Páginas

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Livros: novembro



Uma canção para Jack: Megan tem 14 anos e é internada na ala pediátrica para tratar um câncer no cérebro recém descoberto. Jack tem 16 anos e um câncer raro, mas é divertido e está bastante tempo no hospital. Eles dois são os únicos adolescentes na ala pediátrica e se aproximam e surge um interesse mútuo entre os dois, que tornam a rotina de quimioterapia, dores e cansaço mais leve e até divertida. Uma história fofa e interessante, apesar de triste também. Gostei bastante.

Sinopse: Uma Canção Para Jack narra a relação entre Megan e Jack, dois adolescentes que se conhecem no hospital onde estão fazendo um tratamento contra o câncer. Megan não consegue compreender, a princípio, que está doente. Nem mesmo sente assim, pelo menos antes do início da quimioterapia. Ela é uma menina de 13 anos que foi recentemente diagnosticado com câncer. Na ala infantil, Megan fica furiosa com todas as crianças gritando, as decorações coloridas e os blocos de construção que a cercam. É durante o seu primeiro dia lá, que Megan conhece Jackson Dawes, um garoto que encara a vida com bom humor. Jack entra na vida de Megan e os dois criam um vínculo que ajuda a menina a ver a sua vida a partir de uma nova perspectiva. Nessa zona nebulosa entre amigos, começa a surgir algo mais.

Amy e Matthew: Amy tem hemiplegia, um lado do corpo paralisado, anda com ajuda de andador e fala através de um programa de computador. Apesar de estudar há 11 anos na mesma escola, não tem amigos. No último ano, sua mãe contrata 'amigos' para ajudá-la e a sua maneira, cada um (Chloe, Sanjay, Hannah e Matthew) modifica a vida de Amy um pouco. Matthew é um desses ajudantes e os dois tem uma sintonia grande. Ele possui TOC e Amy acaba por ajudá-lo muito também. A amizade vira amor, com reviravoltas e nada convencional. Amei!!!

Sinopse: Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.


Novembro, 9: Fallen sofreu uma queimadura aos 16 anos que encerrou sua promissora carreira de atriz. 2 anos depois do incêndio, ela conhece Bem de forma inesperada e eles fingem ser namorados. Há uma forte conexão entre eles, mas fazem um trato de se encontrar somente 1x ao ano, no dia 9 de novembro. E assim fazem, mas cada surge um imprevisto que os dois vão superando. Ou não. Gostei. Achei bem diferente, mas curti.

Sinopse: Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?


Talvez um dia: Sidney morava com Tori, sua amiga, até descobrir que ela estava tendo um caso com seu namorado. Ela é acolhida pelo vizinho, Ridge, um músico, que divide apartamento com seu amigo Warren e com Bridgett, que está sempre mau humorada. Juntos eles compõe e se dão bem, porém Ridge namora Maggie há 5 anos e os dois lutam contra o que estão sentindo até não aguentar em mais. Muito bom. Adorei!

Sinopse: Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.


Destinos e Fúrias: Lotto (Lancelot) e Mathilde se casam após 2 semanas de namoro e passam a vida toda juntos compartilhando momentos felizes e outros difíceis, festas com amigos e momentos de reclusão. Mesmo uma vida inteira juntos guardam segredos um do outro. A história do livro é interessante, mas achei a escrita chata (lembra muito o 'nó na garganta') e poderia ser mais curta. Muitos detalhes, não curti muito não.

Sinopse:Toda história tem dois lados. Todo relacionamento tem duas perspectivas. E às vezes a chave para um grande casamento não está em suas verdades, mas em seus segredos. Aos 22 anos, Lotto e Mathilde são jovens, perdidamente apaixonados e destinados ao sucesso. Eles se conhecem nos últimos meses da faculdade e antes da formatura já estão casados. Seguem-se anos difíceis, mas românticos: reuniões com amigos no apartamento em Manhattan; uma carreira que ainda não paga as contas; uma casa onde só cabem felicidade e sexo bom. Uma década depois, o caminho tornou-se mais sólido. Ele é um dramaturgo famoso e ela se dedica integralmente ao sucesso do marido. A vida dos dois é invejada como a verdadeira definição de parceria bem-sucedida. Porém, nem tudo é o que parece; toda história tem dois lados, e em um casamento essa máxima se faz ainda mais verdadeira. Se em Destinos somos seduzidos pela imagem do casal perfeito, em Fúrias a tempestuosa raiva de Mathilde se revela fervendo sob a superfície. Em uma reviravolta emocionalmente complexa, o que começou como uma ode a uma união extraordinária se torna muito mais. Com profundidade e um emaranhado de tramas, a prosa vibrante e original de Destinos e fúrias comove, provoca e surpreende. Um romance sobre os muitos casamentos possíveis entre o amor, a arte e o poder e sobre os diferentes pontos de vista pelos quais essas combinações podem ser enxergadas.


Yaqui Delgado quer quebrar sua cara: Piddy sempre foi boa aluna, tinha amigos na escola e queria conhecer o pai. Ela é sua mãe se mudam e tudo muda. Ela tem que mudar de escola, onde sofre bullying por Yaqui sem motivo algum. Não consegue fazer amigos, começa a matar aulas por medo é vergonha e suas notas caem. Nesse meio tempo descobre o amor com Joey, seu amigo de infância. Conta muito com a ajuda da amiga da mãe, Lila, que é uma tia pra ela. Adorei. Gostoso de ler e dá pra ter noção do impacto que o bullying pode ter na vida de uma pessoa.

Sinopse: Uma garota surge de repente no caminho da adolescente Piddy Sanchez para avisá-la de que Yaqui Delgado vai acabar com ela. Piddy acabou de mudar de escola e nem faz ideia de quem seja Yaqui, muito menos do que pode ter feito de tão errado para apanhar. Mas Yaqui sabe quem ela é, e a odeia. Piddy Sanchez não tem descanso. Ser filha de uma imigrante cubana nos Estados Unidos e crescer sem pai já era bem difícil sem ter alguém a odiando. No ensino médio da nova escola, seu corpo atraente desperta tanto os olhares dos meninos quanto o da esquentada Yaqui, que começa atacando a novata com ameaças cruéis, mas demonstra ser capaz de muito mais que isso, tornando a vida de Piddy um verdadeiro inferno dominado pelo medo. Denunciar Yaqui não é uma opção. Fugir não adianta. O importante agora é sobreviver. O romance explora a questão do bullying nas escolas e fala de violência doméstica, assuntos que vêm sendo cada vez mais discutidos atualmente, por afetar muitas crianças e adolescentes.

Antes de partir desta para uma melhor: Silver é um ex astro rock, divorciado de Denise com quem teve uma filha, Casey, que não tem contato nestes últimos 7 anos. Ele mora num apart hotel onde moram outros divorciados e tem Jack e Oliver como amigos. Sua filha se descobre grávida aos 18 anos e resolve procurá-lo. Neste mesmo tempo ele descobre uma doença nas artérias que pode matá-lo a qualquer momento e sua ex esposa vai se casar com Rich, o médico que quer operá-lo. Super divertido. Já virei fã do Tropper, sempre usa situações do cotidiano reais, sem contos de fadas... Recomendo!

Sinopse: Não é preciso ser nenhum gênio para perceber que a vida de Drew Silver é uma sequência de decisões equivocadas. Faz quase uma década que sua banda de rock emplacou uma música, filha única de mãe solteira. Desde então, a banda se separou, sua mulher o largou e Silver tem assistido a vida passar, tocando em casamentos – quando aparece algum – e descontando os cheques cada vez menos frequentes que recebe pelos direitos autorais de seu único sucesso. Silver então descobre que a ex-mulher está prestes a se casar de novo e que a filha adolescente, Casey, está grávida. Para completar, depois de sofrer um derrame que o deixa incapaz de controlar a língua e guardar para si o que pensa, ele precisa de uma cirurgia no coração. Diante desse cenário, o músico fracassado depara com a pergunta decisiva: será que vale a pena salvar uma vida tão mal vivida? Assim, sob o olhar exasperado da família, ele toma a decisão radical de se recusar a fazer a cirurgia e dedicar o pouco tempo que lhe resta a tentar consertar o relacionamento com Casey e aproveitar a vida – mesmo que ela não dure muito. Com diálogos rápidos, irônicos e sagazes, Jonathan Tropper confirma sua habilidade em retratar com humor e perspicácia o lado oculto da família moderna.

obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Tattoo: Ubuntu : sou porque somos

No dia 05 de agosto, fiz minha 9a. tattoo e a 2a. junta com minhas amigas irmãs que a capoeira me deu (a primeira foi essa aqui). UBUNTU. Agora que vi que não temos fotos de nós todas e que eu não tinha postado ainda. Ufa!










video


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Livros: outubro



As épicas aventuras de Lidia Bennett: Continuação do Diário de Lizzie Bennet, conta a história de Lydia, irmã caçula e espevitada, após o episódio do vídeo dela é o então namorado, George, em momentos íntimos ter caído na boca do povo. Lydia está refazendo sua vida e mostra que amadureceu muito com aquele episódio escandaloso. Tem uma participação da Lizzie, a irmã do meio, e de Jane, a mais velha. Bom! Fecha bem o ciclo das irmãs Bennet, mas deixa brecha pra mais livros.

Sinopse: Antes de Lizzie começar seu popular vlog, Lydia era apenas uma garota normal tramando maneiras de matar aula e criar a identidade falsa perfeita para entrar nas baladas. Talvez ela não tivesse muito foco, mas amava sua família e se divertia para valer. Até que o vlog de Lizzie transformou as irmãs Bennet em sensações da internet, e Lydia adorou virar o centro das atenções, conforme as pessoas assistiam, debatiam, postavam no Twitter, no Tumblr e em blogs sobre a vida dela. Mas então Lydia aprendeu que nem toda atenção é positiva... Depois que seu ex-namorado, George Wickham, aproveitou a fama recém¬adquirida de Lydia, traiu sua confiança e destruiu sua reputação, ela não é mais uma garota ingênua e despreocupada. Agora, Lydia terá de batalhar para reconquistar a confiança e o respeito de sua família e encontrar seu lugar no mundo. Narrado na voz inconfundível e cativante de Lydia, este livro começa exatamente no ponto em que O diário secreto de Lizzie Bennet parou e oferece uma nova abordagem a Orgulho e preconceito.


Paixão sem limites: Blaire cuidou da sua mãe com câncer durante os últimos 3 anos e agora precisou vender a casa que sua vó deixou para elas para pagar as despesas médicas e foi atrás do seu pai (que as abandonou 5 anos atrás quando sua irmã morreu), em Rosemary Beach. Ao chegar lá encontra Rush, o filho da atual mulher do seu pai (os dois estavam viajando). Playboyzão, vive dando festas em casa e rodeado de mulheres que dispensa no dia seguinte feito lixo. Enquanto isso Blaire trabalha no country club pra juntar dinheiro e alugar um lugar pra morar. Os dois se apaixonam, mas a irmã de Rush, Nan odeia ela. Quando os pais deles voltam de viagem, Blaire sabe de toda a história que a liga a Nan e volta pro Alabama, onde Cain, seu ex, a ajuda. Amei. Daqueles livros se devorar em um único dia. Romance, hot, fofo... Tudo junto.

Sinopse: Ele podia ter tudo que quisesse. Menos ela. Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.

Tentação sem limites: Blaire descobre que está grávida e sabe que não pode ter o filho sozinha numa cidade pequena como Sumit, onde nasceu e cresceu. Ela decide voltar pra Rosemary Beach, pois precisa reaver seu emprego no country club para juntar dinheiro e, enfim, poder ir para embora. Rush fica sabendo e a procura. Os dois se acertam, mas Nan sofre um acidente e as coisas mudam um pouco. Gostei muito. Esses livros são daqueles de ler rapidinho.

Sinopse: Ela não consegue deixar de amá-lo, mesmo sabendo que jamais o perdoará. A vida de Blaire Wynn não foi nada fácil. Sua irmã gêmea morreu muito cedo, seu ex-namorado e melhor amigo a traiu e ela precisou cuidar da mãe doente até o último dia de sua vida. Depois de tanto sofrimento, o que ainda seria capaz de machucá-la? O terrível segredo de Rush Finlay.Depois de se apaixonar perdidamente por ele, Blaire descobriu algo cruel que destruiu para sempre o mundo que conhecia. Agora ela está mais sozinha do que nunca e precisa recomeçar a vida longe de todos que a feriram. O único problema é que não consegue deixar de amá-lo.Rush Finlay também não sabe o que fazer. Apesar das tentativas dos amigos e da família para animá-lo, o rapaz segue desolado. Ele já não quer saber da vida que levava, regada a festas, bebidas e mulheres. É atormentado pelas lembranças de um sentimento que jamais imaginara que fosse conhecer e que não pôde ser vivido plenamente.Nem Rush nem Blaire imaginavam que seus universos pudessem se transformar de forma tão radical. Porém, a maior reviravolta das suas vidas ainda está por vir. E ela será tão intensa que obrigará Blaire a engolir o orgulho, voltar a Rosemary, na Flórida, e enfrentar seus inimigos. Rush por sua vez, terá que lutar para consertar seus erros e se provar digno da confiança e do amor dela.Segundo volume da trilogia Sem Limites, que já vendeu mais de 5 milhões de exemplares no mundo, Tentação sem limites é tão viciante e tentador quanto uma paixão proibida.

Amor sem limites: Blaire e Rush estão bem, vivendo e curtindo a gravidez em Rosemary Beach, quando precisam viajar resolver problemas familiares causados por Nan. Blaire. Seu pai se entendem novamente e voltam a ter uma relação legal de pai e filha. Blaire e Rush se casam e Nate nasce. Livro mais romântico,ais família. Curti!

Sinopse: O destino fez de tudo para afastá-los. Mas o amor os uniu. Blaire Wynn conheceu Rush Finlay num momento muito difícil da vida dela, logo depois de perder a mãe e a casa em que morava. Filho de um astro do rock, Rush vivia num mundo de luxo, sexo sem compromisso e total despreocupação com o futuro. Exatamente o oposto de tudo o que Blaire conhecia. Mesmo com tantas diferenças, a paixão entre os dois foi arrebatadora. Porém Rush guardava um segredo de sua família que levou ao fim do namoro e a um período de tristeza absoluta para o casal. Mas eles já não sabiam viver um sem o outro e cederam de novo àquele sentimento irresistível. Agora Blaire está grávida, eles estão felizes e planejam se casar. Mas nem tudo está garantido. O pai de Rush chega trazendo más notícias e novamente os antigos problemas de família podem fazer com que os dois se afastem.


Rush sem limites: r ele. É a história de Paixão sem limites, o primeiro livro da série. Achei desnecessário e repetitivo, sem novidades significativas. A partir do 2o. Livro a narração é intercalada dos dois, muito mais dinâmica e interessante. Não é ruim, mas pra quem leu o primeiro é totalmente desnecessário.

Sinopse: Rush sem limites conta a história de Paixão sem limites sob ponto de vista de Rush. Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade em sua velha caminhonete. A beleza angelical da garota do Alabama logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. Mesmo que ela precise de sua ajuda. E mesmo que ela lhe desperte sentimentos desconhecidos. Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto.


Eleanor e Park: Eleanor tem uma família complicada (mãe, 4 irmãos e padastro) e volta para casa após 1 ano fora, vivendo em casa de amigos da mãe por ter sido expulsa pelo padrasto. Park tem pais super compreensíveis, uma vida estável e 1 irmão. Nada em comum até que se apaixonam, após dividirem o mesmo banco no ônibus escolar. Fofo toda vida, final inesperado. Amei! O melhor livro da Rainbow que já li.

Sinopse: Eleanor e Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.


A próxima grande sensação: Kat pesa mais de 100kg e veste 50, mas tem um namorado virtual inglês, Nick, que pensa que ela veste 34 e tem a barriga chapada. Ela se inscreve num reality show 'Fat2fab' para emagrecer e ir encontrá-lo. Mas no programa acontece uma reviravolta e tudo muda. Adorei, super me identifiquei em vários e vários trechos.

Sinopse: Durante toda a vida, Kat Larson esperou por coisas: ligações que nunca aconteceram, caras que não apareceram, convites que teriam se perdido no correio. Porém, mais do que tudo isso, sempre esperou ser magra. Aos 27 anos, ela achava que nunca poderia ser feliz, a menos que perdesse alguns quilos. Muitos quilos. Nem seu chefe, para quem a segunda-feira dava o tom da semana inteira e, por isso, marcava uma reunião toda segunda às 8 horas em ponto, era capaz de tirar tanto seu humor quanto uma balança. Depois de ter feito todo tipo de dieta, Kat decide adotar uma estratégia mais ousada: entrar para From fat to fabulous, um novo reality show em que seis mulheres, todas tamanho 46 ou mais, lutam contra as saliências (e, principalmente, umas contra as outras). Dessa vez, era impossível não dar certo. Kat tinha uma motivação a mais - poder finalmente encontrar seu namorado virtual, que só a conhecia por foto... montagem. Confinada na Casa da Tentação, ela vai provar que não estava mentindo ao dizer, na fase de seleção, que, "para o bem ou para o mal, nunca haverá um momento de tédio quando eu estiver por perto". Prepare-se para conhecer Kat sem disfarces, a participante que todo produtor de reality show e, claro, todo espectador gostaria de ver.



O lado feio do amor: Tate se muda para o apartamento do irmão (Corbin) para fazer Mestrado em enfermagem e se envolve com seu vizinho e amigo do irmão, Miles. Ele tem 2 duas regras: não falar do passado e não prometer um futuro. Ela aceita, porém se apaixona e percebe que ele também, apesar de não admitir e de afastá-la. É narrado por Tate no presente e por Miles 6 anos antes. Lindo demais. Se for ler, separe o lencinho. Amei!!!!

Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.


obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

terça-feira, 11 de outubro de 2016

20 anos sem Renato Russo



Parece que foi ontem, cheguei da faculdade cedo para almoçar com a família, pois 11 de outubro é aniversário da minha irmã. Estavam meus avós, minha prima, meus pais, todos na sala conversando, e quando cheguei, desligaram a tv e falaram: vamos almoçar! Após o almoço, fui pro meu quarto fazer algo e minha irmã entrou e falou:

- Renato Russo morreu!
Eu: - Mentira!?!?
Ela: - Verdade, por isso desligaram a TV, pra você não ver (se fosse nos dias de hoje, eu teria visto no face no bus e teria entrado num pranto desesperado)
Eu: - AIDS?!?!?!?!

E comecei a chorar.
E assim foi, por um dia, uma semana, um mês... A vida toda. Saudade que dói!








Saudade é o amor que fica, já diz a linda frase que não sei de quem é.
É tão estranho, os bons morrem jovens...




Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Novo membro da família: Topre

Numa 2a. feira de chuva, dia 22/08, debaixo de muita chuva, chegou nosso novo membro da família: Topre (preto ao contrário). O cachorrinho que Hugo vinha querendo há tempos e que encasquetou com a ideia nos últimos meses. Depois de muita pesquisa dele e da mãe, chegaram a essa fofura.

Foto dada pela dona do canil

Hugo quando foi buscá-lo no canil

Em poucos minutos, já conquistou a família toda. É uma fofura, uma gracinha. E veio para mudar nossa rotina, nossas ideias e opiniões. Virou o xodó. E agora sou dinda de mais um!

 Mudança na casa. Grade no quartinho dele para hora de dormir 
e em momentos que ele precisar ficar preso

 Chamego com a dinda

 1a. vacina conosco

 É um amor só com Hugo

Ele sobe correndo pra nossa casa




Com os irmãozinhos: curico e mel

 Amores da dinda






Banho com a vovó

E hoje ele completa 4 meses de vida! (Está conosco há 1 mês e meio). 


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sábado, 1 de outubro de 2016

Livros: setembro



Private - Missão Jogos Olímpicos: Chronos se diz um ser superior e quer acabar com os jogos olímpicos, que considera impuro e contra os princípios dos Jogos antigos. Knight, investigador da Private, persegue o psicopata através das cartas que ele envia para a jornalista Karen Poppe. Um suspense daqueles, que não da vontade de parar de ler.

Sinopse: Declaro abertos os Jogos Olímpicos de Londres de 2012! A Private Londres, filial da maior agência de investigações do mundo, está trabalhando com o Comitê Organizador das Olimpíadas para garantir a segurança da competição. Tudo estava correndo bem até que, na véspera da cerimônia de abertura, Sir Denton Marshall, um figurão do comitê, é brutalmente assassinado em sua casa. Um psicopata com sede de vingança pode pôr tudo a perder. Horas depois, a jornalista Karen Pope recebe um envelope contendo um cartão musical e uma carta assinada por um homem que se intitula Cronos. Ele assume a autoria do crime e diz que o pesadelo está apenas começando. Sua intenção é purificar os Jogos Olímpicos, manchados por mentiras e corrupção. Milhares de vidas estão em risco. Peter Knight, líder da Private Londres, logo percebe que Cronos não vai desistir até acabar de vez com o maior evento esportivo do mundo. Numa caçada implacável, a Private e a polícia de Londres tentam deter esse gênio do crime que parece saber mais do que deveria.


Não conte para a mamãe:Toni é uma mulher bem sucedida no trabalho e que vai para clínica onde sua mãe está internada com um câncer terminal passar os últimos dias com ela. No quarto de hospital ela relembra os momentos quando vivia como Antoinette, uma menina que foi abusada sexualmente pelo pai desde os 6 anos de idade até os 14. Sofria fortes ameaças do pai para não contar a mãe, que era conivente com a agressões físicas e moral que o pai fazia com a filha.  Relato tenso, triste, revoltante da autora, que viveu tudo isso de verdade. Reencontra o pai e co vive com os fantasmas do passado. Uau! Que livro! E nossa! Quanto preconceito a vítima sofre.


A frase que dá título ao livro de Toni Maguire, Não conte para a mamãe, poderia ser uma pacto ingênuo entre dois irmãos ou uma brincadeira entre crianças. Infelizmente, não é o caso. Na verdade, é a ameaça sofrida pela autora durante os quase dez anos em que foi violentada pelo próprio pai. Quando aconteceu pela primeira vez, a pequena e inocente Antoniette tinha apenas seis anos. Apesar da tenra idade, tudo ficou gravado em sua memória, o tempo nada dissipou: os detalhes, os sentimentos, a dor. Foi a primeira de muitas, incontáveis vezes. Não conte para a mamãe, de Toni Maguire, desvela a comovente história de um infância idílica que mascarava uma terrível verdade.





Eu me possuo: Karina é uma mulher livre, com os pais rígidos demais e uma avó fofa que é sua melhor amiga e conselheira. Com a maturidade, ela entende que foi estuprada 6 anos atrás, mas na época achou que a culpa fosse sua. Até que reencontrou o estuprador e tremeu. Ao poder dizer umas verdades a ele e se sentiu aliviada por tudo aquilo que viveu. Livro bom, daqueles que se lê de uma vez só, mas poderia ser mais aprofundado. Mas é ótimo que qualquer adolescente pode ler e entender tudo e saber quando é estupro ou não. E que a culpa nunca é da vítima.

Sinopse: “O fato de eu ter me sentido atraída por você, ter ido a sua casa, ter desejado transar com você, não signi fica que você poderia me violentar. Desejar um homem não é o mesmo que desejar ser estuprada por ele. Você disse que tem ido ao meu bar a m de se desculpar por alguma má impressão que tenha deixado em mim. Você não deixou uma má impressão, Gustavo. Você cometeu um crime. Talvez agora você me pergunte por que eu não te denunciei já que você é um criminoso. Naquela noite, eu dei um nó no meu vestido para disfarçar o rasgo que você fez e me limpei como pude no elevador. Fiquei perambulando pela rua meio tonta, depois entrei num táxi e fui para casa da minha avó. Fui direto para o chuveiro limpar aquilo de mim. Me senti suja, me senti culpada, me senti inferior, me senti até ruim de cama: carreguei por muito tempo acusações que serviam para você, não para mim. Minha falta de experiência me fez acreditar que a culpa era minha, que eu apertei algum botão maldito em você e que talvez sexo fosse aquele horror mesmo. Por isso eu me mantive em silêncio. Mas meu corpo gritava!”

O caderninho de desafios de Dash e Lily: Dash encontrou um moleskine vermelho entre os livros da Strand, uma livraria que costuma frequentar. Abriu e entrou no jogo proposto por Lily (na verdade, ideia de seu irmão). No inicio, achei um pouco arrastado, mas valeu a pena continuar. História engraçada, dei gargalhada em alguns momentos. Totalmente teen e diferente. Adorei!

Sinopse: O novo livro de David Levithan e Rachel Cohn que juntos escreveram Nick e Nora Uma noite de amor e música acompanha a dupla Lily e Dash. Ela está doida pra se apaixonar e, pra encontrar o par perfeito, decide criar um caderninho cheio de tarefas e deixá-lo na livraria mais caótica de Manhattan. Quem encontra o moleskine é Dash, e os dois começam a se corresponder e trocar sonhos, desafios e desejos no caderninho, que vai se perdendo nos mais diversos lugares de Nova York.





A geografia de nós dois: Lucy e Owen se conhecem ao ficarem presos no elevador do prédio onde moram, em Nova Iorque. Ambos se mudam e mantém contato por cartões postais. Mesmo a distância não param de pensar um no outro. Muitos desencontros, desentendimentos e uma vontade em comum. Livro fofo, com muitas viagens, muitos lugares bacanas e muito amor. Adorei!

Sinopse: Lucy mora no vigésimo quarto andar. Owen, no subsolo... E é a meio caminho que ambos se encontram - presos em um elevador, entre dois pisos de um prédio de luxo em Nova York. A cidade está às escuras graças a um blecaute. E entre sorvetes derretidos, caos no trânsito, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum. Mas logo a geografia os separa. E somos convidados a refletir... Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir à distância? Em A Geografia de Nós Dois, Jennifer E. Smith cria tramas cheias de experiências, filosofia e verdade.



obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα