Páginas

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Já posso pisar

Fui ao ortopedista ontem, tirei outro raio x e ele me liberou para pisar. Urrull! Que felicidade!



Mas é agora, como é que anda? Gente, que dificuldade e que medo! Foram 44 dias sem encostar o pé no chão e não é fácil  mas até que estou me virando.




Logo quis subir pra minha casa e tudo é um desafio. Queria fazer mil coisas, mas tava com muita dificuldade de andar ainda.
E olha quem tava com saudade da nossa cama também:


  Hoje acordei animada para cozinhar (ainda preciso de ajuda demais: mãe e marido são essenciais nesse processo) e coloquei a mão na massa.



Depois de ficar em pé por um tempo, o pé inchou, aí vi que era hora de colocar ele pro alto com a bolsa quente. Vamos respeitáveis sinais, como o médico falou.


E olha a que mensagem perfeita do livro que eu leio todo dia, 'Bom dia! 365 mensagens com Bianca Toledo':




Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Ainda de molho.. Meus desafios!

Enquanto isso, estudando myself aqui. Fazendo cursos online de autoconhecimento, mindfulness. To em vários grupos. Mês passado fiz 'o poder do aqui e agora', '30 dias para despertar' e 'emagrecer com propósito'. Todos pagos e de 30 dias cada.

 

'O poder do aqui e agora', do @jardim_consciente é baseado no mindfulness, para desacelerar a mente e focar no presente. É meio que uma continuação do "30 dias sem estresse". Muito bom, apesar de ter repetido bastante atividades do anterior e as novas, não pude fazer a maioria, mas farei assim que estiver podendo andar. Eram bastante com movimentos. Recomendo!


O "30 dias para despertar" é o meu xodó. Fiz mês passado grátis, mas me enrolei, atrasei as atividades e entrei na 2a. turma, paga. Super hiper recomendo. Orientado pela @monique.sa_terapeuta, que é uma fofa, dá uma atenção tremenda, sem falar que as atividades são para conhecimento próprio mesmo. Elas nos futucam lá no fundo, tiram coisas que nem lembravámos mais. Me transformou plenamente, e me abriu para novas possibilidades. Saí cheia de vontade de estudar novas coisas, recomeçar... FAÇA!!!





O 'Emagrecer com propósito', da @danimilagres, eu já tinha pago antes de quebrar o pé. Mas foi legal que fiquei na comida e me exercitei sentada.

Ainda to me exercitando. Faço bíceps, tríceps, ombro. E extensora com caneleira. Tenho que ocupar! Se não a hora não passa. Aí fico cheia de tarefa pra fazer. E achei o resultado bom, achei que dei uma diminuída.




Atualmente, to em um detox da mente para emagrecer gratuito q apareceu no meu insta. Esse é de 10 dias. Mas tem a versão paga, que é mais longa.



Ontem comecei um de autoestima, com a mesma instrutora do '30 dias sem estresse' (mindfulness), e 'o poder do aqui e agora', a Neusa Tamaio, do @jardim_consciente. Quando terminar, venho aqui falar o que achei.




 Obs: inicialmente isso era um papo no whats app com minhas amigas Ju e Advi e achei que daria um post pra mostrar com o tenho passado os dias.


Afinal, estou há 42 dias sem pisar no chão, na casa da minha mãe, de cadeira de roda e dependente para algumas coisas. Impressionante com o nos adaptamos, já me viro em muitas coisas que precisava de ajuda no início.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Amigas

Sábado passado, dia 1o. De Setembro, duas grandes amigas vieram me visitar. Estudamos juntas na faculdade e coincidiu de ser no nosso dia, do profissional de Educação Física.

Drica, eu e Sol


Elas foram ao Peru em julho e trouxeram lembrancinhas para mim:



E Sol falou da 'Maca peruana', que eu já tinha ouvido falar mas nunca parei para pesquisar. Ela toma e lembrou que o guia turístico falou que tomou quando quebrou o pé, que é muito bom. Sem falar em vários outros benefícios. Minha irmã comprou e todo dia tomo uma colher dissolvida na água. Acho o gosto bem tranquilo. Mas pode ser misturada em suco, em frutas ou no que quiser. De preferência sem aquecer, para não perder um pouco das propriedades.


Benefícios da Maca peruana: clique aqui

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

domingo, 2 de setembro de 2018

Livros e Filmes: Agosto 2018

I


Quando o amor bater à sua porta: Malu é uma escritora famosa e mora sozinha em São José dos Pinhais, onde todo dia pedala até o aeroporto e visita seu avô no asilo onde ele vive. Luiz Otávio bate a sua porta, pois perdeu a memoria após um acidente de carro e no seu bolso tinha um papel com o endereço dela e é q esperança dele saber quem ele é. Os dois acabam se conhecendo conforme vão tendo mais contato e Malu tem sua vida reiventada. Gostei!

Sinopse: Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso. Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade. O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja. Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.



A mullher da cabine 10: Laura Blacklock, Lo, é uma jornalista estagnada, com síndrome do pânico, que embarca na viagem inaugural do Aurora Borealis e considera de dar uma alavancada na carreira. Mas ela viu demais e mesmo recebendo aviso para para de fuçar, seguiu em frente investigando o que houve. E ficou muito enfrentada. Não quero escrever muito pra não dar spoiler. @valeriapaulino indicou e corri pra ler. Realmente valeu a pena, um suspense daqueles. Perdi o fôlego, parei pra respirar e recuperar, fiquei com olhos cheios de lágrimas... já quero o filme!

Sinopse: Aclamado pela crítica e há mais de 30 semanas na lista dos mais vendidos do The New York Times, A mulher na cabine 10 estabelece de vez Ruth Ware como um dos grandes nomes do suspense contemporâneo, na melhor tradição de Agatha Christie. No livro, uma jornalista de turismo tenta se recuperar de um trauma quando é convidada para cobrir a viagem inaugural de um luxuoso navio. Mas, o que parecia a oportunidade perfeita para se esquecer dos recentes acontecimentos acaba se tornando um pesadelo quando, numa noite durante o cruzeiro, ela vê um corpo sendo jogado ao mar da cabine vizinha à sua. E o pior: os registros do navio mostram que ninguém se hospedara ao seu lado e que a lista de passageiros está completa. Abalada emocionalmente e desacreditada por todos, Lo Blacklock precisa encarar a possibilidade de que talvez tenha cometido um terrível engano. Ou encontrar qualquer prova de que foi testemunha de um crime e de que há um assassino entre as cabines e salões luxuosos e os passageiros indiferentes do Aurora Boreal.



Encontro com o seu ídolo (Win A Date With Tad Hamilton): já tinha visto, bem típico de sessão da tarde, daqueles gostosos de ver toda vez que passa,

Sinopse: Rosalee (Kate Bosworth) é uma jovem do interior, ingênua e sonhadora. Ela resolve participar de um concurso para ganhar um encontro romântico com o ator de cinema Tad Hamilton (Josh Duhamel). Contrariando todas as expectativas, ela ganha o sorteio e deixa seu colega de trabalho Pete (Topher Grace) desesperado. Apaixonado pela jovem, ele fica ainda mais preocupado quando Rosalee e Tad começam a se apaixonar.



Querido John (Dear John): mesma coisa do anterior. Adoro!!!

Sinopse: John Tyree (Channing Tatum) é um jovem soldado que está em casa, licenciado. Um dia ele conhece Savannah Curtis (Amanda Seyfried), uma universitária idealista em férias, por quem se apaixona. Eles iniciam um relacionamento, só que logo John precisará retornar ao trabalho. Dentro de um ano ele terminará o serviço militar, quando poderão enfim ficar juntos. Neste período eles trocam diversas cartas, onde cada um conta o que lhe acontece a cada dia.



Surpresa em dobro (Old dogs): que surpresa boa! Nunca tinha ouvido falar desse filme, com Robin Williams que amoooo, John Travolta e uma participação do sempre lindo Matt Dylan. Ri de chorar! Super divertido e bem legal.

Sinopse: Charlie (John Travolta) e Dan (Robin Williams) são amigos de longa data, que possuem uma empresa de marketing esportivo. Eles estão prestes a fechar o negócio de suas vidas com uma empresa japonesa, comandada por Yoshiro Nishamura (Sab Shimono). Um dia, Dan recebe uma carta de Vicki (Kelly Preston), dizendo que deseja encontrá-lo. Ela se casou com Dan anos atrás, mas o matrimônio durou apenas um dia pois estavam bêbados quando a cerimônia foi realizada. Desde então perderam contato, apesar de Dan ainda gostar dela. Ele se prepara para o encontro, sem imaginar o que está por vir: Vicki está prestes a ser detida em uma penitenciária por duas semanas e deseja apresentar a Dan os filhos que fizeram naquela única noite, Zach (Conner Rayburn) e Emily (Ella Bleu Travolta).

A casa do silêncio (unspoken): vi na TV a cabo e me surpreendeu. Fui vendo sem muita expectativa e teve uma trama legal. Suspense bom!

Sinopse: Em 1997 a família Anderson desapareceu de sua casa sem deixar vestígios. Nenhum corpo nunca foi encontrado. Por 17 anos, a casa manteve-se imperturbável... até agora.






Para todos os garotos que já amei: li a trilogia e amei demais, é o filme do primeiro livro é maravilhoso, todo perfeito e deixou com vontade de ver o segundo e o terceiro, só que eles não existem e espero que a netflix faca logo. Amei! Amei! Amei!

Sinopse: Lara Jean Song Covey (Lana Condor) escreve cartas de amor secretas para todos os seus antigos paqueras. Um dia, essas cartas são misteriosamente enviadas para os meninos sobre os quem ela escreve, virando sua vida de cabeça para baixo.



Direito de mãe (Taken away): fiquei tão dividida assistindo, com pena das duas mães, a biológica e a adotiva. Gostei do filme, bem sessão da tarde mesmo.

Sinopse: Filha de um poderoso político francês, Vicky (Chelsea Ricketts) passou por uma difícil situação aos 18 anos. Na época, a jovem engravidou e o seu pai decidiu dar, ilegalmente, a criança para adoção, sem o consentimento da mãe. Agora, ao perceber o que o seu pai fez, Vicky decide entrar em uma batalha judicial para conseguir de volta a custódia da criança.




Uma família em apuros: bem divertido, rendeu boas risadas.

Sinopse: Quando a filha sai para trabalhar, Artie (Billy Crystal) e Diane Decker (Bette Midler) passam a cuidar dos netos. O problema é que os métodos modernos de educação, que excluem punições e deixam de lado qualquer tipo de diversão, entram em conflito com tudo aquilo que Artie e Diane aprenderam com a vida. Logo eles decidem abandonar as recomendações da filha e adotar seu próprio método, usando algumas táticas inesperadas para conquistar os netos e ensiná-los a serem crianças de verdade.

Plano B: tão fofo, cliché e me diverti com o cachorrinho dela. Uma figura!

Sinopse: Zoe (Jennifer Lopez) está cansada de aguardar pelo homem certo. Decidida a ser mãe de qualquer maneira, ela elabora um plano, marca uma consulta e resolve fazer inseminação artificial. Neste mesmo dia conhece Stan (Alex O'Loughlin), que surge como uma possibilidade real de relacionamento. Só que Zoe quer manter o relacionamento no nível da amizade, ao mesmo tempo em que precisa esconder os primeiros sinais da gravidez. Quando enfim revela a verdade, Stan lhe diz que está disposto a encarar a situação.



A sociedade literária e a torta da casca de batata: ouvi falar bem do livro e já tava afim de ler, mas aí apareceu o filme pra mim na netflix e resolvi ver. Amei demais! Maravilhoso, encantador, bem feito. Super recomendo!!!

Sinopse: Juliet Ashton (Lily James) é uma escritora na Londres de 1946 que decide visitar Guernsey, uma das Ilhas do Canal invadidas pela Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, depois que ela recebe uma carta de um fazendeiro contando sobre como um clube do livro local foi fundado durante a guerra. Lá ela constrói profundos relacionamentos com os moradores da ilha e decide escrever um livro sobre as experiências deles na guerra.


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Madonna: 60 anos


Vi esse post no blog da Carol chic chic e resolvi fazer um também. Amei a ideia do Top 10 da Diva do Pop. Como toda menina nos anos 90, sou fã da Madonna, a maluquinha talentosa que causava (e continua arrebentando). Minha irmã já adorava quando fui acompanhá-la ao cinema para ver Na cama com Madonna e saí de lá apaixonada. 

E tive o prazer de ir a dois shows dela. O primeiro foi perfeito demais, em 1993, e até meus pais foram, e o de em 2008. Muito maneiro!!!

Não consigo definir ordem de prioridade muito bem. Então tá mais ou menos em ordem de preferência. Eis a minha Top 10: 

10 - Justify my love: amo o ritmo, a voz sussurrada, o erotismo presente.




9 - Vogue: outra que lembra a gente tentanto aprender a letra e a coreografia, vendo o clipe incansavelmente. 




8 - La isla bonita: acho tão linda e lembro do show de 1993, com um guitarrista cabeludo tocando. Gente, era a visão do paraíso para uma adolescente de 15 anos:






7 - Cherish: amo e amo a versão do Renato Russo cantando também (e é a que mais escuto):


6 - Crazy for you: fofa ao extremo e um ritmo gostoso.



5 - Oh father: tão intensa, tão maravilhosa. 




4 - Like a prayer: maravilhosa demais, marcou toda uma geração. O lançamento do clipe foi um marco, todo mundo parou para ver. Demais!!!



3 - Like a virgen: amo a versão do Na Cama com Madonna. Perfeita, ousada! Chocante e fascinante pros meus 13 anos (época que vi o filme).




2 - Rain: gente, é demais! Amo tanto!!!




1 - Express yourself: minha preferida ever! Um hino à autoestima, me ajudou demais numa época que eu era a 2nd best, ouvi, acordei pra vida e mudou minha vida.





Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sábado, 25 de agosto de 2018

Fazendo o que dá

Sempre fiz atividade física e agora que nem pisar no chão posso, sinto falta demais. Tô me virando e fazendo alguns exercícios para bíceps, tríceps, ombro, peito (nem todos estão na montagem) sem forçar o pé quebrado, claro. Porque o principal é cicatrizar sem precisar operar. Faço tudo sentada ou deitada e só. Mas isso já me deixa feliz!


Alguns vídeos de exercícios que estou fazendo o joelho e para não perder tanta massa muscular e ter mais firmeza quando ouder pisar no chão (vou ficar 40 dias sempre pisar no chão, no mínimo). Além de exercício para fortalecer a lombar, já que passo muito tempo sentada e deitada 








Obs: o vestido facilita  ir ao banheiro. Tudo precisa ser facilitado.

Obs2: agora Tô usando o robocop e tiro na hora do banho, aproveito e faço os exercícios antes. 

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα 

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Pintando o 7

Estou de molho, de pernas pro ar e me recuperando bem. Fui ao ortopedista, fiz outro raio x e ele liberou para tirar o gesso e colocar aquela bota robocop, porem com as mesmas recomendações de não pisar para não ter que operar.




Estou redescobrindo o prazer de pintar, depois de anos e anos. Olha minhas artes:




Bom, assim que tiver mais noticias, volto aqui.

Obs: não consigo justificar o texto do celular, por isso tá tudo bagunçado assim.

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα