sábado, 30 de junho de 2018

Livros e Filmes: Junho 2018



A dieta da mente: tinha comprado há um tempo, e apesar de não querer ler mais nada de radicalismo alimentar, resolvi ler. É bem técnico, mas fácil de entender. Algumas coisas são um tanto quanto radicais, mas são interessantes.

Sinopse: Prepare-se para descobrir a verdade sobre os efeitos do trigo, do açúcar e dos carboidratos sobre o seu cérebro Em A dieta da mente, David Perlmutter apresenta uma descoberta que há muito tempo tem sido escondida pela literatura médica: os carboidratos podem destruir seu cérebro. Até mesmo aqueles considerados “saudáveis”, como os grãos integrais, podem causar demência, déficit de atenção, epilepsia, ansiedade, enxaquecas,depressão, redução da libido e muito mais. Inovador e oportuno, A dieta da mente mostra que o destino do seu cérebro não está na sua genética. Está naquilo que você come. Misturando pesquisas de ponta e histórias reais de transformação, David Perlmutter explica por que uma dieta rica em “gorduras boas” é ideal para o corpo e poderá fazê-lo emagrecer sem voltar a engordar. O revolucionário programa de quatro semanas proposto neste livro aponta o caminho para se manter o cérebro saudável, vibrante e aguçado — sem medicamentos. Com recomendações fáceis de seguir, receitas deliciosas e metas semanais, o plano de ação de Perlmutter prova que você pode assumir o controle de seus genes, recuperar o bem-estar e manter a saúde e a vitalidade por toda a vida.



Piano vermelho: Uau! Que livro! Não queria parar de ler para saber porque Phillip estava no hospital, sendo cuidado e ajudado pela enfermeira Ellen, enquanto lembrava de uma missão no deserto da Namíbia junto com seus amigos de banda Os Danes, onde foram para descobrir um misterioso som com poder nuclear. Intrigante, interessante, amei! E tava meio assim de ler, pois não curti muito o tão falado 'caixa de pássaros' do mesmo autor. Mas esse super valeu a pena.

Sinopse: Ex-ícones da cena musical de Detroit, os Danes estão mergulhados no ostracismo. Sem emplacar nenhum novo hit, eles trabalham trancados em estúdio produzindo outras bandas, enchendo a cara e se dedicando com reverência à criação — ou, no caso, à ausência dela. Uma rotina interrompida pela visita de um funcionário misterioso do governo dos Estados Unidos, com um convite mais misterioso ainda: uma viagem a um deserto na África para investigar a origem de um som desconhecido que carrega em suas ondas um enorme poder de destruição. Liderados pelo pianista Philip Tonka, os Danes se juntam a um pelotão insólito em uma jornada pelas entranhas mortais do deserto. A viagem, assustadora e cheia de enigmas, leva Tonka para o centro de uma intrincada conspiração. Seis meses depois, em um hospital, a enfermeira Ellen cuida de um paciente que se recupera de um acidente quase fatal. Sobreviver depois de tantas lesões parecia impossível, mas o homem resistiu. As circunstâncias do ocorrido ainda não foram esclarecidas e organismo dele está se curando em uma velocidade inexplicável. O paciente é Philip Tonka, e os meses que o separam do deserto e tudo o que lá aconteceu de nada serviram para dissipar seu medo e sua agonia. Onde foram parar seus companheiros? O que é verdade e o que é mentira? Ele precisa escapar para descobrir. Com uma narrativa tensa e surpreendente, Josh Malerman combina em Piano Vermelho o comum e o inusitado numa escalada de acontecimentos que se desdobra nas mais improváveis direções sem jamais deixar de proporcionar aquilo pelo qual o leitor mais espera: o medo.






A Barraca do beijo (The kissing booth): filme mega fofo, me apaixonei, ri, chorei. Envolve amizade, amore e "traição". Amei tanto! Já quero continuação e soube que o livro vai ser lançado e já quero ler também.

Sinopse: O primeiro beijo de Elle vira um romance proibido com o cara mais gato da escola, mas acaba colocando em risco a relação com seu melhor amigo.





Naomi, Ely e a lista de não beijos (Naomi and Ely's no kiss list): mais um filme teen fofo, que envolve amizade, amores e traições. Amei!

Sinopse: Naomi e Ely sempre foram melhores amigos. Eles saem, se divertem e passam o tempo todo juntos, mas um romance nunca entre eles acontece por uma razão óbvia: Ely é gay. A dupla decide estabelecer uma "no kiss list", ou seja, a lista de homens que nenhum dos dois podem beijar, para não estragarem a amizade. O sistema funciona bem, até o dia em que Naomi e Ely se apaixonam pelo mesmo rapaz.




Thi Mai: que filme lindo, fofo, divertido. Amei tanto! Me diverti com essas amigas loucas e me emocionei com a história. Lindo, lindo, lindo. Filme para a família toda. Também da netflix.

Sinopse: Ao lado de duas amigas, uma mulher determinada viaja ao Vietnã para buscar a menina que sua filha, recém-falecida, pretendia adotar.






Não sou um homem fácil: Achei interessante a ideia de mostrar um mundo ao contrário do que vivemos em relação ao machismo, pra chocar os homens mesmo e até às mulheres, porque percebemos mais como o machismo está em pequenos detalhes que nem nos damos conta, às vezes. Não é o mundo que queremos, porque continuou desigual, mas a ideia é chocar mesmo. Curti!

Sinopse: Um machista inveterado prova de seu próprio veneno ao acordar em um mundo dominado por mulheres, onde entra em conflito com uma poderosa escritora.



Blue Jay: filme sobre os encontros e desencontros da vida, mostra de forma real que nem tudo é como queremos que seja, por diversos motivos, desentendimentos... Achei um pouco parado, mas é bom.

Sinopse: Quando estão retonando para sua pequena cidade natal na Califórnia, dois ex-namorados (Mark Duplass e Sarah Paulson) do ensino médio se encontram por um acaso. Os dois lembram do passado que compartilharam e passam a refletir sobre ele, levando em conta suas vidas atuais, que parecem não serem satisfatórias para eles.



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Fim da 1a. Fase

O Brasil passou da 1a. fase classificado em 1o. lugar, mas não foi fácil. O primeiro jogo contra a Croácia ficou no empate em 1x1, quando todos esperávamos que ia ganhar fácil. Ficou aquela tensão no ar. O gol foi marcado pelo Felipe Coutinho.



O 2o. jogo, contra a Costa Rica, tava até melhor em campo, mas não conseguia finalizar e parecia que o gol não ia chegar, pois o jogo tava acabando no 0x0. Até que, nos acréscimos, desencantou, com um gol do Felipe Coutinho e outro do Neymar. Venceu mas não convenceu!




O 3o. jogo da 1a. fase, contra a Sérvia, ganhamos de 2x0, mas ainda não tá com pinta de campeão. Pior que tem potencial, tem capacidade, mas acho que falta foco e garra o tempo todo.




 Destaques até aqui:

Felipe Coutinho honrando a 11 que foi do Romário. Até o baixinho achou e postou essas imagens no seu instagram:



E o outro é a Coisa mais linda dessa Copa pra mim, que é a musica da torcida que fala dos campeonatos do Brasil. In love total.





Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα 

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Junho de muito amor

Junho é um mês muito querido, e em ano de Copa é mais ainda. Mas com ela, não consegui cumprir meu cronograma de postagem aqui no blog, mas vou fazer um mega resumão do que já rolou em Junho: 

Topre fez 2 anos no dia 05. Fizemos um bolinho de banana amassada com aveia e ele adorou. E a dinda doida aqui fez um ensaio fotográfico com tema da Copa do Mundo.







No dia 07 foi níver de uma amiga mega querida e fomos comemorar com um almoço e mais ensaio fotográfico de amigos. Esses dois maravilhoso o trabalho que me deu. Só tenho a agradecer a Deus por ter colocado eles no meu caminho.





Dia 09 foi níver de mommy poderosa, que completou 66 anos com a Benção de Deus. Muita saúde e anos de vida para mãinha!



Dia 12 teve dia dos namorados, nosso 15o. juntos, e caprichei uma janta para gente e comemoramos a 3, com o Pretinho nos fazendo companhia. Obrigada, Senhor, pelo respeito, cumplicidade e amor; com esses 3, podemos enfrentar as dificuldades da vida juntos.





No mais, tô na correria de chegar do trabalho para acompanhar os jogos da Copa: de 2a. a 4a. só consigo chegar no final do 1o. tempo do jogo das 15h, e 5a. e 6a. até rola de ver o jogo das 15h todo. E final de semana é aproveitar para ver todos os jogos possíveis!

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα 

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Copa do Mundo Rússia 2018

Tá rolando a Copa do Mundo de Futebol na Rússia, desde 4a. feira, 14/06, e vai até 15/07, quando acontecerá a grande final. Como os jogos são de manhã e a tarde, não dá pra ver muita coisa por causa do trabalho. Não consegui ver a abertura, mas fiquei de olho pelo celular. O Google tá com um recurso bacana, onde você seleciona os países que deseja receber notificações - eu selecionei todos, para saber de tudo - e é avisado a cada gol e tem o resumo do jogo, para acompanhar na rua, nos momentos de intervalo entre uma aula e outra.



Sou daquelas que ama ver todos os jogos e gostaria muito de estar de férias nessa época, para poder acompanhar e curtir tudo. Como não é possível, a gente se vira como pode. Quando chego do trabalho, dá para ver o jogo das 15h (tem dia que só o 2o. tempo e dias que dá pra ver desde o começo). Aproveitei o final de semana para matar a vontade e ver todos os jogos. TODOS!



Adoro o clima da Copa, acompanhar as notícias, ver a empolgação das pessoas. E curto mesmo, sem essa de medo de parecer alienada porque o país tem problemas (demais da conta) e muito menos torço contra (e fico revoltada com quem faz): Se o Brasil ganhar, não vai melhorar a corrupção, a saúde e a educação. Se perder também vai ficar tudo na mesma! Então, se gosta de futebol, aproveita. Esse é o grande momento do futebol. Se não gosta, beleza, vai ser feliz longe do evento. E vamos todos ser felizes, que é isso que importa.

Minha foto preferida de Copa: minha irmã e eu na Copa de 1982


Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Voltando pra valer



Tenho postado no blog todo mês sobre livros e filmes que vejo, às vezes posto sobre autores preferidos e passeios ou viagens que faço esporadicamente. Mas sinto falta de postar contando sobre a minha vida. Hoje visitei uns blogs bem pessoais, do jeito que gosto, sem ser comercial, pessoas normais sem querer ser digital inflluencer, sem visitar lucro, maior número de seguidores, fama... tão bom ver gente como a gente lutando para realizar sonhos, seja ele emagrecer, engravidar, passar num concurso, casar, comprar a casa própria... e tantas outras coisas bacanas, que me deu vontade de voltar a ser mais assídua nas postagens e nas visitas aos blogs amigos.



Então decidi tentar fazer postagens aleatórias às 2as. feira e mais pessoais às 5as., e visitar os blogs amigos no final de semana (sábado e/ou domingo). Espero conseguir manter a regularidade, mesmo que 1x na semana, pois acho essencial essa troca.



Outra coisa que vou refazer é a lista de 101 coisas em 1001 dias, que sempre fiz e procurei realizar o máximo possível, mas a última (que acabou no meio do ano passado) ficou abandonada e nem parei para fazer um balanço ainda. Aos poucos vou postando aqui. 

E para quem chegou agora ou está desatualizada sobre mim:



Sou uma pessoa alegre, adoro estar em família e entre amigos.
Amo curtir nosso cachorrinho Topre, um pug muito do levado de 2 anos (é do meu sobrinho-afilhado, e adotei como meu afilhado também).
Amo dançar muito.
Faço capoeira e entre idas e vindas, lá se vão 23 anos (estou numa fase que voltei a treinar firme e estou muito feliz com isso).
Sou professora de Educação Física, dou aula em escola pública há 15 anos (em 2, para ser mais precisa).
 Amo ler (leio mais do que vejo filmes).
 Fiz dietas a vida toda e agora estou tentando aprender a viver sem dieta, mas ainda me pego com pensamentos de pode x não pode e por aí vai...
 Amo ficar em casa, em fazer coisas simples, apreciar a natureza, flores.
 Amo viajar (apesar de fazer muito menos do que gostaria por grana).


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Autores preferidos: Graeme Simsion


O projeto Rosie: o geneticista Don Tillman é uma figura divertida e apaixonante; e Rosie veio pra bagunçar sua vida, no bom sentido. Adorei o livro e ele vai virar filme. Já estou doida pra ver, pois sei que vai fazer eu umas boas gargalhadas.

Sinopse: Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica. Exceto as mulheres. Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Ou até mesmo uma amiga para somar ao seleto grupo de amigos de Don, formado por Gene, também professor na universidade, e a mulher dele, Claudia, psicóloga e esposa muito compreensiva. Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal. O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.


O efeito Rosie: Continuação de 'o projeto Rosie'. Agora Don e Rosie estão casados e morando em New York, onde ele está como prof. Da faculdade de Columbia e ela cursando medicina. Quando Rosie engravida, Don fica nervoso e perdido, porque não foi planejado. Encontros e desencontros. Ele querendo colaborar da forma que sabe, planejando os.mínimos detalhes, e ela se sentindo pressionada. Muita loucura e diversão. Ri demais.

Sinopse: A sequência do best-seller internacional O Projeto Rosie. O Projeto Rosie foi concluído, e Don e sua amada estão morando em Nova York. Ele é professor na Universidade de Columbia, e Rosie cursa o primeiro ano do programa de doutorado em medicina. Tudo vai muito bem até o dia em que ela anuncia: “Estamos grávidos.” Diante do desafio ainda maior do que encontrar uma esposa, Don não vê alternativa a não ser iniciar o Projeto Bebê. Ao tentar definir os protocolos para se tornar pai, usando seu estilo de pesquisa peculiar e suas habilidades sociais – ainda baixíssimas –, Don, é claro, acaba se metendo em várias confusões e mal-entendidos. Agora ele corre o risco de ser processado, deportado, de perder a credibilidade profissional e, o pior, de perder Rosie para sempre. Prepare-se para rir, chorar e se emocionar novamente com o professor de genética mais carismático de todos os tempos.


Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα