Páginas

sexta-feira, 30 de março de 2012

Livro: Encontro com a Morte



Sou mega fã da Agatha Christie e de seus suspenses. Li muitos quando adolescente - na úttima contagem eu já tinha lido 42 livros e a autobiografia dela - e tinha até uma lista onde marcava os já lidos, pra não me perder. A maioria era emprestado da biblioteca da escola e também de amigos, e esses dias uma amiga chegou aqui em casa com um que eu ainda não tinha lido, peguei na hora. E devorei. Foi a minha única leitura de março, mas compensou. Deliciosa demais!!!

Sinopse: Hercule Poirot tinha bons motivos para saber que a morte daquela mulher era inevitável. Mrs Boynton era uma mulher cruel, odiada por todos sobretudo pela sua própria família, e a sua morte seria um alívio para todos aqueles que viviam subjugados pelo seu poder. Quando o seu corpo é encontrado entre as ruínas, em Petra, na Jordânia, o único vestígio da causa da morte é uma pequena marca, no pulso, de uma injecção. Hercule Poirot tem apenas vinte e quatro horas para descobrir quem matou Mrs Boynton e lembra-se de um comentário que ouvira, por acaso, ainda em Jerusalém: _ Compreendes que ela tem de ser morta, não compreendes? São os próprios familiares da vítima, que se sentem finalmente livres, que pedem a Poirot para não investigar a morte da sua parente. O detective vai, assim, ter de lutar não só contra o tempo mas também contra a vontade de todos para desvendar o mistério que envolve a morte de uma das pessoas mais detestáveis de que já ouvira alguma vez falar.

Fonte: Netsaber

Um ótimo fim de semana para todos!!!
Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

terça-feira, 27 de março de 2012

Tá vendo aquela lua que brilha lá no céu?

Ontem fui caminhar na areia da praia como amore, pra energizar geral, mandar o que restava de negativo embora de uma vez, e fiquei apaixonada ao ver a lua, que tava muito parecida com a que falei aqui, no dia do show do Pearl Jam de 2005 (na de 2005 estavam mais coladas). Fiquei enlouquecida e perguntava a amore: será que o Eddie Vedder está vendo também? Hahahaha!!! Aloka!


Quando terminamos de caminhar, viemos em casa buscar a câmera para fotografá-la, pois não poderia passar batida mais uma vez. Desde aquele dia quero fazer essa tattoo, mas acho uma coisa meio batida, lua e estrela, mas essa é tão significativa pra mim, que se um dia eu acordar com uma vontade incontrolável de fazer, vou lá e faço, como fiz com as outras.

Foto do Globo: alinahamento da Lua, Vênus e Júpter
(máquina potente é o que há)


E hoje, 27 de março, Renato Russo faria 52 anos. Vi essa montagem no Face e amei, porque ele é eterno, mesmo!!!



Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 26 de março de 2012

Tô bem!!!


Hoje cedo voltei ao hospital para fazer mais um exame de sangue, e as plaquetas já normalizaram. Urrulll!!! Estou sem febre e me sentindo bem e amanhã volto à labuta.

Aproveitei o dia para resolver umas burocracias - tô com preguiça de escrever - inclusive fiz o meu IR e já enviei a declaração. Esse ano vou ter restituição. Eêeee!!! (Ano passado eu paguei, mas esse ano coloquei amore no plano de saúde lá da empresa e também tô pagando meu espanhol, aí já tinha coisa pra colocar).

Enfim, tô sem assunto, depois de 1 semana em casa, só saindo para ir ao hospital, mas precisava vir avisar que estou bem, para a infelicidade dos que torcem pra controário, só tenho a dizer:



Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

sábado, 24 de março de 2012

Dengosa


Imagem retirada daqui

Acho que a dengue me pegou. Acho porque não temos um diagnóstico preciso.
Desde domingo a tarde me sentindo com dor no corpo, uma moleza, tive febre na hora de dormir. 2a. feira acordei pior, depois de uma noite mal dormida e não fui trabalhar, fui direto ao hospital ser atendida na emergência. Segundo a médica, estava com sintomas de dengue, mas não adiantaria fazer exame de sangue pois não acusaria em menos de 24 horas e que voltasse na 4a. feira.

3a. foi péssima, só passava o dia dormindo e acordando, sem querer comer nada. 4a. feira fui trabalhar (longe pra caramba) já que a diretora é nova, e falou que eu teria que ir levar atestado e blábláblá. Já que acordei 4h30 da manhã, peguei 2 conduções + a kombi da escola, dei aula. Que péssima ideia a minha! Ao final da manhã parecia que ia cair a qualquer momento. Não fiquei pra aula da tarde e fui embora direto pro hospital de novo. Fiz exame de sangue e não deu positivo para sorologia da dengue, mas ainda não estava descartado totalmente. Continuar com tylenol e repouso total.

5a. feira a noite comecei com umas manchinhas vermelhas no corpo que pinicam pra caramba, que agonia!!! 6a. feira cedo, voltei pro hospital , onde fiz novo exame de sangue. As plaquetas baixaram, mas os leucócitos subiram. Tudo atípico. Mas estou me sentindo melhor, não tô com febre mais (também desde domingo direto, já era hora de parar, né?), a dor no corpo deu uma aliviada e até já consigo ficar um pouco no note (antes era impossível, o olho doía muito e lacrimejava também). Mas terei que retornar ao hospital 2a. feira novamente, para fazer novo exame de sangue, seguindo recomendações médicas. Putz!!!

Espero ficar boa logo!!!

Imagem retirada daqui

Se o que eu tenho é dengue ou não, eu não sei, mas que estou dengonsa, estou!!!! Minha cama chama!

Obs.1: Advi, obrigada pelos SMS, muito me animaram. Carinho sempre anima!!!

Obs.2: Luma, minha avó caprichou um ensopado de inhame pra mim ontem, e foi a comida melhor que comi a semana toda, antes nada descia. Obrigada pela dica e preocupação, querida.

Obs.3: Bia, obrigada pelo PARA NOSSA ALEGRIA, foi a única coisa que me fez gargalhar essa semana. Me fez muito bem!!!




Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

terça-feira, 20 de março de 2012

Do Outono



E chegou o Outono. Gosto do seu charme discreto, da temperatura mais amena, das folhas que caem para se renovar e voltarem cheias de vida na primavera, enfeitadas de flor.

Imagem: Frases Ilustradas. Adoro!!!

Obs.: Em casa, de molho, com dor de cabeça, febre, dor no corpo e tontura. E dormindo sem parar. Fui ao médico ontem e a recomendação foi ficar 2 dias em casa descansando. E estou aqui cumprindo ordens médicas.

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

sábado, 17 de março de 2012

O medo de errar



Sem muitas ideias pra posts, resolvi compartilhar um trecho de um texto da Martha Medeiros - adooooro!!! - que li ontem e adorei:

"(...) Só nos tornamos adultos quando perdemos o medo de errar. Não somos apenas a soma de nossas escolhas, mas também das nossas renúncias. Crescer é tomar decisões e depois conviver em paz com a dúvida. Adolescentes prorrogam suas escolhas porque querem ter certeza absoluta - errar lhes parece a morte. Adultos sabem que nunca terão certeza absoluta de nada, e sabem também que só a morte física é definitiva. Já 'morrerarm' diantes de fracassos e frustrações, e voltaram para vida. Ao entender que é normal morrer várias vezes numa única existência, perdemos  o medo - e finalmente crescemos".

Um ótimo fim de semana a todos.

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

terça-feira, 13 de março de 2012

Tempo, tempo, tempo....

És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo tempo...
(Oração ao tempo - Caetano Veloso)

Sei que é bem clichê, mas o a verdade é que o tempo voa!!!!

Parece que foi ontem que meu sobrinho-afilhado veio ao mundo para fazer nossas vidas mais felizes e lá se foram 13 anos - quase 14 - e eu lembro dele chegando do hospital, de pentear o cabelo dele todos os dias após o banho (era um ritual nosso), de dançar Elba Ramalho e Claudinho e Buchecha com ele no colo pra ele dormir, todas as noites...


Parece que foi ontem que minha irmã se separou do marido e veio morar com ele aqui, e lá se foram 12 anos!!! O batizado dele, que dormiu no meu colo e depoi ficou prestando atenção no Padre benzando e tal!!!



Parece que foi ontem que ele entrou pra escola, e eu saia 10 minutos mais cedo do trabalho e ia de carro, só pra ir direto buscá-lo e ele não precisar ficar nem um minuto a mais esperando. Colocava ele na cadeirinha e vinha pra casa feliz e sorridente...E depois ele foi pra escola que está atualmente, e essa foto abaixo é de uma festa junina.

Isso tudo foi pra dizer que:

Agora ele está no 9o. ano (antiga 8a. série) e esse será a sua "formatura" (a escola dele só vai até o 9o. ano e aí todos os amiguinhos, que já são amigões, que estão juntos desde o jardim I vão mudar de escola), e além de pagar carnê, eles inventam de vender doces, que cada um é responsável por levar um dia, para vender no recreio. E hoje foi o dia do Hugo levar, e claro que sobrou pra dinda aqui fazer, né?



Fiz com maior prazer, maior felicidade e foi muito bom voltar do trabalho e ele vir logo me contar que vendeu tudo e que todos gostaram muito. E que mês que vem tem mais...eita nós!!!

E eu fico aqui com cara de babona lembrando que até bem pouco tempo atrás, ele nem conseguia ficar sentado sozinho no sofá sem tombar pro lado, e tinhámos que colocar almofadas para apoiá-lo. O tempo é mesmo magico!!!






Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

sábado, 10 de março de 2012

10 on 10: Março/12

Depois de 3 meses sem participar do projeto 10 on 10 por puro esquecimento, estou de volta. Lembrei ontem a noite e já coloquei a câmera na bolsa e na ida pro espanhol, já fui clicando...

Pra participar é simples: todo dia 10, você pega a sua câmera (vale até a do celular) e faz 10 fotos, em 10 horas consecutivas, durante o dia. Como ninguém gosta de fotografar coisas feias e tristes, sem querer, você vai acabar procurando por algo interessante e que você goste, para fotografar. E... quando menos esperar... vai ter encontrado, no mínimo, 10 coisas legais num dia que tinha tudo para ser só "mais um"!    (Mirys)

No ponto, esperando o busão pra ir pro Espanhol

Pela janela do busão

Amigos e professora do Espanhol

Esperando a reunião do VP começar
(sim, eu entrei. Depois eu conto melhor)


Caminhando do VP rumo a casa dos sogros
(sogro teve alta ontem e está se recuperando bem)

Aula de dança na praça em frente a casa dos sogros
(tirada da janela do quarto de solteiro do marido)

Revistas que trouxe da casa dos sogros pra ler

Afilhado da minha vida

Ele me diverte, me aperta, me beija, me abraça, me chama de narizinho da Gisele Bundchen (e faz eu me achar o máximo, mesmo tendo parecida somente a pior parte do corpo dela), faz cócegas e me deixa mole, passa piolho pra mim (encostamos nossas cabeças e ficamos esfregando. Coisa de doido! Não dá pra entender mesmo, não!) e faz a melhor massagem do meu mundo, com direito a pontos de acupuntura (o pai dele é médico e acupunturista e ensina uns pontos a ele) e eu aperto a bochecha dele e falo: I'm so proud of you, honey! e ele faz aquela cara linda de "ai", mas sei que ele ama e fica sempre esperando eu surtar com sua beleza, inteligência e bom humor.


"Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: 
amor no coração e sorriso nos lábios".
(Martin Luther King)


Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 8 de março de 2012

Dia Internacional da Mulher


Mulher...

Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis
Que divide sua alma em duas
Para carregar tamanha sensibilidade e força
Que ganha o mundo com sua coragem
Que traz paixão no olhar

Mulher,
Que luta pelos seus ideais,
Que dá a vida pela sua família

Mulher
Que ama incondicionalmente
Que se arruma, se perfuma
Que vence o cansaço

Mulher,
Que chora e que ri
Mulher que sonha...

Tantas Mulheres, belezas únicas, vivas,
Cheias de mistérios e encanto!
Mulheres que deveriam ser lembradas,
amadas, admiradas todos os dias...

Para você, Mulher tão especial...

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 5 de março de 2012

De volta à realidade!!!

Pois é, o ano começou de verdade e começou agitado, num sentido não muito bom, mas agora está tudo resolvido já!!!


4a. feira passada doei sangue, pela 1a. vez na minha vida*, e fiquei feliz por estar ajudando ao próximo, no caso, meu sogro** mesmo, que se submeteu a 2 pontes safenas e precisava de 5 doadores por Hospital (Con, eu, minha irmã, uma colega da capoeria e uma amiga da época da facul fomos). A cirurgia correu super bem e hoje ele já foi pro quarto (e Con vai dormir lá e eu já tô com saudade!).
---

* Tive meningite e fiz tratamento por um longo período e estava impedida de doar. Há algum tempo já estou liberada e queria doar, mas nunca que ia e agora fui, finalmente. Fiquei feliz e vou repetir a dose, com certeza!!!

** Meu sogro tem 64 ou 65 anos, não lembro ao certo, é super saudável, tem e sempre teve uma alimentação exemplar que eu admiro e me surpreendo, pois confesso que não conseguiria seguir, e ele sempre fez com uma facilidade tremenda: não come carne vermelha, pizza, cachorro quente...nada de junkie food!!! E teve esse problema e necessidade de fazer as pontes safenas, o médico falou que se ele não fosse tão saudável, já teria que ter feito há uns 10 ano atrás, no minimo!!!


 O post tá meio non sense e um tanto quanto chato, mas é que tô um pouco assim também. Mulher de fases!!!

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 1 de março de 2012

Sou carioca de Niterói

Mais uma vez, a globo arrasou na vinheta em homenagem ao aniversário do Rio: 447 anos!!!
Super me identifiquei, já que sou da cidade vizinha!!!
E lembrei da Bia na hora, que ama essa cidade e pode dizer: Sou carioca de Brasília!!!


Versão 1


Versão 2

Versão 3

 
Carioca

CARIOCA, como se sabe, é um estado de espírito: o de alguém que, tendo nascido em qualquer parte do Brasil (ou do mundo) mora no Rio de Janeiro e enche de vida as ruas da cidade.

A começar pelos que fazem a melhor parte sua população, a gente do povo: porteiros, garçons, cabineiros, operários, mensageiros, sambistas, favelados. Ou simplesmente os que as notícias de jornal chamam populares: esses que se detêm horas e horas na rua, como se não tivessem mais o que fazer, apreciando um incidente qualquer, um camelô exibindo no chão a sua mercadoria, um propagandista fazendo mágicas. A improvisação é o seu forte, e irresistível a inclinação para fazer o que bem entende, na convicção de que no fim da certo — se não deu é porque não chegou ao fim.

E contrariando todas as leis da ciência e as previsões históricas, acaba dando certo mesmo porque, como afirma ele, Deus é brasileiro — e sendo assim, muito possivelmente carioca.

Pois também sou filho de Deus — ele não se cansa de repetir, reivindicando um direito qualquer. Que pode ser pura e simplesmente o de dar um jeitinho, descobrir um ‘macete’, arranjar lugar para mais um.

Toda relação começa por ser pessoal, e nos melhores termos de camaradagem. Para conseguir alguma coisa em algum lugar conhece sempre alguém que trabalha lá: procure o Juca no primeiro andar, ou o Nonô, no Gabinete, diga que fui eu que mandei. Até os porteiros, serventes ou ascensoristas têm prestigio e servem de acesso aos figurões. Todo mundo é ‘meu chapa’, ‘velhinho’, ‘nossa amizade’. Todos se tratam pelo nome de batismo a partir do primeiro encontro.

E se tornam amigos de infância a partir do segundo, com tapas nas costas e abraços efusivos em plena rua, para celebrar este extraordinário acontecimento que é o de se terem encontrado.

A maioria dos encontros é casual, e em geral em plena rua — pois ninguém resiste às ruas do Rio: a gente se vê por ai, quando puder eu apareço. Os compromissos de hora marcada são mera formalidade de boa educação, da boca para fora. Mesmo estabelecido, de pedra e cal, há uma sutileza qualquer na conversa, que escapa aos ouvidos incautos do estrangeiro, indicando se são ou não para valer. Na linguagem do carioca, ‘pois não’ quer dizer ‘sim’, ‘pois sim’ quer dizer ‘não’; ‘com certeza’, ‘certamente’, ‘sem dúvida’ são afirmações categóricas que em geral significam apenas uma possibilidade.

Encontrando-se ou se desencontrando, como se mexem! As ruas do Rio, mesmo em dias comuns, vivem cheias como em festejos contínuos. Todos andam de um lado para outro, a passeio, sem parecer que estejam indo especialmente a lugar nenhum. As esquinas, as portas dos botequins e casas de comércio, os shopping-centers cada vez mais numerosos, todos os lugares, mesmo de simples passagem, são obstruídos por aglomerações de pessoas a conversar em grande animação.

E como conversam! Falam, gesticulam, cutucam-se mutuamente, contam anedotas, riem, calam-se para ver passar uma bela mulher, dirigem-lhe galanteios amáveis, voltam a conversar. Ninguém parece estar ouvindo ninguém, todos falam ao mesmo tempo, numa seqüência de gargalhadas. Em meio à conversa, um se despede em largos gestos e se atira no ônibus que se detém para ele fora do ponto, a caminho da Zona Sul.

Copacabana, Arpoador, Ipanema, Leblon — praias cheias de cariocas, como se todos os dias da semana fossem domingos ou feriados. Espalhados na areia, ou andando no calçadão, se misturam jovens e velhos de calção, mulheres em sumárias roupas de banho, gente bonita ou feia, alta ou baixa, magra ou gorda, na mais surpreendente exibição de naturalidade em relação ao próprio corpo de que é capaz o ser humano.

Do Leblon em diante, convém por hoje não se aventurar: São Conrado, Barra, Jacarepaguá, Floresta da Tijuca — o dia não terá mais fim. Em vez disso, se o visitante, depois de se deslumbrar com a Lagoa Rodrigo de Freitas, dobrar uma esquina do Jardim Botânico, Botafogo ou Flamengo, de repente se verá numa rua sossegada, ladeira acima, com casarões antigos cobertos de azulejos que o atiram aos tempos coloniais. Laranjeiras, Cosme Velho — uma viela tortuosa o conduz a um recôndito Largo do Boticário, de singela beleza arquitetônica, que faz lembrar Florença.

Se o visitante subir esta outra rua, logo se verá cercado de verde por todos os lados, à sombra de frondosas árvores onde cantam passarinhos e esvoaçam borboletas — podendo até mesmo surpreender num galho as macaquices de um sagüi.

E do alto do morro, verá a paisagem abrir-se a seus pés, exibindo lá embaixo a cidade inteira, do Corcovado ao Pão de Açúcar, entre montanhas e o mar. Depois de admirá-la, sentirá vontade de integrar-se a ela, regressar ao bulício das ruas e ao excitante convívio dos cariocas.

A partir deste instante estará correndo sério risco de ficar no Rio para sempre e se tomar carioca também.

FERNANDO SABINO (1923-2004) foi escritor e jornalista. Crônica extraída de "Livro Aberto", Editora Record, 2001.

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα