Páginas

sábado, 4 de abril de 2015

4 x 4: Minha luta contra a balança



O que é: 4 amigas (eu, Ju, Luana e Mere)postando sobre o mesmo tema cada dia 04 do mês e colocando 4 fotos na postagem.


Eu sempre fui gorda, desde criança. Aliás, criança gorda é bonitinho, fofinho, engraçadinho, e aí isso é alimentado, literalmente, por família e amigos. Meu caso sempre foi assim.

A pancinha de fora em 1985


Na adolescência, pré-adolescência, começou a luta propriamente dita. Várias dietas, algumas radicais, outras nem tanto, já tomei remédio para emagrecer e o efeito sempre foi o pior possível: muitos kg a mais ao final de cada tentativa.

1994 na Bahia. Amo essa foto!

Como a luta foi desde sempre, sempre oscilei períodos de determinação total e outros de entrega, de cansaço e era quando engordava o que tinha perdido e mais um pouco. Então, nessa luta incessante, a balança vem ganhando a tempos, mas nunca é tarde para reverter o jogo.

Com uns kg a mais em Frade em 2006.

A idade dá mais sabedoria, menos cobrança, mais objetividade, mas também um metabolismo mais lento, mas quero usar os aspectos positivos para fazer uma verdadeira reeducação alimentar e com o apoio das minhas amigas, está sendo mais fácil. E agora estamos unidas via whats app nessa luta, numa corrente de incentivo e apoio que estão sendo essenciais para querer fazer tudo certo dia após dia.

Reveillón 2008. Essa é a meta.
Sim, não quero ser magrela, quero me sentir bem comigo mesma.

Faltam 20 kg para a meta. Até 2008 estive muito próximo dela, ou até mesmo na meta e não me dava conta disso. Ano passado engordei 9,9kg (praticamente 10 kg) por estresse, falta de atividade física e afins, mas agora tudo já em andamento. Agora é batalhar e colher os louros.

Obs.: Escrevi o post acima primeiro e depois fui caçar fotos para colocar aqui. Fiquei revendo minhas fotos e vi que tive épocas mais gordas outras menos, mas eu não era tão gorda quanto pensava. Até falei: eu era feliz e não sabia. Nunca soube!!! Sempre vivi na luta contra a balança e sempre insatisfeita. Agora quando atingir minha meta, vou tentar trabalhar a satisfação. Não quero viver insatisfeita.

Obs2.: Vi o projeto Six on Six no blog Colorida Vida, que já leio a um tempo e amei demais. Resolvi chamar minhas amigas blogueiras que andavam desanimadas de postar para fazermos o nosso projeto também e ver se elas animavam de voltar a postar, nem que seja nessa única vez do mês. Como só convenci mais 3 (Ju, Luana e Mere), o nosso projeto ficou 4x4, que coincidentemente começa hoje, dia 04/04.
O tema que escolhemos foi emagrecer, já que estamos todas na luta contra a balança e estamos nos ajudando mutuamente. Advi também tá nessa com a gente e a ideia era fazer um 5x5, mas ela não se animou ainda.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

12 comentários:

Fernando Nery disse...

Vou torcer para que o projeto de vocês funcione.
Eu estou realizando a fórmula paleolítica para emagrecer.
http://formulapaleolitica.blogspot.com.br/

Lucimere disse...

Micha, adorei suas fotos. Curti e compartilhei tudo que disse. Agora, vc diz que sempre foi gorda e eu não acho isso. Não era magricela, mas gorda é exagero. E tem sido exatamente isso que cê falou esse nosso apoio para emagrecer... Queremos que dê certo todos os dias e vamos caminhando. Bom dia. Obrigada! bjos

Como Melhor Logo Emagreço disse...

Legal, estarei por aqui, acompanhando e dando forças. Já faz dois anos que estou no meu peso saudável, mas luta é diária. Trabalhe a satisfação já...e isso nada tem a ver com gordura. Aceitar você aqui é agora e o emagrecimento vai surgindo!!!!acredite vc é capaz...boa Páscoa!!!!

Drika disse...

Ai Micha como me identifico c sua historia ,torcendo por seu projeto eu to aqui na luta sempre !!!!Bjjao

Luma Rosa disse...

Oi, Micha!
O nosso cérebro se acostuma com um peso e entende que precisa acumular gordura para as horas de falta de energia. Por isso tal importante não obedecer a fome. Entenda: Estou com fome, então meu cérebro precisa de comida... traduzindo: Meu corpo está queimando calorias.
Se já comeu e está com fome, tome água. O cérebro nem sempre identifica a diferença de sede e fome. Aliás, quando você sente sede, passou da hora de tomar água. Tenha sempre uma garrafinha de água do seu lado e toma sempre em pequenos goles, mesmo que não esteja com sede. Seu cérebro saciado de água, não pedirá comida.
Essa é uma dica que aprendi com Andrea Martinelli, um médico estudioso da iridologia.
Daí vem a páscoa... Como faz?
Feliz Domingo Pascal!!
Beijus,

Tina disse...

Oi Micha1

Eu conheço bem esse dilema: haja força de vontade!!! O mais importante é perseverar, tenha certeza. Não deixe que uma "escorregada" estrague o dia e enfie o pé na jaca ! Não desista, você chega lá! E siga o conselho da Luma: água faz toda a diferença.

beijo grande, Feliz Páscoa !

Lulu on the sky disse...

Oi Mi,
Entendo tb, brigo com a balança e tem momentos que consigo fechar a boca. Essa dica da Luma é ótima mesma, ando com uma garrafinha e preciso me acostumar tomar mais água, porque muitas vezes o que a gente sente não é fome e sim sede.
Boa Páscoa para você.
Big Beijos
Lulu on the Sky

Amanda Borges disse...

Olá!
parecia que eu estava lendo minha história rs
cada momento da vida um corpo diferente. Alguns momentos de determinação e outros de desleixo total.
Apesar de já ter sido mais magra, hoje me contento em emagrecer 20kg.
Estamos juntas nessa
beijo

Bruxa do 203 disse...

Muito legal se inspirar em você mesma. Essa foto de 2008 está ótima!

Na infância, de camiseta, eu parecia até magra, mas de biquíni parecia grávida. Depois dos 9 anos nunca mais usei!!!!

Luana Rodrigo disse...

muito legal esse projeto!
vai que vai amada e se joga!!!!!!
que tudo vai conseguir e claro tendo a nossa propria inspiração isso nos anima ainda mais
beijos

Francine ♥ disse...

Adorei a inciativa de vocês, vou seguir todos os posts.

Beijos

Sabrina Mix disse...

Amei a foto na Bahia também. E a meta está muito lindinha. Você vai conseguir. Siga em frente.

Beijos e sucesso!!!