Páginas

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Livros: julho



Pela lente do amor: Ana vem de uma família muito rica de Londres, porém mora em Madri com sua amiga Nekane e ambas possuem um estúdio, onde Ana é fotógrafa e Nela é sua assistente. O prédio que elas moram pega fogo, e sua vizinha Encarna é salva por Rodrigo, um bombeiro lindo, e Ana se apaixona a primeira vista. Porém ela está grávida e ele é um galinha. Entre idas e vindas, muita confusão e diversão, os dois se vêem apaixonados, sem querer dar o braço a torcer. Até que o pequeno Daniel nasce e a ligação entre eles muda totalmente. Achei meio enrolão, poderia ser mais direto, mas é bom e rende boas risadas. Curti.

Sinopse: Ana Elizabeth troca o luxo e a riqueza da sua aristocrática família londrina pelas calles madrilenas, em busca do seu sonho: ser fotógrafa. Dona do seu nariz, ela monta com a amiga Nekane um estúdio fotográfico na capital espanhola e segue seu caminho de sucesso. No dia em que o prédio onde trabalham enfrenta um incêndio, Ana conhece Rodrigo, um dos bombeiros que atendem ao chamado da ocorrência. A troca de olhares aquece não só o corpo da fotógrafa, mas também seu coração e ela se entrega à inusitada amizade com benefícios que nasce entre eles. Apesar de cúmplices, um balde de água fria vai comprometer a liga dessa relação, quando Rodrigo um mulherengo de carteirinha descobrir que sua querida Ana está grávida de um turista suíço que passou por sua vida sem passagem de volta e de quem ela só sabe o nome. E o que dirá sua pomposa família quando souber que ela está grávida de um desconhecido e é amante de um bombeiro pobretão? Só a leitura do livro revelará!


12 anos de escravidão: Solomon era um homem livre, vivia em Nova Youk com sua esposa Anne e seus 3 filhos (Elizabeth, Margareth e Alonzo), quando, aos 30 anos de idade, foi drogado e sequestrado e vendido como escravo. Indo viver nas áreas pantanosas, trabalhou na colheita de algodão e, às vezes, na de cana de açúcar. Foi açoitado e viu muito sofrimento e companheiros de senzala morrer. Ele teve a sorte de contar com a ajuda de Bass, um homem branco que resolveu o ajudar e, 12/anos depois, ele.conseguiu voltar pra casa. Triste. Li intercalando com outros livros, para dar conta de tanta falta de humanidade.

Sinopse: A obra que originou o filme 12 Anos de Escravidão retrata a história de Solomon Northup, um homem negro nascido livre nos Estados Unidos, que após ter recebido uma falsa proposta de trabalho, foi sequestrado, drogado e comercializado como escravo, e passou doze anos em cativeiro, trabalhando, na maior parte do tempo, em uma plantação de algodão na Louisiana. Após seu resgate, Northup, com uma escrita simples e ágil, retrata os registros excepcionalmente vívidos e detalhados da vida de um escravo. Este é um dos poucos retratos da escravidão americana, redigido por alguém tão culto quanto Solomon Northup — uma pessoa que viveu sua vida sob a óptica de uma dupla perspectiva: ter sido tanto um homem livre como um escravo.


Duff: Bianca era o patinho feio e Wesley o bonitão desejado por todas as garotas da escola; eles não tinham nada em comum, até que a prof. de inglês os colocou para fazer um trabalho em dupla. Raiva, implicância e problemas familiares em comum os uniu. E virou amor. Adorei! Amo livros teen.

Sinopse: Bianca Piper não é a garota mais bonita da escola, mas tem um grupo leal de amigas, é inteligente e não se importa com o que os outros pensam dela (ou ela acha). Ela também é muito esperta para cair na conversa mole de Wesley Rush - o cara bonito, rico e popular da escola - que a apelida de DUFF, sigla em inglês para Designated Ugly Fat Friend, a menos atraente do seu grupo de amigas. Porém a vida de Bianca fora da escola não vai bem e, desesperada por uma distração, ela acaba beijando Wesley. Pior de tudo: ela gosta. Como válvula de escape, Bianca se envolve em uma relação de inimizade colorida com ele. Enquanto o mundo ao seu redor começa a desmoronar, Bianca descobre, aterrorizada, que está se apaixonando pelo garoto que ela odiava mais do que tudo.

Dois garotos se beijando: apesar de ter achado início chatinho e quase ter desistido, valeu a pena continuar. Conta a história de 8 personagens: Harry e Craig que querem quebrar o record do beijo mais longo e entrar pro guiness; Peter e Neil, que são namorados; Avery e Ryan, que estão se conhecendo e iniciando um relacionamento; Tariq, que foi agredido por ser gay; e Cooper, que se sente solitário e deprimido pela não aceitação da família. Alguns têm apoio da família, outros as famílias acabaram de descobrir. Mostra os sentimentos, medo, bullying, agressão por ser gay num sociedade preconceituosa. Muito bom.

Sinopse: Baseado em fatos reais e em parte narrado por uma geração que morreu em decorrência da Aids, o livro segue os passos de Harry e Craig, dois jovens de 17 anos que estão prestes a participar de um desafio: 32 horas se beijando para figurar no Livro dos Recordes. Enquanto tentam cumprir sua meta — e quebrar alguns tabus —, os dois chamam a atenção de outros jovens que também precisam lidar com questões universais como amor, identidade e a sensação de pertencer.

Então conheci minha irmã: Summer ganha de aniversário da sua tia Nic, o diário de sua irmã que morreu aos 17 anos, mesma idade que ela acaba de fazer. Ela conhece a irmã através do diário e descobre que ela não é tão certinha quanto sua mãe diz e tanto cobra que ela seja também. Ao mesmo tempo que descobre os segredos da irmã, também conhece seus pais melhor e se apaixona por seu melhor amigo. Tudo ao mesmo tempo e ão dá para parar de ler. Livro teen fofo. Adorei!

Sinopse: Summer Stetson não conheceu sua irmã. Sua mãe engravidou dela assim que Shannon morreu, aos 17 anos, em um terrível acidente de carro, que se chocou com uma árvore. Ao longo de sua vida, Summer acostumou-se a assistir seus pais repetirem o quanto a irmã era perfeita, amada e boa filha, e por isso sempre acreditou que fosse uma decepção para eles. Ao fazer 17 anos, recebe da tia de presente o diário que Shannon escrevia até o dia de sua morte. Ao ler aquelas páginas para saber mais sobre a irmã, acaba descobrindo alguns segredos, e a cada revelação, sobre a família e sobre si mesma, entende que a verdade pode ser, por vezes, dolorosa, mas nunca deixará de ser libertadora.



obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Dia do Amigo

Vi esse texto, achei fofo demais e guardei para essa data tão especial. Para os meus amigos virtuais e reais, o meu muito obrigada por tudo!



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Tattoo nova: eu viajo na leitura

Na 6a. feira, 1o. de julho, fiz mais uma tattoo, a minha 8a. Já estava querendo algo relacionado ao meus pelos livros há tempos, até que tive a ideia pro desenho, falei com minha amiga tatuadora, que desenhou e fez pra mim. Amei!!!





Mais minha cara, impossível.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

domingo, 3 de julho de 2016

Livros: junho



A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista: Hadley está indo dos EUA para Londres para o casamento do pai contra sua vontade, perde o voo e acaba conhecendo Oliver, um inglês fofo que faz faculdade em sua cidade e está voltando à Inglaterra para passar uns dias com a sua família. Identifiquei-me bastante com Hadley a respeito da 'crise' que sente relação a separação doas pais, que em qualquer idade é algo difícil de aceitar, entender, conviver, sobreviver. Linda história sobre amor, família... Adorei!


Sinopse: Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.

Guia de Uma Ciclista em Kashgar: duas histórias paralelas que se passam em diferentes épocas (década de 1920 e dias atuais) e lugares diferentes (Turcomenistão e Inglaterra) que se fundem, revelando relacionamentos nada clichês. Gostei bastante, apesar do início ter sido um pouco arrastado. Quando liguei os pontos, não quis parar de ler.

Sinopse: Em 1923, Evangeline English e sua irmã Lizzie embarcam para a antiga cidade de Kashgar, na Rota da Seda, para ajudar a estabelecer uma missão cristã. Lizzie está fascinada por sua poderosa e inflexível líder, Millicent, mas as motivações de Eva para deixar a vida burguesa na Europa não são claras. Juntas, as três mulheres tentam organizar sua nova casa em meio à pobreza local. Ao mesmo tempo, Eva começa a trabalhar no seu livro, um guia para ciclistas que desejem se aventurar por aquela região.

A história de nós dois: Emma estava há 15 dias de se casar com Richard, quando o carro que ela voltava de sua despedida de solteira com suas amigas inseparáveis - Caroline e Amy - bateu e capotou e ela ficou presa. Jack, um escritor americano, a tirou do carro e salvou sua vida, e deu uma reviravolta nela. Lindo de viver, final divino, daqueles que quando termina eu dou beijo e um abraço bem apertado no livro. Sim, eu sou dessas.

Sinopse: Emma tem 27 anos, é linda e inteligente e vive cercada de pessoas que ama. Prestes a se casar com Richard, seu namorado desde a época de escola, ela não poderia estar mais empolgada. Mas o que deveria ser o momento mais feliz de sua vida de repente vira uma tragédia. Emma sofre um acidente e é salva por um estranho minutos antes que o carro em que ela viajava explodisse. Abalada, ela decide adiar o casamento. E nesse meio-tempo descobre segredos que a fazem questionar as pessoas nas quais sempre confiara a ponto de duvidar se deve se casar afinal. Para complicar, ela se sente cada vez mais ligada a Jack, o homem que a salvou e que não sai da sua cabeça. Jack é lindo, gentil e divertido, de um jeito diferente de todos que ela já conheceu. Por outro lado, é Richard quem ela sempre amou... Uma mulher, dois homens, tantos destinos possíveis. Como essa história vai terminar?

No escuro: 4 anos separam duas personalidades totalmente diferentes de uma mesma pessoa. Catherine era ousada e apaixonada por Lee, Cathy é recatada e tem medo de se envolver, até que Stuart muda para o seu prédio e muita coisa muda. Um suspense daqueles que não dá vontade de parar de ler. Violência verbal, psicológica e física, suspense, medo, TOC... Elizabeth Haynes sabe escrever isso muito bem. Amei!

Sinopse: Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele. Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele. Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo.

Tudo e todas as coisas: Maddy tem uma doença rara, a IDCG, que a faz ser alérgica a tudo. Ela vive com a mãe, sem jamais de sair casa. Seus contatos diários são com a mãe, que também é sua médica, e Carla, sua enfermeira desde sempre, e levava uma vida rotineira até que Olly se muda, junto com sua família, para a casa ao lado. E os dois se apaixonam. E a vida de Maddy nunca mais foi a mesma. Livro gostoso de ler, divertido, fofo... Adorei!

Sinopse: "Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."



Por lugares incríveis: Violet e Theodore Finn se conhecem na torre da Igreja da escola. Ambos foram lá para se suicidar e acabaram se salvando; apesar de estudarem na mesma escola, levam vidas diferentes (ou não tanto assim): ela é popular e tem pais amorosos e reocupados; ele é conhecido por 'aberração' e sua mãe é ocupada demais para saber o que se passa com o filho e o pai já tem outra família e tem um histórico de agressões contra ele. Um trabalho de geografia os une e juntos conhecem os atrações interessantes da cidade que moram e que os opostos se atraem. Linda história, fofa, tensa... Amei!

Sinopse: Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família. Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

Nunca, jamais: Charlie e Silas perdem a memória e nem lembram que namoram há 4 anos. Seus amigos e família percebem que eles estão agindo de modo estranho, mas nem desconfiam que eles não sabem quem são. Nem eles sabem porque estavam traindo um ao outro, quando fizeram a tatuagem que têm em comum, porque suas familias se odeiam, porque o pai dela está preso... E o processo vai ser repetir e Silas fica sabendo disso faltando apenas 3 minutos paras as 11h e quando Charlie está desaparecida desde a noite anterior. Não pr parar de ler, mas aí no final descobri que não é fim e vou ter que esperar a continuação.

Sinopse: Charlie Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar. Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.


Nunca nunca parte 2: Soube que tinha as partes 2 e 3 em inglês, baixei no kindle e li, porque que sou curiosa e não aguento esperar. Silas perdeu a memória novamente e Charlize desapareceu misteriosamente e a polícia suspeita que ele está envolvido nisso. Ele tem 48h para encontrá-la antes de perder a memória de novo. Enquanto isso ela acorda num quarto, com camisola de hospital, sendo obrigada a tomar medicamentos que a fazem dormir. Quando se encontram, faltam 6 horas pra perder a memória novamente. Já virei fã da Colleen Hoover porque não dá vontade de parar de ler o livro.

Sinopse: “Never forget that I was your first real kiss. Never forget that you’ll be my last. And never stop loving me between all of them. Never stop, Charlie. Never forget.”

Nunca nunca parte 3: Silas não perdeu a memória dessa vez e desconfia do motivo. Charlie acorda ao seu lado sem saber quem ele é, nem mesmo ela. Os dois resolvem os diários dela e cartas que trocaram para ver se lembram do passado deles. O livro poderia ser único, são curtos e acho que o final deixou a desejar. A explicação foi bobinha, óbvia, porém aceitável. Mas deixou muita expectativa e não correspondeu.

Sinopse: Together, Silas Nash and Charlize Wynwood must look deeper into the past to find out who they were and who they want to be. With time ticking down, the couple are in a race to find the answers they need before they lose everything. Can they regain what they once had? And will it restore who they once were?


obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα