Páginas

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Livros: julho



Pela lente do amor: Ana vem de uma família muito rica de Londres, porém mora em Madri com sua amiga Nekane e ambas possuem um estúdio, onde Ana é fotógrafa e Nela é sua assistente. O prédio que elas moram pega fogo, e sua vizinha Encarna é salva por Rodrigo, um bombeiro lindo, e Ana se apaixona a primeira vista. Porém ela está grávida e ele é um galinha. Entre idas e vindas, muita confusão e diversão, os dois se vêem apaixonados, sem querer dar o braço a torcer. Até que o pequeno Daniel nasce e a ligação entre eles muda totalmente. Achei meio enrolão, poderia ser mais direto, mas é bom e rende boas risadas. Curti.

Sinopse: Ana Elizabeth troca o luxo e a riqueza da sua aristocrática família londrina pelas calles madrilenas, em busca do seu sonho: ser fotógrafa. Dona do seu nariz, ela monta com a amiga Nekane um estúdio fotográfico na capital espanhola e segue seu caminho de sucesso. No dia em que o prédio onde trabalham enfrenta um incêndio, Ana conhece Rodrigo, um dos bombeiros que atendem ao chamado da ocorrência. A troca de olhares aquece não só o corpo da fotógrafa, mas também seu coração e ela se entrega à inusitada amizade com benefícios que nasce entre eles. Apesar de cúmplices, um balde de água fria vai comprometer a liga dessa relação, quando Rodrigo um mulherengo de carteirinha descobrir que sua querida Ana está grávida de um turista suíço que passou por sua vida sem passagem de volta e de quem ela só sabe o nome. E o que dirá sua pomposa família quando souber que ela está grávida de um desconhecido e é amante de um bombeiro pobretão? Só a leitura do livro revelará!


12 anos de escravidão: Solomon era um homem livre, vivia em Nova Youk com sua esposa Anne e seus 3 filhos (Elizabeth, Margareth e Alonzo), quando, aos 30 anos de idade, foi drogado e sequestrado e vendido como escravo. Indo viver nas áreas pantanosas, trabalhou na colheita de algodão e, às vezes, na de cana de açúcar. Foi açoitado e viu muito sofrimento e companheiros de senzala morrer. Ele teve a sorte de contar com a ajuda de Bass, um homem branco que resolveu o ajudar e, 12/anos depois, ele.conseguiu voltar pra casa. Triste. Li intercalando com outros livros, para dar conta de tanta falta de humanidade.

Sinopse: A obra que originou o filme 12 Anos de Escravidão retrata a história de Solomon Northup, um homem negro nascido livre nos Estados Unidos, que após ter recebido uma falsa proposta de trabalho, foi sequestrado, drogado e comercializado como escravo, e passou doze anos em cativeiro, trabalhando, na maior parte do tempo, em uma plantação de algodão na Louisiana. Após seu resgate, Northup, com uma escrita simples e ágil, retrata os registros excepcionalmente vívidos e detalhados da vida de um escravo. Este é um dos poucos retratos da escravidão americana, redigido por alguém tão culto quanto Solomon Northup — uma pessoa que viveu sua vida sob a óptica de uma dupla perspectiva: ter sido tanto um homem livre como um escravo.


Duff: Bianca era o patinho feio e Wesley o bonitão desejado por todas as garotas da escola; eles não tinham nada em comum, até que a prof. de inglês os colocou para fazer um trabalho em dupla. Raiva, implicância e problemas familiares em comum os uniu. E virou amor. Adorei! Amo livros teen.

Sinopse: Bianca Piper não é a garota mais bonita da escola, mas tem um grupo leal de amigas, é inteligente e não se importa com o que os outros pensam dela (ou ela acha). Ela também é muito esperta para cair na conversa mole de Wesley Rush - o cara bonito, rico e popular da escola - que a apelida de DUFF, sigla em inglês para Designated Ugly Fat Friend, a menos atraente do seu grupo de amigas. Porém a vida de Bianca fora da escola não vai bem e, desesperada por uma distração, ela acaba beijando Wesley. Pior de tudo: ela gosta. Como válvula de escape, Bianca se envolve em uma relação de inimizade colorida com ele. Enquanto o mundo ao seu redor começa a desmoronar, Bianca descobre, aterrorizada, que está se apaixonando pelo garoto que ela odiava mais do que tudo.

Dois garotos se beijando: apesar de ter achado início chatinho e quase ter desistido, valeu a pena continuar. Conta a história de 8 personagens: Harry e Craig que querem quebrar o record do beijo mais longo e entrar pro guiness; Peter e Neil, que são namorados; Avery e Ryan, que estão se conhecendo e iniciando um relacionamento; Tariq, que foi agredido por ser gay; e Cooper, que se sente solitário e deprimido pela não aceitação da família. Alguns têm apoio da família, outros as famílias acabaram de descobrir. Mostra os sentimentos, medo, bullying, agressão por ser gay num sociedade preconceituosa. Muito bom.

Sinopse: Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.

Então conheci minha irmã: Summer ganha de aniversário da sua tia Nic, o diário de sua irmã que morreu aos 17 anos, mesma idade que ela acaba de fazer. Ela conhece a irmã através do diário e descobre que ela não é tão certinha quanto sua mãe diz e tanto cobra que ela seja também. Ao mesmo tempo que descobre os segredos da irmã, também conhece seus pais melhor e se apaixona por seu melhor amigo. Tudo ao mesmo tempo e ão dá para parar de ler. Livro teen fofo. Adorei!

Sinopse: Summer Stetson não conheceu sua irmã. Sua mãe engravidou dela assim que Shannon morreu, aos 17 anos, em um terrível acidente de carro, que se chocou com uma árvore. Ao longo de sua vida, Summer acostumou-se a assistir seus pais repetirem o quanto a irmã era perfeita, amada e boa filha, e por isso sempre acreditou que fosse uma decepção para eles. Ao fazer 17 anos, recebe da tia de presente o diário que Shannon escrevia até o dia de sua morte. Ao ler aquelas páginas para saber mais sobre a irmã, acaba descobrindo alguns segredos, e a cada revelação, sobre a família e sobre si mesma, entende que a verdade pode ser, por vezes, dolorosa, mas nunca deixará de ser libertadora.



obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

2 comentários:

Lulu on the sky disse...

Adorei suas dicas literárias. Faz séculos que não leio um bom livro.
Blog de carinha nova!
big beijos

Carla Renata disse...

a doida dos livros..kkk.. bjokas lindeza e sucesso sempre