Páginas

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Dia 3 (parte 3): vinícola Miolo

Depois do almoço, fomos para a vinícola Miolo. Chovia muito, mas não atrapalhou o passeio em nada, pois o ônibus nos deixa lá dentro do pátio, bem na frente da entrada e a visita é toda coberta mesmo. Foi ótimo termos deixada para esse dia chuvoso. Deus no comando sempre!




Lá tivemos degustação de 4 vinhos:





Amei esse espumante demais da conta 
e foi esse que comprei para fazer o brinde do níver de mommy


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Dia 3 (parte 2): Epopéia italiana

A epopéia italiana nos surpreendeu demais. (Não sei o preço porque tava incluída no pacote da Maria Fumaça). Fica a poucos metros da estação de Bento Gonçalves.



 A epopéia italiana conta a imigração desse povo para o sul do Brasil através da historia do casal . É um teatro interativo, com vídeos e um ator fazendo um monólogo. Não é nada chato, é super interessante e educativo.


Começa com um vídeo numa sala onde tem as vestimentas típicas dos povos que imigraram para o Sul. Depois do vídeo, andamos um pedaço pequeno e nos deparamos com o ator que continua contando a história e nos convida para embarcar no navio, o que nos faz sentir fazendo parte da viagem.

É tudo tão real, tem cascata, plantação de uva...

A vila tão bem feita, com as casas e a Igreja de Santo Antônio

video
Achei incrível essa parte

Chegamos ao final, onde tem a foto do casal Lázaro e Rosa 
e a mala que eles trouxeram está exposta numa redoma de vidro

Ao final, mais vinho para degustar
e dessa vez também teve uns deliciosos biscoitos

Saímos da epopéia e pegamos a estrada de novo, onde paramos no Del Filippe para almoçar, um restaurante de sequência, leia-se rodízio. É assim que chamam lá.

Apaixonada por essas flores de Outono



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Dia 3 (parte 1): Maria Fumaça

Fizemos o passeio de Maria Fumaça com a Brocker turismo. Saímos cedinho do flat e foram 2 horas de ônibus até Carlos barbosa, onde pegamos o charmoso trem.



Carlos Barbosa é a cidade com melhor qualidade de vida do país, também conhecida como cidade da Tramontina, pois tem várias fábricas lá.


A estação é pequenina e fofa e tem a Igreja Nossa Senhora do Caravaggio em frente, e por coincidência, era dia dela (dia 26/05). Somos recepcionados com um show em italiano lindo, enquanto aguardamos para embarcar.



O passeio tem 20 km de percurso e a Maria Fumaça vai a uma velocidade de 20 a 30 km/h. Usa croquete, uma lenha ecológica obtida de restos da fábrica Tramontina, e 4 mil litros de água pluvial por passeio. 


A viagem de trem é um show incrível, onde tem várias atrações: show de música italiana, música gaúcha, coral... As pessoas levantam e dançam. Tudo de bom. 


Ao desembarcarmos nas estações, também tem mais shows. Além de degustação a vontade de vinhos, espumante e sucos de uva.


Nossa 1a. parada foi em Garibaldi, a cidade do espumante. E lá teve degustação do espumante Garibaldi, maravilhoso demais. Na cidade tem a festa do espumante.



Aproveitamos a parada para visitar o vagão 212, que preserva os bancos originais, e onde são gravadas novelas, minisséries e filmes.



Degustação de vinhos  e espumante Garibaldi

Escolhi essa casinha para morar. Que tal?


A 2a. e última parada foi em Bento Gonçalves, a capital brasileira do vinho, onde 79 vinícolas instaladas e 50% do vinho nacional é produzido ali. 


Nessa estação a degustação foi do vinho e suco de uva da Miolo, que eu já conhecia e adoro.


De lá, caminhamos para a Epopéia italiana, que é assunto para o próximo post.




Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Dia 2 (parte 2): Canela



Canela é vizinha de Gramado é fica a 7km de distância. No caminho têm muitos parques e paramos para tirar foto na frente de alguns. Não entramos (fica pra próxima), pois queríamos aproveitar a trégua da chuva pra conhecer os lugares que estavámos a fim mesmo.




No caminho, ainda na Estrada do Caracol, vimos essa linda loja de vinho, Vale da Neve, e paramos para conhecer. Provamos uns vinhos deliciosos e compramos uma garrafa do seco pra levarmos pra casa.


video

Fomos para o teleférico (bonde aéreo) e amamos demais. Lugar lindo. A primeira parada é feita no parque das esculturas que falam e a segunda no mirante para a Cascata do Caracol. Linda demais. No mirante tem fotógrafo, que tira as fotos assim que a gente desembarca e depois vende a foto impressa (R$15 cada) ou o cd com todas (R$60). O nosso tinha 12 fotos nossas e compramos o cd mesmo.



Marido se divertindo com as esculturas que falam

Amei a decoração dessa primeira parada




video
A linda cascata

 Depois fomos visitar a Catedral de Pedra, uma Igreja em estilo gótico que fica bem no centro de Canela e é linda por dentro e por fora. Amamos demais. Fiquei encantada com o jardim todo florido na praça da frente da Igreja. Um espetáculo.



Aí Leonardo (o motorista) nos falou que a noite era mais bonita acesa e falou que voltaria conosco depois de irmos ao Lago Negro. E assim fizemos. Realmente valeu a pena voltar. Vai trocando as cores da iluminação e esses tons de roxo me deixaram apaixonada demais.




Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Dia 2 (parte 1): Mini Mundo e Lago Negro

O motorista (Leonardo) nos pegou as 13h e fomos fazer todos os passeios a céu aberto, aproveitando que a chuva deu uma trégua e tinha sol tímido aparecendo.

Nossa primeira parada foi no mini mundo (R$28 cada adulto), uma lugar fofo e encantador, para crianças e adultos. Uma perfeição em cada pequeno detalhe.  São "maquetes" de alguns pontos turísticos e cidades  do Mundo todo. Um espetáculo.








De lá, fomos para Canela (detalhes no próximo post) e depois fomos para o Lago Negro, que fica em Gramado (7km separam as duas cidades, coisa rápida e a logística foi feita de acordo com os horários das atrações que queríamos visitar).






Por do sol no Lago Negro

O melhor milk shake que já tomei na vida:
conhaque, sorvete de flocos, chocolate, chantili. Hmmmm



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα