Páginas

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Lá se foi nossa Pepitinha


Surpresas da vida


A gente acha que pode programar tudo, como eu programei minha semana, mas a vida nos prega peças. A nossa cadelinha querida de 14 anos, morreu ontem velhinha. Já tinha feito 2 cirurgias para remoção de tumor, e nessa última (feita há uns 10 dias atrás) a recuperação não foi das melhores. A idade também não ajudou muito.

Fizemos o que pudemos por ela, e ela lutou até o fim. Mas foi triste chegar do trabalho e vê-la deitada, parecia que estava cega e não estava comendo mais. Estava tomando leite e água na seringa desde de manhã.
Desmarquei o salão e fiquei ali, fazendo carinho nela e chorando até o fim. E ela se foi!

A família inteira está muito triste. Para alguns pode ser bobagem, mas pra gente era um membro da família: meu irmão a ganhou de presente quando tinha 11 anos e foi triste ver um homem de 25 anos chorando de soluçar. Hugo desde que nasceu e ficou arrasado. Minha avó, minha tia, meu tio...Todos!

É triste abrir a porta da cozinha e Pepitinha não meter a cara "pedindo" algo para comer, chegar do trabalho e ela não estar rodando o rabinho de felicidade...

Image hosted by TinyPic.com Hoje fui com Hugo almoçar com minha irmã, próximo ao trabalho dela. E de noite vamos todos sair pra jantar.

Image hosted by TinyPic.com Van está vindo para cá e amanhã iremos pra Cabo Frio, com Luana e David.

Image hosted by TinyPic.com Con vai ficar, extraiu 2 cisos ontem e precisa estudar. Vou morrer de saudade do meu amor. Numa próxima oportunidade, iremos juntos.

Image hosted by TinyPic.com Um ótimo feriadão para todos.

Beijosssssssss

2 comentários:

Alexandre Hallais disse...

Querida amiga,

sua dor é a minha dor. Amo minhas 4 cadelas. Tenho duas poodles, uma vira-lata e uma Labrador, respectivamente, Cris Mary e Lilica, Bolinha e Luna.
Nossa!!! Eu estou tremendo somente de imaginar sua dor. Pepitinha deve ter sido um presente para a família. Aposto que, enquanto todos estavam tristes, de alguma forma ela aparecia e alegrava o ambiente. Quantas vezes deve ter ficado ao seu lado, quando você estava triste ou doente.
Amiga, acho que os cachorros são mais do que animais... são membros da família, assim como você afirmou.
Recentemente, acabei de ler o livro "Marley e Eu". Bom, o livro é muito bom, mas não recomendo. Fiquei muito triste no final do livro e cheguei a passar mal. Não me considere um idiota, por favor, mas eu realmente vivenciei os passos de Marley.

Posso te oferecer o meu ombro amigo. Se quiser desabafar, tens meu e-mail. Fique à vontade e se algo estiver ao meu alcance, pode pedir.
Transmita à sua família toda minha solidariedade, ok?
Mande um beijo para todos e um abraço para seu noivo.

Beijos minha querida amiga e não fique tão triste, pleaseeee!!!!

Alexandre Hallais

dctorxix disse...

que chato MIIIIIIII

oh do

mas cabo frio e tudo de bom

bjs