Páginas

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Livros Plus size

Duff: Bianca era o patinho feio e Wesley o bonitão desejado por todas as garotas da escola; eles não tinham nada em comum, até que a prof. de inglês os colocou para fazer um trabalho em dupla. Raiva, implicância e problemas familiares em comum os uniu. E virou amor. Adorei! Amo livros teen.

Sinopse: Bianca Piper não é a garota mais bonita da escola, mas tem um grupo leal de amigas, é inteligente e não se importa com o que os outros pensam dela (ou ela acha). Ela também é muito esperta para cair na conversa mole de Wesley Rush - o cara bonito, rico e popular da escola - que a apelida de DUFF, sigla em inglês para Designated Ugly Fat Friend, a menos atraente do seu grupo de amigas. Porém a vida de Bianca fora da escola não vai bem e, desesperada por uma distração, ela acaba beijando Wesley. Pior de tudo: ela gosta. Como válvula de escape, Bianca se envolve em uma relação de inimizade colorida com ele. Enquanto o mundo ao seu redor começa a desmoronar, Bianca descobre, aterrorizada, que está se apaixonando pelo garoto que ela odiava mais do que tudo.

A próxima grande sensação: Kat pesa mais de 100kg e veste 50, mas tem um namorado virtual inglês, Nick, que pensa que ela veste 34 e tem a barriga chapada. Ela se inscreve num reality show 'Fat2fab' para emagrecer e ir encontrá-lo. Mas no programa acontece uma reviravolta e tudo muda. Adorei, super me identifiquei em vários e vários trechos.

Sinopse: Durante toda a vida, Kat Larson esperou por coisas: ligações que nunca aconteceram, caras que não apareceram, convites que teriam se perdido no correio. Porém, mais do que tudo isso, sempre esperou ser magra. Aos 27 anos, ela achava que nunca poderia ser feliz, a menos que perdesse alguns quilos. Muitos quilos. Nem seu chefe, para quem a segunda-feira dava o tom da semana inteira e, por isso, marcava uma reunião toda segunda às 8 horas em ponto, era capaz de tirar tanto seu humor quanto uma balança. Depois de ter feito todo tipo de dieta, Kat decide adotar uma estratégia mais ousada: entrar para From fat to fabulous, um novo reality show em que seis mulheres, todas tamanho 46 ou mais, lutam contra as saliências (e, principalmente, umas contra as outras). Dessa vez, era impossível não dar certo. Kat tinha uma motivação a mais - poder finalmente encontrar seu namorado virtual, que só a conhecia por foto... montagem. Confinada na Casa da Tentação, ela vai provar que não estava mentindo ao dizer, na fase de seleção, que, "para o bem ou para o mal, nunca haverá um momento de tédio quando eu estiver por perto". Prepare-se para conhecer Kat sem disfarces, a participante que todo produtor de reality show e, claro, todo espectador gostaria de ver.


Amor plus size: Maitê sofre bullying na escola por ser gorda e só tem 2 amigas, Valentina e Josie, que são do 2o. Ano. Seu único amigo, desde os 9 anos, e seu vizinho Isaac. Após ser fotografada por Isaac e depois de um trabalho em dupla com Alexandre, o maior gatinho da sua turma, a vida de Maitê dá uma reviravolta. Livro bem teen, do tipo que gosto.

Sinopse: Maitê Passos é uma garota linda, de dezessete anos e mais de cem quilos. Ela passou a infância e a adolescência sendo resumida ao peso. Mas e quando é justamente esse o fator que pode mudar completamente a sua vida? Em meio ao turbilhão do ensino médio, com uma mãe obcecada por dietas, um crush antigo por Alexandre, o cara mais gato da escola, e uma amizade deliciosa com Isaac, fotógrafo amador, Maitê vai descobrir que não precisa ser igual a todas as outras meninas para ser feliz. Neste romance corajoso e cheio de reviravoltas, Larissa Siriani narra a história de uma jovem descobrindo seu lugar no mundo, construindo uma jornada incrível de autoconhecimento, aceitação e empoderamento.



Poder extra G: Nina foi pra Buenos Aires curar um pé na bunda e conheceu o fofo do Nico e eles se apaixonaram de forma rápida e intensa. Ela logo foi acolhida pela mãe e pelo irmão dele, Noah. Mas nem tudo foi conta de fadas. Pra agitar tudo, apareceu Marco, ex de Nina; além do pai biológico dela e sua melhor amiga, Marcela, que foi para um entrevista de emprego. Livro divertido e com varias lições de amor próprio e amor ao próximo, livre de preconceitos. Também abordou o tema adoção e transtorno de identidade de gênero de forma simples encantadora. Adorei e super recomendo.

Sinopse: Empoderamento define. É por isso e a partir daí que a história de Nina — e de Nico, de Marcela e de Noah — existe. Nina não é uma mulher de tipos. E não apenas por causa dos seus noventa e dois quilos. Nina tem atitude e amor-próprio. Talvez não nessa ordem, mas quem se importa? Ao namorar Marco, ela achava que estava subindo mais um degrau rumo ao topo de sua autoestima. É claro que alguns sinais lhe alertavam do contrário, só que o ego pode ser bastante ensurdecedor quando nos convém. Depois de se dar conta da farsa que era o seu relacionamento, Nina deixa sua vida em São Paulo e parte rumo a Buenos Aires, para um mês regado a argentinos sedutores e muito doce de leite. Ela só não esperava que o país dos hermanos pudesse lhe trazer muito mais do que uns quilinhos extras.


Dumplin': Willowdean é uma adolescente obesa, que mora com a mãe, uma ex Miss flor do Texas, apos a morte da sua tia Lucy, que era obesa e morreu de enfarto. Sua melhor amiga, Ellen, com quem compartilha segredos e o amor por Dolly Pardon, está namorando e vivendo uma fase de descobertas, quando ela nem deu o 1o. Beijo ainda. Numa fase de dúvidas, complexos, baixa autoestima, ela arranja dois paqueras: Bo, o menino lindo do trabalho e Mitch, o grandalhão jogador de futebol do Colégio. Tanta coisa acontece e ele se inscreve no concurso de beleza da cidade, causando grande alvoroço na vida dela, da sua mãe, da amiga El e de mais 4 garotas que também sofrem bullying na escola. Uma estória de descobertas, autoaceitação e empoderamento. Amei demais!

Sinopse: Sob um céu estrelado e ao som de Dolly Parton, questões como o primeiro beijo, a melhor amiga, a perda de alguém que amamos demais e “estou acima do peso e ninguém tem nada com isso” fazem de Dumplin’ um sucesso que mexerá com o seu coração. Para sempre. Gorda assumida, Willowdean Dickson (apelidada de Dumplin’ pela mãe, uma ex-miss) convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade tipicamente americana, as coisas sempre deram certo... até Will arrumar um emprego numa lanchonete de fast-food. Lá, ela conhece Bo, o Garoto da Escola Particular... e ele é tudo de bom. Will não fica surpresa quando se sente atraída por Bo. Mas leva um tremendo susto quando descobre que a atração é recíproca. Ao contrário do que se imaginava – a relação com Bo aumentaria ainda mais a sua autoestima –, Will começa a duvidar de si mesma e temer a reação dos colegas da escola. É então que decide recuperar a autoconfiança fazendo a coisa mais surreal que consegue imaginar: inscreve-se no Concurso Miss Jovem Flor do Texas – junto com três amigas totalmente fora do padrão –, para mostrar ao mundo que merece pisar naquele palco tanto quanto qualquer magricela.


Os 27 crushes de Molly: Molly tem 17 anos, já teve 26 crushes e nenhum namorado. Sua irmã gêmea, Cassie, tem mais sorte no amor e logo começa a namorar Mina, uma menina super descolada. Molly começa a trabalhar e o 27o. Crise é Reid, filho dos donos da loja e rola um clima. Além dele, começa a rolar um clima com Will, amigo da Mina. Tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo, preparativo do casamento das mães dela, ser paquerada, primeiro beijo e conflitos, insegurança e pânico por se sentir solitária, discriminada por ser gorda. Que livro! Ao mesmo tempo que é bem teen, com toda essa questão de paquera e insegurança, tem uma lição bem bacana de amor próprio e aceitação do próprio corpo.

Sinopse: Molly já viveu muitas paixões, mas só dentro de sua cabeça. E foi assim que, aos dezessete anos, a menina acumulou vinte e seis crushes. Embora sua irmã gêmea, Cassie, viva dizendo que ela precisa ser mais corajosa, Molly não consegue suportar a possibilidade de levar um fora. Então age com muito cuidado. Como ela diz, garotas gordas sempre têm que ser cautelosas. Tudo muda quando Cassie começa a namorar Mina, e Molly pela primeira vez tem que lidar com uma solidão implacável e sentimentos muito conflitantes. Por sorte, um dos melhores amigos de Mina é um garoto hipster, fofo e lindo, o vigésimo sétimo crush perfeito e talvez até um futuro namorado. Se Molly finalmente se arriscar e se envolver com ele, pode dar seu primeiro beijo e ainda se reaproximar da irmã. Só tem um problema, que atende pelo nome de Reid Wertheim, o garoto com quem Molly trabalha. Ele é meio esquisito. Ele gosta de Tolkien. Ele vai a feiras medievais. Ele usa tênis brancos ridículos. Molly jamais, em hipótese alguma, se apaixonaria por ele. Certo? Em Os 27 Crushes de Molly, a perspicácia, a delicadeza e o senso de humor de Becky Albertalli nos conquistam mais uma vez, em uma história sobre amizade, amadurecimento e, claro, aquele friozinho na barriga que só um crush pode provocar.


Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

Nenhum comentário: