Páginas

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Livros: novembro



Uma canção para Jack: Megan tem 14 anos e é internada na ala pediátrica para tratar um câncer no cérebro recém descoberto. Jack tem 16 anos e um câncer raro, mas é divertido e está bastante tempo no hospital. Eles dois são os únicos adolescentes na ala pediátrica e se aproximam e surge um interesse mútuo entre os dois, que tornam a rotina de quimioterapia, dores e cansaço mais leve e até divertida. Uma história fofa e interessante, apesar de triste também. Gostei bastante.

Sinopse: Uma Canção Para Jack narra a relação entre Megan e Jack, dois adolescentes que se conhecem no hospital onde estão fazendo um tratamento contra o câncer. Megan não consegue compreender, a princípio, que está doente. Nem mesmo sente assim, pelo menos antes do início da quimioterapia. Ela é uma menina de 13 anos que foi recentemente diagnosticado com câncer. Na ala infantil, Megan fica furiosa com todas as crianças gritando, as decorações coloridas e os blocos de construção que a cercam. É durante o seu primeiro dia lá, que Megan conhece Jackson Dawes, um garoto que encara a vida com bom humor. Jack entra na vida de Megan e os dois criam um vínculo que ajuda a menina a ver a sua vida a partir de uma nova perspectiva. Nessa zona nebulosa entre amigos, começa a surgir algo mais.

Amy e Matthew: Amy tem hemiplegia, um lado do corpo paralisado, anda com ajuda de andador e fala através de um programa de computador. Apesar de estudar há 11 anos na mesma escola, não tem amigos. No último ano, sua mãe contrata 'amigos' para ajudá-la e a sua maneira, cada um (Chloe, Sanjay, Hannah e Matthew) modifica a vida de Amy um pouco. Matthew é um desses ajudantes e os dois tem uma sintonia grande. Ele possui TOC e Amy acaba por ajudá-lo muito também. A amizade vira amor, com reviravoltas e nada convencional. Amei!!!

Sinopse: Amy e Matthew não se conheciam realmente. Não eram amigos. Matthew sabia quem ela era, claro, mas ele também sabia quem eram várias outras pessoas que não eram seus amigos.Amy tinha uma eterna fachada de felicidade estampada em seu rosto, mesmo tendo uma debilitante deficiência que restringe seus movimentos. Matthew nunca planejou contar a Amy o que pensava, mas depois que a diz para enxergar a realidade e parar de se enganar, ela percebe que é exatamente de alguém assim que precisa.À medida que passam mais tempo juntos, Amy descobre que Matthew também tem seus problemas e segredos, e decide tentar ajudá-lo da mesma forma que ele a ajudou.E quando a relação que começou como uma amizade se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava (ou sabe definir), eles percebem que falam tudo um para o outro... exceto o que mais importa.


Novembro, 9: Fallen sofreu uma queimadura aos 16 anos que encerrou sua promissora carreira de atriz. 2 anos depois do incêndio, ela conhece Bem de forma inesperada e eles fingem ser namorados. Há uma forte conexão entre eles, mas fazem um trato de se encontrar somente 1x ao ano, no dia 9 de novembro. E assim fazem, mas cada surge um imprevisto que os dois vão superando. Ou não. Gostei. Achei bem diferente, mas curti.

Sinopse: Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?


Talvez um dia: Sidney morava com Tori, sua amiga, até descobrir que ela estava tendo um caso com seu namorado. Ela é acolhida pelo vizinho, Ridge, um músico, que divide apartamento com seu amigo Warren e com Bridgett, que está sempre mau humorada. Juntos eles compõe e se dão bem, porém Ridge namora Maggie há 5 anos e os dois lutam contra o que estão sentindo até não aguentar em mais. Muito bom. Adorei!

Sinopse: Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.


Destinos e Fúrias: Lotto (Lancelot) e Mathilde se casam após 2 semanas de namoro e passam a vida toda juntos compartilhando momentos felizes e outros difíceis, festas com amigos e momentos de reclusão. Mesmo uma vida inteira juntos guardam segredos um do outro. A história do livro é interessante, mas achei a escrita chata (lembra muito o 'nó na garganta') e poderia ser mais curta. Muitos detalhes, não curti muito não.

Sinopse:Toda história tem dois lados. Todo relacionamento tem duas perspectivas. E às vezes a chave para um grande casamento não está em suas verdades, mas em seus segredos. Aos 22 anos, Lotto e Mathilde são jovens, perdidamente apaixonados e destinados ao sucesso. Eles se conhecem nos últimos meses da faculdade e antes da formatura já estão casados. Seguem-se anos difíceis, mas românticos: reuniões com amigos no apartamento em Manhattan; uma carreira que ainda não paga as contas; uma casa onde só cabem felicidade e sexo bom. Uma década depois, o caminho tornou-se mais sólido. Ele é um dramaturgo famoso e ela se dedica integralmente ao sucesso do marido. A vida dos dois é invejada como a verdadeira definição de parceria bem-sucedida. Porém, nem tudo é o que parece; toda história tem dois lados, e em um casamento essa máxima se faz ainda mais verdadeira. Se em Destinos somos seduzidos pela imagem do casal perfeito, em Fúrias a tempestuosa raiva de Mathilde se revela fervendo sob a superfície. Em uma reviravolta emocionalmente complexa, o que começou como uma ode a uma união extraordinária se torna muito mais. Com profundidade e um emaranhado de tramas, a prosa vibrante e original de Destinos e fúrias comove, provoca e surpreende. Um romance sobre os muitos casamentos possíveis entre o amor, a arte e o poder e sobre os diferentes pontos de vista pelos quais essas combinações podem ser enxergadas.


Yaqui Delgado quer quebrar sua cara: Piddy sempre foi boa aluna, tinha amigos na escola e queria conhecer o pai. Ela é sua mãe se mudam e tudo muda. Ela tem que mudar de escola, onde sofre bullying por Yaqui sem motivo algum. Não consegue fazer amigos, começa a matar aulas por medo é vergonha e suas notas caem. Nesse meio tempo descobre o amor com Joey, seu amigo de infância. Conta muito com a ajuda da amiga da mãe, Lila, que é uma tia pra ela. Adorei. Gostoso de ler e dá pra ter noção do impacto que o bullying pode ter na vida de uma pessoa.

Sinopse: Uma garota surge de repente no caminho da adolescente Piddy Sanchez para avisá-la de que Yaqui Delgado vai acabar com ela. Piddy acabou de mudar de escola e nem faz ideia de quem seja Yaqui, muito menos do que pode ter feito de tão errado para apanhar. Mas Yaqui sabe quem ela é, e a odeia. Piddy Sanchez não tem descanso. Ser filha de uma imigrante cubana nos Estados Unidos e crescer sem pai já era bem difícil sem ter alguém a odiando. No ensino médio da nova escola, seu corpo atraente desperta tanto os olhares dos meninos quanto o da esquentada Yaqui, que começa atacando a novata com ameaças cruéis, mas demonstra ser capaz de muito mais que isso, tornando a vida de Piddy um verdadeiro inferno dominado pelo medo. Denunciar Yaqui não é uma opção. Fugir não adianta. O importante agora é sobreviver. O romance explora a questão do bullying nas escolas e fala de violência doméstica, assuntos que vêm sendo cada vez mais discutidos atualmente, por afetar muitas crianças e adolescentes.

Antes de partir desta para uma melhor: Silver é um ex astro rock, divorciado de Denise com quem teve uma filha, Casey, que não tem contato nestes últimos 7 anos. Ele mora num apart hotel onde moram outros divorciados e tem Jack e Oliver como amigos. Sua filha se descobre grávida aos 18 anos e resolve procurá-lo. Neste mesmo tempo ele descobre uma doença nas artérias que pode matá-lo a qualquer momento e sua ex esposa vai se casar com Rich, o médico que quer operá-lo. Super divertido. Já virei fã do Tropper, sempre usa situações do cotidiano reais, sem contos de fadas... Recomendo!

Sinopse: Não é preciso ser nenhum gênio para perceber que a vida de Drew Silver é uma sequência de decisões equivocadas. Faz quase uma década que sua banda de rock emplacou uma música, filha única de mãe solteira. Desde então, a banda se separou, sua mulher o largou e Silver tem assistido a vida passar, tocando em casamentos – quando aparece algum – e descontando os cheques cada vez menos frequentes que recebe pelos direitos autorais de seu único sucesso. Silver então descobre que a ex-mulher está prestes a se casar de novo e que a filha adolescente, Casey, está grávida. Para completar, depois de sofrer um derrame que o deixa incapaz de controlar a língua e guardar para si o que pensa, ele precisa de uma cirurgia no coração. Diante desse cenário, o músico fracassado depara com a pergunta decisiva: será que vale a pena salvar uma vida tão mal vivida? Assim, sob o olhar exasperado da família, ele toma a decisão radical de se recusar a fazer a cirurgia e dedicar o pouco tempo que lhe resta a tentar consertar o relacionamento com Casey e aproveitar a vida – mesmo que ela não dure muito. Com diálogos rápidos, irônicos e sagazes, Jonathan Tropper confirma sua habilidade em retratar com humor e perspicácia o lado oculto da família moderna.

obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

3 comentários:

Carla Renata disse...

eu to patinando ha meses na coleçao das cronicas de gelo e fogo.. até a proxima encarnação termino o quinto livro..kkkk

Luana disse...

preciso voltar com minhas leituras urgente! adorei os livros!
beijos

denyse disse...

Nossa gostei muito do teu livros