Mas, por mais que esteja se divertindo muito — organizando o casamento do pai e fazendo planos para os passeios de turma e para o baile de formatura —, Lara Jean não pode ignorar as grandes decisões que precisa tomar, e a principal delas envolve a universidade na qual vai estudar. A menina viu Margot passar pelos mesmos questionamentos, e agora é ela quem precisa decidir se vai deixar sua família — e, quem sabe, o amor de sua vida — para trás. Quando o coração e a razão apontam para direções diferentes, qual deles se deve ouvir?

Meu coração e outros buracos negros: Aysel tem 16 anos, mora com a ame, o padrasto e com seus irmãos Geórgia e Mikey há 3 anos. Antes ela morava com seu pai, mas desde ele foi preso por matar um promissor atleta da cidade, sua vida virou o caos e ela entrou em depressão. Ela trabalha numa empresa de telemarketing e detesta o serviço, além de estudar e adorar física. Ronan tem 17 anos e mora na cidade ao lado com os.pais super amorosos, mas sofre de depressão desde que sua irmã mais nova, Maddie, morreu. Os dois se conheceram no site Passagens Tranquilas, onde buscavam um parceiro de suicídio. Mas quando se conheceram, foram se apaixonando e algumas coisas mudaram. Livro lindo, a autora tem uma sensibilidade muito grande ao abordar a depressão é o suicídio. Mega recomendo.

Sinopse: Um tema amargo, mas necessário. Em Meu coração e outros buracos negros, a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente que aborda, de forma aberta, honesta e emocionante, o suicídio. Aysel, a protagonista, enfrenta problemas com a família e os colegas de escola, como tantos jovens por aí, e, aos 16 anos, planeja acabar com a própria vida. Mas quando ela conhece Roman num site de suicídio, em busca de um cúmplice que a ajude a planejar a própria morte, num pacto desesperado, a vida dos dois literalmente vira de cabeça para baixo. Aos poucos, Aysel percebe que seu coração ainda é capaz de bater alegremente. E ela precisará lutar por sua vida, pela vida de Roman e pelo amor que os une, antes que seja tarde.

A chama dentro de nós (Elementos #2): Alyssa e Logan são melhora amigos apesar de serem muito diferentes do outro e, o que eles tem em comum são mães complicadas e pais ausentes. Se apaixonam e namoram. Até que os demônios internos dele o fazem afundar nas drogas. Apos um trágico acidente, ele aceitou ir para uma clinica de reabilitação em outro Estado e não voltou mais, apesar das.mensagens diárias de Aly. Quando seu irmão, Kellan, adoece, ele volta para casa e o passado volta à tona. Encontros, desencontros, tristeza e alegria. Lindo! Amei.

Sinopse: Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles.


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Foz do Iguaçú - dia 2 (parte 2): Cataratas brasileiras



Depois do Parque das Aves, fomos para o Parque Nacional Iguaçú, as cataratas brasileiras. Compramos o Passaporte Iguassu, que super vale a pena.


Pegamos o ônibus do parque e descemos na Estação Macuco Safari e já começamos fazendo o tour. Pegamos o transporte deles até o início da trilha, que tem 2km e super tranquila de fazer. O guia vai nos explicando tudo pelo caminho e ao final da trilha, chegamos ao local onde alugamos o locker para deixar nossas coisas e trocamos de roupa para fazer o passeio de bote. Tem que trocar, porque se molha mesmo e não adianta capa de chuva nem nada. Eu tinha lido isso então nem levei e nem comprei por lá. Tá na chuva é para se molhar. Tá nas cataratas, idem. Água abençoada e congelada. Hahahahha!


Para pegar o bote, descemos numa espécie de funicular.



O bote sai tranquilo, em águas calmas, mas no meio do caminho tem umas águas bem revoltas e ele pula, dá uns saculejos e eu quase morri do coração. Quando vi que o piloto estava bem seguro do que fazia, relaxei e curti muito o passeio. E ao chegarmos perto das cascatas, em todos os cantos da água via-se arco-íris. Coisa mais linda de viver!!!



Depois, ele entra numa cascata para tomamos banho, com o bote mesmo. É um pancadão de água surreal, super forte (tem que proteger os ouvidos) e gelado demais. Mas muito abençoado, uma paz, que lágrimas escorriam dos meus olhos de emoção. Sensação única na vida!!! Recomendo a todos passarem por ela, ao menos uma vez. Eu não sei se eu faria de novo, mas valeu a pena demais.



Vai um funcionário na frente com gopro filmando e fotografando tudo e ao final vende o cd. Compramos o cd de fotos (R$50). Só leve câmera e ou celular (a prova dágua ou com capa) se tiver segurança, Eu não levei e sei que não teria conseguido tirar muitas fotos, não.




Depois de trocarmos de roupa, pegamos o transporte direto até a Estação Macuco e pegamos o ônibus do Parque e fomos até a Estação Cataratas, onde almoçamos no Restaurante Porto Canoas, que vem incluído no Passaporte Iguassu . O visual do restaurante é lindo demais e com música ao vivo, mas a comida  é normal, nada demais.



Caminhamos até o elevador panorâmico e descemos para as cataratas brasileiras, que tem 25% das quedas d'água das Cataratas do Iguaçú. E é legal ver a Argentina logo ali, do outro lado. As passarelas são super tranquilas de andar, é uma muvuca de gente, mas dá pra aproveitar bastante o visual lindo demais, repleto de arco-íris e cheio de respingos d'água.




Da passarela, tirei foto de um barco do macuco safari ese aproximando da cascata. Da pra ter uma melhor noção da dimensão. 




Lá vimos muitos quatis, perto do elevador e na área da trilha. Em todo parque tem.placas avisando do perigo de chegar perto deles, que eles atacam, mordem, roubam os pertences. Tomeinpavor, via um é saia batida. Conrado queria ver.



video

Uma coisa é certa: nenhuma foto ou vídeo é capaz de mostrar a real beleza do lugar. Ao chegar lá, tirei fotos e depois guardei o celular, para ficar só vendo e apreciando aquela maravilha. Emocionante!




Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα