quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Livros e Filmes: Outubro 2018





Ansiedade: Demorei mais de 1 mês pra ler esse livro porque não me prendeu, duvidei dele por momentos devido a muita autopromoção do autor (eu fiz, eu criei, eu inventei, eu, eu, eu...), mas não sou de desistir e fui lendo. Do capítulo 10 pra lá curti e fez muito sentido pra mim. Se eu soubesse, teria lido do 10 em diante.

Sinopse: Você sofre por antecipação? Acorda cansado? Não tolera trabalhar com pessoas lentas? Tem dores de cabeça ou muscular? Esquece-se das coisas com facilidade? Se você respondeu "sim" a alguma dessas questões, é bem provável que sofra da Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA). Considerada pelo psiquiatra Augusto Cury como o novo mal do século, suplantando a depressão, ela acomete grande parte da população mundial. Neste livro, você entenderá como funciona a mente humana para ser capaz de desacelerar seu pensamento, gerir sua emoção de maneira eficaz e resgatar sua qualidade de vida.


Par perfeito: Alice é casamenteira na agência Par Perfeito, cuja dona, Audrey, ostenta um 'casamento perfeito' com John e pega no pé dela por tudo. Kate se inscreve na agencia em.busca de um amor. Sua amiga, Lou, é contra e só quer saber de curtir a vida. No evento anual de casamenteiras, Alice conhece John e ele se apaixona por ela. Muitas confusões, desencontros e risadas. Dividida por capítulos de personagens, a história se entrelaça muito bem, é leve, divertida. Gostei.

Sinopse: Alice Brown, é o que antigamente se chamava de casamenteira, uma profissional especializada em encontrar a tão sonhada “outra metade da laranja”, o amor da sua vida, o fogo e a paixão. Alice passa os dias ajudando mulheres a se apaixonar loucamente. Suas clientes, e… ELA TAMBÉM, é claro, estão ansiosas para conhecer um príncipe encantado. Kate, está a exatos 569 dias de fazer 35 anos e há exatos 5 anos atrasada nessa missão de vida. A dificuldade é que seu, digamos, padrão, está fora dos padrões. Desesperada, isso mesmo, desesperada para encontrar aquele gato, lindo, perfeito, romântico, carinhoso, bom de cama, atencioso, gostosão, charmoso, UFFFFFFA, ela sabe que sua última esperança recai sobre Alice. Enquanto isso, a própria Alice está tendo probleminhas para lidar com seu chefe, e problemaços para parar de se apaixonar pelo homem alheio. E se nada der certo? E se ela falhar com Kate? E se, ela mesma, estiver precisando de uma ajudinha profissional?


Gus: Quando soube que tinha continuação de 'Raio de Sol', pirei. Consegui baixar (não foi publicado no Brasil ainda) e li. Narrado por Gus, pós Kate 'bright side'. Agora Rook é uma banda de sucesso, fazendo turnê na Europa e mostra o recomeço de Gus. Amei tanto, não queria parar de ler. Queria filme dos dois livros.

Sinopse: Esta é a história de Gus. Perdendo-se. Encontrando-se. E a cura ao longo do caminho. "... Mas a verdade honesta de Deus é que eu nem sei como funcionar mais. Bright Side não era apenas a minha melhor amiga ela era como minha outra metade... a outra metade do meu cérebro, a outra metade da minha consciência, a outra metade do meu senso de humor, a outra metade da minha criatividade, a outra metade do meu coração. Como você volta a fazer o que fazia antes, quando sua outra metade se foi para sempre?"

O milagre (Jeremy Marsh e Lexie Darnell #1): Jeremy escreve sobre ciência para revistas, em Nova Iorque, onde mora. Ele viaja para Boone Creek, uma cidade pequena no Sul, a fim de investigar um caso fantasmagórico de luzes que aparecem no cemitério local, onde acaba conhecendo Lexie, a bibliotecária, que o ajuda com a pesquisa do caso. Os dois são ressabiados quando o assunto é amor, mas o i evitável acontece e eles tem que se virar para lidar com os medos e a distância que existe entre eles. Fiquei o pasma que é o primeiro livro do Nicholas que derrubem uma lagrima sequer. Ele foi bonzinho nesse. 

Sinopse: Vestido de preto da cabeça aos pés e com a aparência de alguém sempre pronto para ir a um velório, Jeremy Marsh reflete em seu estilo uma forte vocação para encarar a vida de uma forma racional. Badalado pela mídia, respeitado pela comunidade científica, aos 37 anos o jornalista assina uma coluna na prestigiosa revista Scientific American - sem, contudo, emplacar um relacionamento feliz. A saída que Jeremy encontra para exorcizar o fantasma de um casamento desfeito é negar a existência de outros tipos de fantasmas: aqueles que arrastam correntes e aparecem sob lençóis. Seu trabalho como freelancer já o fez viajar pelo mundo à cata de lendas urbanas como a do monstro de Losh Ness. Por isso, não se surpreende ao receber a carta de Dori McClellan, uma senhora com poderes divinatórios que o convida a investigar as misteriosas luzes de Cedar Creek, um antigo cemitério de escravos que teria sido alvo de uma maldição. Acionando seu agente e um cameraman tatuado e beberrão, Jeremy deixa Nova Iorque e parte em direção ao sul dos Estados Unidos. Essa é a terra da sofrida Lexie Darnell - alguém que longe de ser uma mocinha ingênua do interior, se mostra vacinada contra os avanços de qualquer conquistador da cidade grande. Mas será que um forte sentimento pode ultrapassar as fronteiras que separam a fé da descrença?

À Primeira Vista (Jeremy Marsh e Lexie Darnell #2) : como é continuação, acaba sendo spoiler, então não vou falar muito. Só que tio Nick tinha sido muito bonzinho no anterior e nesse ele arranca nossas lágrimas.

Sinopse: Jeremy Marsh tinha três certezas: jamais se mudaria de Nova York, não se apaixonaria novamente e nunca teria filhos. Mas agora ele está prestes a se casar com Lexie Darnell e aguarda a chegada da primeira filha, enquanto conduz a reforma de sua nova casa na pequena cidade de Boone Creek, na Carolina do Norte. Em meio a tantas mudanças, Jeremy luta para reencontrar o equilíbrio pessoal e profissional ao lado da mulher que o fez mudar todos os seus planos. Quando tudo parece estar entrando nos eixos, Jeremy recebe um misterioso e-mail que dá início a uma série de acontecimentos que irão testar a força dessa paixão. Atormentado pela ideia de estar sendo traído, vivendo uma crise criativa que o impede de trabalhar e angustiado com a gestação complicada de Lexie, ele não poderia imaginar que o pior – e o melhor – ainda estava por vir. À primeira vista captura toda a incerteza, a tensão e a angústia da vida desse jovem casal, mas também retrata o romantismo, o companheirismo, a descoberta e o amadurecimento que só o verdadeiro amor pode proporcionar.



Doidão: Doidão conta a história de Zé,muito conhecido como Zezé, de 'Meu pé de laranja lima', dos 17 aos 20 anos. Ele está tendo uma relação mais próxima com o pai, em.busca de emprego, se apaixona. Leitura boa, muito rápida, faz-se em menos de 2 horas. Após ler, soube que é o terceiro sobre Zezé, que tem um livro anterior, sobre a adolescência dele.

Sinopse: O pequeno Zezé de Meu Pé de Laranja Lima agora tem quase 20 anos e vive a procura de si mesmo, porém só consegue escandalizar a cidade e ser visto como um vagabundo.



Tonico: Tonico tem 14 anos, perde o pai e vira 'o homem da casa', precisando trabalhar para ajudar a mãe e a avó, enquanto suas duas irmãs vão morar na casa do tio Bio, que vir a um conselheiro para ele. Bem realista, porem fora da minha realidade. Apesar de ser um livro infanto-juvenil, de leitura fácil e rápida (coisa de poucas horas), tem muito a ensinar. Já quero reler a continuação 'Tonico e Carniça'. A série vagalume faz parte da minha infância e quero reler todos que puder.

Sinopse: Pobre e órfão de pai, Tonico sonha com uma vida independente e começa a trabalhar como engraxate, percorrendo as ruas com o amigo Carniça.

Se eu pudesse viver minha vida novamente...: Autobiografia se Rubem Alves, grande escritor brasileiro, nascido em Minas Gerais. Amo biografias e essa e é deliciosa de ler, em poucas horas se faz isso. Ele vai entremeado lembranças da sua vida com grandes poetas e escritores e fica uma coisa muito boa de se ler. Primeiro livro que li pro Projeto Lendo o Brasil (ler um livro de cada Estado e do DF). Minas muito bem representada.

Sinopse: Em 'Se eu pudesse viver minha vida novamente...', Rubem Alves viaja no tempo e no espaço e lança o olhar sobre os sonhos, sobre as perdas e ganhos, detendo-se nos pequenos detalhes que fazem toda a diferença, recorrendo a memórias ora felizes ora dolorosas, quase sempre com um toque de nostalgia que não é arrependimento, mas sim uma saudade gostosa de algo vivido em plenitude. É assim, com extrema delicadeza, que o autor chega ao coração e à mente do leitor, despertando-o para o agora, acordando um desejo de viver de forma diferente, de aproveitar cada instante, de valorizar cada minuto.

Contando a canção: Não sou muito fã de contos, mas quando envolve músicas que eu amo, abro uma exceção para ler. 10 contos baseados em musicas e curti bastante. Linguagem fácil, para ler em 1 hora. Recomendo!

Sinopse: Você já ouviu uma canção e imaginou-a como uma história, ou melhor, como um livro ou filme?! Se a resposta é SIM, então temos algo em comum. E foi pensando nisso que me dediquei a escrever contos inspirados em canções. Dentre a diversidade de letras, apresento-lhes — CONTANDO A CANÇÃO — um livro com dez pequenos contos do gênero Pop/Rock. A ideia é levar a você, querido leitor, entretenimento musical de uma outra forma, dando sentido (sobre o meu ponto de vista), para algumas canções que adornam a minha playlist. Como diria o grande filósofo, escritor e poeta — Friedrich Nietzsche: “Sem a música, a vida seria um erro”. Bem-vindo ao universo da vívida partitura!!!





Querido companheiro (Darling Companion): vi na sessão da tarde e logo me apeguei, não posso ver um cachorro que já amo. 

Sinopse: Beth (Diane Keaton) e sua filha Grace (Elisabeth Moss) salvam um cão perdido no acostamento de uma estrada. Joseph (Kevin Kline), marido de Beth, odeia o animal, agora a principal companhia da esposa. Um casamento é realizado na casa de férias da família e Joseph acaba perdendo o cachorro. Beth se recusa a voltar sem ele e os convidados remanescentes são obrigados a se empenhar na busca.



Chá com Mussolini (Tea with Mussolini): tava pesquisando filmes sobre fascismo, achei uma lista deles, porém todos antigos e difíceis de achar. Encontrei esse no youtube (com legenda em português) e gostei bastante. Apesar de uma época bem conturbada na Itália, mostra um lado artístico, com mulheres fortes e determinadas. Gostei muito mesmo.

Sinopse: Luca Innocenti um garoto nascido fora dos laços do matrimônio e não-reconhecido oficialmente por seu pai, que luta por sua independência e para achar um meio onde possa desenvolver seu apreço pela arte. Os anos seguintes são uma evocação de um mundo desaparecido: o da quieta cidade de Florença beira da Segunda Guerra Mundial. Neles estão Arabella (Judi Dench), Mary (Joan Plowright) e Hester (Maggie Smith), que retratam o excêntrico, colorido e legado das senhoras britânicas e que, juntamente com uma colecionadora de arte americana (Cher) e uma arqueologista (Lily Tomlin), dividem seu tempo em debates sobre a situação do país em plena Era Mussolini.

Jogada certa (Just Wright): amo filme de esportes, amo filme de basquete e esse foi muito bom. Adorei ver!

Sinopse: Leslie Wright (Queen Latifah) é uma fisioterapeuta que não consegue namorar, já que os homens sempre a vêem como uma boa amiga. Fã de basquete, um dia ela tem como cliente um grande astro do esporte, Scott McKnight (Common). Ela passa a tratá-lo em tempo integral, iniciando um procedimento visando seu retorno às quadras, algo que muitos duvidam que vá acontecer. No meio deste processo, os dois percebem que há algo mais entre eles além do relacionamento entre médico e paciente.


Hereditário (Hereditary): uma colega postou no face dizendo que era um dos melhores filmes de terror que tinha visto nos últimos anos e corri pra ver na mesma hora (vi no popcorn time) e gostei, mas esperava mais pelo que ela falou. Mas vale a pena ver, sim. O melhor pra mim continua sendo "A chave mestra" (skeleton key).

Sinopse: Após a morte da reclusa avó, a família Graham começa a desvendar algumas coisas. Mesmo após a partida da matriarca, ela permanece como se fosse um sombra sobre a família, especialmente sobre a solitária neta adolescente, Charlie, por quem ela sempre manteve uma fascinação não usual. Com um crescente terror tomando conta da casa, a família explora lugares mais escuros para escapar do infeliz destino que herdaram.

Lady bird: tava querendo ver há tempos e me surpreendeu, melhor do que eu imaginava. Gostei bastante!

Sinopse: Christine McPherson (Saoirse Ronan) está no último ano do ensino médio e o que mais deseja é ir fazer faculdade longe de Sacramento, Califórnia, ideia firmemente rejeitada por sua mãe (Laurie Metcalf). Lady Bird, como a garota de forte personalidade exige ser chamada, não se dá por vencida e leva o plano de ir embora adiante mesmo assim. Enquanto sua hora não chega, no entanto, ela se divide entre as obrigações estudantis no colégio católico, o primeiro namoro, típicos rituais de passagem para a vida adulta e inúmeros desentendimentos com a progenitora.



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Outubro ou nada

Outubro foi intenso, cheio de atividades, já estou me locomovendo um pouco melhor, fazendo mais coisas. Algumas coisas que fiz, vivi, quero pontuar:

Amei essas capas de revista, com mulheres fora do padrão e falando de empoderamento feminino:



Coloquei unha de acrigel, pois estava com 3 cantos de unha quebrados há tempos e sempre ficava roendo e nunca melhorava. Não curti, achei agressivo e tal, colou unha postiça na ponta, depois conversando com uma amiga que tem, ela falou que não cola a tal unha. Aff. Enfim, fiz manutenção e nem quis pintar. O objetivo agora é ir lixando até sair a ponta postiça e deixar natural. Vamos ver no que vai dar:




Cortei o cabelo, tava com umas pontas me incomodando, ressecado e tal. Gostei do resultado:



Fui ao casamento da Fernanda e do Victor, ela é amiga da família de Con. Ele a conhece desde que ela tinha 6 anos de idade, ela foi madrinha do nosso casamento com meu cunhado e meus sogros foram padrinhos do casamento dela. Namorou 11 anos e casou e valeu a pena esperar, foi tudo lindo demais, o casamento mais lindo que já fui.






Trabalhei como mesária nas eleições:



Tava fora do facebook por conta da confusão em época de eleição, mas voltei após o Mestre Mia ser assassinado por divergências políticas, algo que me chocou muito. Tive o prazer de conhecê-lo em janeiro e fazer um curso de afoxé com ele, em Salvador. Revoltada com isso!



Curso com Mestre Moa

Velório do Mestre Moa

Fiz, junto com minha mãe, decoração surpresa pro niver da minha irmã. Ela sabia que ia ter festinha, quis churrasco, só não sabia dos enfeites e maou tudo. Teve surpresa no treino da capoeira também, de manhã:




Fui, com marido e amigos, para o novo trabalho do meu irmão tomar uma cerveja:




Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Projeto Lendo o Brasil



Depois do Projeto 198 livros, resolvi embarcar no Projeto Lendo o Brasil, da Camila. Vou atualizando o post aqui conforme for lendo os livros.

 Ela descreve em seu blog que pretende ler um livro de cada unidade federativa brasileira: os 26 estados e o Distrito Federal. A ideia surgiu a partir do seu outro projeto de leitura, A volta ao mundo em 198 livros, no qual está lendo um livro de cada país do mundo (também estou participando dele). O Brasil é um desses países que ela não se contentou em ler apenas um livro brasileiro. Para retratar um pouco da diversidade cultural do nosso país, nada melhor do que ler um livro de cada estado.

Lendo o Brasil
ESTADO/DF
LIVRO 
AUTOR
DATA
1.Acre



2. Alagoas



3. Amapá



4. Amazonas



5. Bahia



6. Ceará



7. Distrito Federal


8. Espírito Santo


9. Goiás



10. Maranhão


11.Mato Grosso


12. Mato Grosso do Sul


13. Minas GeraisSe eu pudesse viver minha vida novamente...Rubem Alves19/10/18
14. Pará


15. Paraíba


16. Paraná


17. Pernambuco


18. Piauí


19. Rio de Janeiro


20.Rio Grande do Norte


21. Rio Grande do Sul


22. Rondônia


23. Roraima


24. Santa Catarina


25. São Paulo


26. Sergipe


27. Tocantins






Imagem do site da Revista Superinteressante


Obs.1: A quem interessar possa, leio os livros e depois os vendo no instragram @michavendelivros

Obs.2: Eu adoro uma frescurinha e comprei um caderno grosso, imprimi mapas para ir pintando de acordo com os países que for lendo.

Obs.3: Aqui tem Dica de livros para cada Estado

Obs.4:  Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Volta ao Mundo em 198 livros - POST ÍNDICE



Tenho algo muito legal e especial para compartilhar com vocês, conheci o Projeto 198 livros, do blog Viaggiando e decidi fazer também! Se tem livro, tô dentro!!!

Resumidamente (texto tirado do Viaggiando), o projeto é:

A volta ao mundo em 198 livros é uma viagem com passagem só de ida e sem data para acabar, cujo objetivo é ler um livro de cada país do mundo. São 198 livros porque considera os 193 países membros da ONU e seus dois estados-observadores (Palestina e Vaticano), além de Kosovo, Taiwan e Saara Ocidental.

Vou fazer um pouco diferente da Camila, pois peguei o bonde andando. Ela sorteia o país para saber a ordem que vai ler os livros, eu vou ler os países que ela sorteou. Também tenho muitos livros acumulados (conheci o projeto na época que tava fazendo Mestrado, e durante 2 anos de Mestrado comprando sem parar e lendo muito pouco) e vi que já tinha alguns pro projeto e decidi começar por eles mesmo e já comprei vários outros pro projeto antes de iniciá-lo (os preenchidos na tabela, eu já tenho para ler). Quem mais quiser embarcar nessa viagem, é só se juntar a nós.


Volta ao Mundo em 198 livros
PAÍS
LIVRO 
AUTOR
DATA
1.Afeganistão



2. África do Sul



3. Albânia



4. Alemanha



5. Andorra



6. Angola



7. Antígua e Barbuda


8. Arábia Saudita


9. Argélia



10. Argentina


11. Armênia


12. Austrália


13. Áustria


14. Azerbaidjão


15. Bahamas


16. Bangladesh


17. Barbados


18. Barein


19. Belarus


20. Bélgica


21. Belize


22. Benim


23. Bolínia


24. Bósnia Herzegovina


25. Botsuana


26. Brasil


27. Brunei


28. Bulgária


29. Burkina Fasso


30. Burundi


31. Butão


32. Cabo Verde


33. Camarões


34. Camboja


35. Canadá


36. Catar


37. Cazaquistão


38.Chade


39. Chile


40. China


41. Chipre


42. Cingapura


43. Colômbia


44. Comores


45. Congo


46. Coréia do Norte


47. Coréia do Sul


48. Costa do Marfim


49. Costa Rica


50. Croácia


51. Cuba


52. Dinamarca


53. Djibuti


54. Dominica


55. Egito


56. El Salvador


57. Emirados Árabes Unidos


58. Equador


59. Eritreia


60. Eslováquia


61. Eslovênia


62. Espanha


63. Estados Unidos


64. Estônia


65. Etiópia


66. Federação Russa


67. Fiji


68. Filipinas


69. Finlândia


70. França


71. Gabão


72. Gâmbia


73. Gana


74. Geórgia


75. Granada


76. Grécia


77. Guatemala


78. Guiana


79. Guiné


80. Guiné-Bissau


81. Guiné Equatorial


82. Haiti


83. Holanda


84. Honduras


85. Hungria


86. Iêmen


87. Ilhas Marshal


88. Ilhas Salomão


89. Índia


90. IndonésiaGuerreiros da EsperançaAndrea Hirata26/03/18
91. Irã


92. Iraque


93. Irlanda


94. Islândia


95. Israel


96. Itália


97. Jamaica


98. Japão


99. Jordânia


100. Kiribati


101. Kosovo


102. Kuweit


103. Laos


104. Lesoto


105. Letônia


106. Líbano


107. Libéria


108. Líbia


109. Liechtenstein


110. Lituânia


111. Luxemburgo


112. Macedônia


113. Madagascar


114. Malásia


115. Malauí


116. Maldivas


117. Mali


118. Malta


119. Marrocos


120. Maurício


121. Mauritânia


122. México


123. Micronésia


124. Moçambique


125. Mianmar


126. Moldávia


127. Mônaco


128. Mongólia


129. Montenegro


130. Namíbia


131. Nauru


132. Nepal


133. Nicarágua


134. Níger


135. Nigéria


136. Noruega


137. Nova Zelândia


138. Omã


139. Palau


140. Palestina


141. Panamá


142. Papua Nova Guiné


143. Paquistão


144. Paraguai


145. Peru


146. Polônia


147. Portugal


148. Quênia


149. Quirguistão


150. Reino Unido


151. República Centro Africana


152. República Democrática do Congo


153. República Dominica


154. República Tcheca


155. Romênia


156. Ruanda


157. Saara Ocidental


158. Samoa


159. San Marino


160. Santa Lúcia


161. São Cristóvão e Névis


162. São Tomé e Príncipe


163. São Vicente e Granadinas


164. Senegal


165. Serra Leoa


166. Sérvia


167. Seicheles


168. SíriaO diário de MyriamMyriam Rawick30/09/18
169. Somália


170. Sri Lanka


171. Suazilândia


172. Sudão


173. Sudão do Sul


174. Suécia


175. Suíça


176. Suriname


177. Tadjiquistão


178. Tailândia


179. Taiwan


180. Tanzânia


181. Timor-Leste


182. Togo


183. Tonga


184. Trinidad e Tobago


185. Tunísia


186. Turquia


187. Turcomenistão


188. Tuvalu


189. Ucrânia


190. Uganda


191. Uruguai


192. Uzbequistão


193. Vanuatu


194. Vaticano


195. Venezuela


196. Vietnã


197. Zâmbia


198. Zimbábue




Obs.: Essas regras foram colocadas pela Camila e eu as seguirem também:

Os livros escolhidos serão preferencialmente romances, simplesmente porque é esse meu estilo preferido de literatura, mas nada impede que contos ou poesias também apareçam por aqui.
O original ou as traduções precisam ser publicadas em português, inglês ou espanhol.
Sempre que possível, escolherei livros que representem de alguma forma os aspectos culturais e/ou históricos de um país e que tenham sido escritos por autores locais.
Essas regras podem ser flexibilizadas caso seja difícil encontrar livros que atendam a todos os requisitos. E sugestões serão sempre bem-vindas!

Obs.2: A tabela peguei no blog dela (não sei fazer uma no blog), mas coloquei os países em ordem alfabética, já que facilita para eu encontrar os países. E já coloquei todos na lista, só vou preenchendo as datas depois.

Obs.3: A quem interessar possa, leio os livros e depois os vendo no instragram @michavendelivros

Obs.4: Eu adoro uma frescurinha e comprei um caderno grosso, imprimi mapas para ir pintando de acordo com os países que for lendo.



obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Livros e Filmes: Setembro 2018



Fome: Roxane conta sua história, como começou a engordar desenfreadamente para esconder seu corpo, apos ser estuprada aos 12 anos. Aí tem que lidar com 3 problemas: o trauma pelo estupro, as dificuldades e limitações de viver num corpo obeso é a gordofobia que existe no mundo. Pesado, tenso, triste...E verdadeiro. Um soco na boca do estômago.

Sinopse: Nesta autobiografia escrita com sinceridade impressionante, a autora best-seller Roxane Gay fala sobre como, após sofrer um abuso sexual aos doze anos, passou a utilizar seu próprio corpo como um esconderijo contra os seus piores medos. Ao comer compulsivamente para afastar os olhares alheios, por anos Roxane guardou sua história apenas para si. Até conceber este livro. Esta não é uma narrativa bem-sucedida de perda de peso. E este também não é um livro que Roxane gostaria de escrever. Entretanto, é uma história que precisa ser contada, e ela o faz com seu estilo contundente e impetuoso, ainda que dotado de um humor mordaz, características que a tornaram uma das vozes mais marcantes de sua geração. "Fome" é um relato ousado, doloroso e arrebatador.



Em um bosque muito muito escuro: Nora se surpreende ao receber convite para despedida de solteira de Clare, uma amiga de Colégio que perdeu contato há 10 anos. Junto com Nina, amiga da mesma época, ela vai para a casa de vidro, passar o fim de semana na despedida e fica surpresa ao saber que Clare vai casar com James, seu primeiro e único amor, cujo termino fez ela se afastar de todos. Fim de semana tenso, com lembranças do passado, arrependimento de ter ido, até que James aparece de surpresa na casa e tudo muda. Tiro, sangue, perda de memoria, hospital, Polícia. Ufa! Que história. Esse é o segundo livro da Ruth Ware que leio e amo. Virei fã.

Sinopse: A britânica Ruth Ware alcançou as listas dos mais vendidos do The New York Times, USA Today e Los Angeles Times com este surpreendente romance de estreia que chega ao Brasil pela coleção de suspense Luz Negra. Em um bosque muito escuro é narrado por uma escritora reclusa que aceita o convite para a despedida de solteira de uma amiga de escola com a qual não tinha contato há anos. Quarenta e oito horas depois de chegar ao local da festa, uma casa de campo isolada, ela desperta numa cama de hospital, com a devastadora certeza de que alguém está morto. E mais do que tentar lembrar o que aconteceu no fatídico fim de semana, precisa descobrir o que fez. Com uma atmosfera inquietante, em que segredos do passado são revelados aos poucos e as relações se constroem pelo entrelaçamento de admiração, carinho, inveja e ressentimentos, Ruth Ware entrega um thriller arrebatador, que não à toa a colocou entre os principais nomes do novo suspense feminino, como Paula Hawkins e Gillian Flynn. Em um bosque muito escuro será adaptado para o cinema por Reese Whiterspoon.


É assim que acaba: Lilly foi uma adolescente solitária, cresceu num lar onde o pai batia na mãe e se apaixonou por Atlas, um menino que morava na casa abandonada ao lado da sua, e eles viraram amigos e se apaixonaram. Já adulta, Lilly se muda pra Boston, conhece Ryle , um neurocirurgião apaixonado, mas com rompantes de agressividade. Ela monta uma floricultura, e tem como funcionária Alysa, sua melhor amiga ea irmã de Ryle. Uma noite, Lilly acaba reencontrando Atlas, que agora é chef de cozinha, ao sair para jantar com Ryle. Emoção, amor, raiva...tudo misturado. Que livro! Amei demais!

Sinopse: Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais.

Tarde Demais: Sloan mora com Asa, seu namorado, e tem uma vida infeliz e repleta de medo, mas não tem para onde ir nem como pagar o tratamento do seu irmão, que é bancado por Asa. Ela conhece Carter na classe de Espanhol e se encanta com sua educação, carinho e cuidado com ela. Até que é 'apresentada' a ele por Asa, como um parceiro nos negócios (ilegais e que ela não concorda). Não dá pra contar mais do que isso, pra não dar spoiler. E, apesar de ser bem.diferente dos livros da Colleen, amei demais. De tirar o fôlego!

Sinopse: Para proteger o irmão, Sloan foi ao inferno e fez dele seu lar. Ela está presa em um relacionamento com Asa Jackson, um perigoso traficante, e quanto mais os dias passam, mais parece impossível enxergar uma saída. Imersa em uma casa incontrolável que mais parece um quartel general, rodeada por homens que ela teme e sem um minuto de silêncio, também parece impossível encontrar qualquer motivo para se sentir bem. Até Carter surgir em sua vida. Sloan é a melhor coisa que já aconteceu a Asa. E se você perguntasse ao rapaz, ele diria que também é a melhor coisa que já aconteceu a Sloan. Apesar de a garota não aprovar seu arriscado estilo de vida, Asa faz o que é preciso para permanecer sempre um passo a frente em seu negócio e proteger sua garota. Até Carter surgir em sua vida. A chegada de Carter pode afetar o frágil equilíbrio que Sloan lutou tanto para conquistar, mas também pode significar sua única saída de uma situação que está ficando insustentável.

Uma casa no fundo de um lago: O primeiro encontro de James e Amélia é um passeio de canoa nos lagos perto da casa deles. E eles descobrem uma casa no fundo de um lago e ficam obssecados com ela a ponto de voltar diversas vezes e cada vez vão mergulhando mais fundo nessa aventura, que eles acreditam que será a amor aventura de suas vidas. Livro gostoso de ler, curtinho, tem romance, tem suspense, ficção. Bem a cara do autor mesmo. Gostei bastante!

Sinopse: James e Amélia têm dezessete anos. Em comum, além da idade, têm o fato de estarem um a fim do outro e de serem tomados pelo nervosismo quando James chama Amélia para sair. Mas tudo parece perfeito para um primeiro encontro: um passeio de canoa pelos lagos, levando um cooler cheio de sanduíches e cervejas. À medida que se aprofundam na exploração, os dois chegam a um lago escondido e encontram algo impressionante debaixo d'água. Um lugar perigosamente mágico: uma casa de dois andares com tudo que tem direito — móveis, um jardim, uma piscina e uma porta da frente, que está aberta. Enquanto, fascinados, vasculham o imóvel e tentam passar uma boa impressão para o outro, cresce o medo. Será que um local misterioso como aquele esconde alguém — ou algo — vivo? Uma coisa é certa: depois de mergulhar nos mistérios da casa no fundo do lago, a vida deles jamais voltará a ser a mesma.


O diário de Myriam: Amo diários, amo saber mais do que se passa com as pessoas e amei esse diário de Myriam, uma menininha da Síria, que morava com seu pai, sua mãe e sua irmã mais nova, Joelle, em Alepo e levava uma vida normal: seu pai e mãe trabalhavam, eles tinham seu apartamento, ela e a irmã frequentavam a escola, tinham amigos, visitavam parentes, brincavam na rua, se divertiam, até que tiveram suas vidas alteradas por conta das bombas e tiros que vieram junto com a invasão dos curdos, com o contra-ataque do exército...enfim, uma loucura! Recomendo demais!

Sinopse: O Diário de Myriam apresenta a perspectiva de uma menina que teve sua infância roubada ao crescer rodeada pelo sofrimento provocado pela Guerra da Síria, iniciada em 2011. Myriam começou a registrar seu cotidiano após sugestão da mãe, que propôs que ela contasse tudo aquilo que viveu para, um dia, poder se lembrar de tudo o que aconteceu. Escrito entre novembro de 2011 a dezembro de 2016, o diário alterna entre as doces memórias do passado na cidade de Alepo e os dias doloridos e carregados de incertezas. E é com a sensibilidade de uma autêntica contadora de histórias que ela narra a preocupação crescente de seus pais com as notícias na tv, as pinturas revolucionárias nos muros da escola, as manifestações contra o governo, a repressão, o sequestro de seu primo e, por fim, os bombardeios que destroem tudo aquilo que ela conhecia.





Sierra Burger é uma loser: Vi na netfliz e amei, filme fofo, bem teen e com o lindo do Noah Centineo (de Para todos os garotos que já amei). In love por esse rapaz! Recomendo.

Sinopse: Sierra (Shannon Purser) é uma adolescente inteligente, mas que não se encaixa exatamente nos padrões de beleza impostos no ensino médio. Quando um incidente de confusão de identidade resulta em um romance inexperado em sua vida, ela se vê precisando se juntar a garota mais popular da escola para poder ficar com o menino que gosta.



SPF-18: Netflix também. Outro filme teen com Noah Centineo. Lugar lindo, legal, mas nada demais. Tem uma micro participação do Keanu Reeves.

Sinopse: Cinco adolescentes prestes a se formar no ensino médio passam o verão tomando conta da elegante casa de praia do Keanu Reeves. Entre romances e muito surfe, eles fazem descobertas sobre si mesmos e se veem obrigados a amadurecer e lidar com grandes decisões de vida.






Treinando o papai: vi na sessão da tarde com minha prima e irmão. Rendeu boas risadas em família. Recomendo.

Sinopse: Joe Kingman (Dwayne Johnson) é um famoso quaterback da equipe de Boston, que está em plena disputa do campeonato. Joe é um solteiro convicto, que gosta de usufruir da fama e da riqueza que possui. Até que conhece Peyton (Madison Pettis), sua filha de 7 anos que até então não sabia que existia, resultado de um último encontro com sua ex-esposa. Peyton passa a morar com Joe, o que faz com que ele tenha que se dividir entre treinos, festas e aulas de balé clássico, além de outras atividades as quais não está acostumado.



Felicidade por um fio: Fiquei impressionada mesmo, pois é uma história real e imaginei quantas pessoas sofrem e lutam com seus cabelos por não se aceitarem como são. Sofri junto, pois associei logo ao corpo, a essa luta que travei a vida toda e que só fez o meu peso aumentar, criar vergonhas, culpas...e, ver que a autoaceitação, o autoamor, a autocompaixão são libertadores demais. Vale muito a pena ver. Mega recomendo. Tá na netflix.

Sinopse: Uma publicitária perfeccionista com problemas na vida amorosa embarca em uma jornada de autoconhecimento que começa no visual radicalmente novo.


Força de viver (Hoovey): amo filmes baseados em fatos reais e amo filmes de esportes, juntou os dois, é garantia que vou amar. Bom demais!

Sinopse: Inspirado em uma história real, Eric "Hoovey" Elliott (Cody Linley) é um promissor jogador de basquete que leva uma vida normal ao lado dos seus pais e irmã. Certo dia, ele desmaia em um treino e é levado para o hospital, onde os médicos descobrem um tumor maligno do tamanho de uma laranja na base da sua cabeça. Ariscando a vida, o jovem faz a cirurgia de remoção. Além de precisar aprender mais uma vez a fazer coisas básicas, ele precisa manter sua família unida.


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα