Páginas

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Livros e Filmes: fevereiro



Em busca de abrigo: Joy, Kate e Sabine: três gerações de uma relação familiar conflituosa, cheia de mal entendidos e muito amor para dar. Família, perdão, amores complicados... Tem de tudo. Mais um da Jojo muito bom. Ela vai do presente ao passado de uma forma tão interessante, curto muito esse jeito dela escrever.

Sinopse: Na noite da Coroação da Rainha Elizabeth II, em 1953, a comunidade de expatriados de Hong Kong se reúne para celebrar o evento com uma festa. Enquanto os convidados tentam ouvir a cerimônia em um rádio antigo, Joy, uma jovem de 21 anos, se apaixona. Menos de vinte e quatro horas depois da festa, ela já está prometida em noivado ao rapaz, mas só tornará a se encontrar com o noivo um ano depois. Em 1980, um ato de rebeldia faz Kate, aos 18 anos, fugir do Condado de Wexford, na Irlanda, com sua filha ilegítima. Quinze anos mais tarde, Sabine deixa Hackney, o elegante bairro onde mora, em Londres, para visitar os avós que jamais conheceu e descobre que Wexford parece ter parado no tempo. Quando Sabine, sua mãe e sua avó voltam a se encontrar, um segredo de família cuidadosamente guardado é descoberto, bem como algumas verdades importantíssimas: o conflito entre o amor e o dever, as escolhas que as mulheres são obrigadas a fazer e o relacionamento entre mães e filhas.

A casa das marés: Lottie foi criada pelos Holden como filha, na pacato cidade de Merham. Após Adeline e cia. se mudarem a misteriosa casa Arcádia, e com a posterior chegada de Guy (o noivo de Célia, sua quase irmã) sua vida nunca mais foi a mesma. Com a reforma da casa para virar um hotel, 50 anos depois, muitos sentimentos voltaram a tona. Incrível. Um dos melhores da Jojo. In love total.

Sinopse: Na década de 1950, uma cidade litorânea chamada Merham é dominada por uma série de regras sócias austeras. Lottie Swift, acolhida durante a guerra e criada pela respeitável família Holden, ama viver ali naquela cidade, mas Célia, a filha legítima do casal, não vê a hora de ultrapassar os limites de Merham.


Baía da esperança: outro maravilhoso da Jojo. Amei esse. Mike vai de Londres à Baía das Baleias, na Austrália a negócios. Lá se hospeda num hotel familiar, onde vivem 3 gerações de mulheres incríveis - Kathleen, Lisa e Hannah - e sua vida nunca mais foi a mesma. Nem a delas e de toda a baía.

Sinopse: Quando Mike Dormer parte de Londres para uma pequena cidade litorânea da Austrália, a fim de impulsionar a construção de um resort de luxo, vislumbra apenas mais um contrato milionário que lhe permita subir outro degrau da escada empresarial. O destino, porém, lhe reserva algo diferente. Baía da Esperança não é uma cidadezinha qualquer, e as tripulações de observação de baleias, lideradas pela enigmática marinheira Liza McCullen, logo vão se revoltar contra o apetite predatório do forasteiro Mike. Quando a megaconstrução começa a ganhar vida, e então se revelam os efeitos na fauna local, os mundos de Liza e Mike se chocam, com resultados dramáticos. Perigos inesperados irão confrontar os nativos, sejam eles criaturas marinhas ou seres humanos. E Mike se vê obrigado a responder à pergunta que paira sobre Baía da Esperança: até onde se pode chegar, antes de acabar por destruir o que se ama?


Depois de você: Louisa Clark precisa seguir em frente, e ao cair do terraço do seu prédio, muita coisa muda. Ela é salva por Sam, um paramédico; volta para casa dos pais; trabalha num pub no aeroporto; entra para um grupo de apoio; conhece Lily, uma adolescente revoltada; se reaproxima dos pais de Will Traynor... E sua vida nunca mais foi a mesma. Tudo contado de um jeito carregado de emoção, como JoJo sabe fazer muito bem. Muito bom. Mas confesso que esperava saber sobre como Lou cumpriu as recomendações deixadas por Will, mas a história se passa 1 ano e meio depois da Dignitas.

Sinopse: Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la. Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.

P.S. Ainda amo você: Esse livro é continuação do "para todos os garotos que já amei" e é tão maravilhoso e gostoso de ler quanto o primeiro. Neste, Lara Jean se vê dividida por Peter Kavinski e John McClaren. Até eu fiquei dividida pra qual eu torcia. Hahahhaha Livro teen, fofo, com uma certa inocência, aquele frio na barriga, amoooo!

Sinopse: Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários. Em "Para todos os garotos que já amei", Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em "P.S.: Ainda amo você", Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam. Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.

Perdidos por aí: Leila saiu numa roadtrip de Louisiana até Fairbainks, para tentar ver a aurora boreal e relembrar fatos importantes da sua vida. Pelo caminho encontrou Hudson, Bree, Elliot e Sonia. Além da fofa Dee com seus pais. Pessoas diferentes em situações inusitadas, até mesmo loucas e surreais, em alguns momentos. E suas vidas nunca mais foram as mesmas. Gostoso de ler, divertido e a vontade de ver a aurora boreal, ainda nessa vida, aumentou.

Sinopse: Quatro jovens ao redor do país têm apenas uma coisa em comum: uma garota chamada Leila. Ela entra na vida de cada um com seu carro absurdamente vermelho no momento em que eles mais precisam de alguém. Entre eles está Hudson, mecânico em uma cidadezinha, que está disposto a jogar fora seus sonhos de amor verdadeiro. E Bree, uma garota que fugiu de casa e curte todas as terças-feiras — além de algumas transgressões ao longo do caminho. Elliot acredita em finais felizes... até sua vida sair totalmente do script. Enquanto isso, Sonia pensa que, quando perdeu o namorado, também perdeu a capacidade de amar. Hudson, Bree, Elliot e Sonia encontram uma amiga em Leila. E, quando ela vai embora, a vida de cada um deles está transformada para sempre. Mas é durante sua própria jornada de quase sete mil quilômetros através do país que Leila descobre a verdade mais importante: às vezes, aquilo de que você mais precisa está exatamente no ponto onde começou. E talvez a única maneira de encontrar o que você está procurando seja se perder ao longo do caminho.





Última viagem a Vegas (Last Vegas): filme antigo, mas eu não tinha visto ainda. Leve e divertido, sobre 4 amigos de longa data que se reencontraram para a despedida de solteiro de um deles em Vegas. Elenco top. Vale a pena ver. Diversão garantida.

Sinopse: Billy (Michael Douglas), Paddy (Robert De Niro), Archie (Morgan Freeman) e Sam (Kevin Kline) são amigos desde a infância e hoje são senhores de idade. Quando Billy, o solteirão do grupo, decide enfim pedir em casamento sua namorada de trinta e poucos anos, ele e os amigos resolvem viajar até Las Vegas para reviver a juventude e curtir uma tremenda despedida de solteiro. O que eles não imaginavam é que a Las Vegas atual seria bem diferente da cidade que eles conheceram décadas atrás.



Amy: o documentário sobre a vida da cantora está concorrendo ao Oscar e achei bem interessante, pois nunca imaginei uma indicação dessa. É denso, pesado, a vida da Amy retratada desde a infância (achei o máximo eles terem muita coisa gravada) com depoimentos de pessoas muito próximas a ela. Detestei o pai dela (que me lembrou muito o do Michael Jackson, que é outro que não suporto), aquele namorado-marido uó e adorei demais o documentário. Mas ao final, fiquei meio deprê, pois era uma vida muito atormentada.

Sinopse: Ainda adolescente, Amy Winehouse já demonstrava para a família o talento vocal que possuía. Aos 18 anos ela já fazia shows na Inglaterra e, com o tempo, passou a ganhar fama. O sucesso do álbum "Back to Black" a tornou uma celebridade mundial, mas também fez com que seus problemas com álcool e drogas aumentassem exponencialmente.

O quarto de Jack: li o livro e me apaixonei pelo fofo do Jack e fiquei doida pra ver o filme.

Sinopse: Joy (Brie Larson) e seu filho Jack (Jacob Tremblay) vivem isolados em um quarto. O único contato que ambos têm com o mundo exterior é a visita periódica do Velho Nick (Sean Bridgers), que os mantém em cativeiro. Joy faz o possível para tornar suportável a vida no local, mas não vê a hora de deixá-lo. Para tanto, elabora um plano em que, com a ajuda do filho, poderá enganar Nick e retornar à realidade.






obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Autores preferidos: Stephany Perkins



Lola e o garoto da casa ao lado: um livro teen super fofo que adorei e li todo num dia só, porque não dá vontade de parar de ler.

Sinopse: A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda… ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro. Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.

Anna e o beijo francês: li todo em um dia, de tão delicioso que é. Um romance fofo e encantador. Teen! . Segundo livro dessa autora que devorei em um único dia, já entrou pra lista das minhas favoritas.

Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?

Isla e o final feliz: Mais um livro apaixonante da Stephanie Perkins (mesma autora dos maravilhosos Lola e o garoto da casa ao lado e Ana e o beijo francês). Assim como os outros, é um livro leve, divertico, se passa na escola (adoro!), com adolescentes prestes a entrar na faculdade, muito amor, muita fofura e lugares incríveis. Amei!

Sinopse:Tímida e romântica, Isla tem uma queda pelo introspectivo Josh desde o primeiro ano na SOAP, uma escola americana em Paris. Mas sua timidez nunca permitiu que ela trocasse mais do que uma ou duas palavras com ele, quando muito. Depois de um encontro inesperado em Nova York durante as férias envolvendo sisos retirados e uma quantidade considerável de analgésicos, os dois se aproximam, e o sonho de Isla finalmente se torna realidade. Prestes a se formarem no ensino médio, agora eles terão que enfrentar muitos desafios se quiserem continuar juntos, incluindo dramas familiares, dúvidas quanto ao futuro e a possibilidade cada vez maior de seguirem caminhos diferentes. Com participações de Anna, Étienne, Lola e Cricket, personagens mais do que queridos pelo público apresentados em livros anteriores da autora, Isla e o final feliz é uma história de amor delicada, apaixonante e sedutora, um desfecho que vai fazer os fãs de Stephanie Perkins suspirarem ainda mais.


obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Filmes: janeiro



Perdido em Marte: Con leu o livro e se empolgou de ver. Pensei que eu não fosse curtir, mas resolvi ver mesmo assim. Ainda bem! O filme é muito interessante, divertido e impressionante também (a parte que mostra a NASA, funcionamento e tal é de babar). Recomendo!

Sinopse: O astronauta Mark Watney (Matt Damon) é enviado a uma missão em Marte. Após uma severa tempestade ele é dado como morto, abandonado pelos colegas e acorda sozinho no misterioso planeta com escassos suprimentos, sem saber como reencontrar os companheiros ou retornar à Terra.


Creed: nascido para lutar: fiquei afim de ver desde que vi anunciando. Con que é mega fã de Rocky também se empolgou logo. Pensei que fosse ser meio arrastado, apelando pra fazer mais um filme e tal, mas é bom mesmo. Gostamos bastante. Vale a pena! Stallone 

Sinopse: Adonis Johnson (Michael B. Jordan) nunca conheceu o pai, Apollo Creed, que faleceu antes de seu nascimento. Ainda assim, a luta está em seu sangue e ele decide entrar no mundo das competições profissionais de boxe. Após muito insistir, Adonis consegue convencer Rocky Balboa (Sylvester Stallone) a ser seu treinador e, enquanto um luta pela glória, o outro luta pela vida.

Cidades de papel: li o livro e só agora vi o filme, que já tava querendo ver desde que lançou. Super fiel ao livro, o fato do John Green acompanhar as filmagens e tal, ajuda demais. Adorei!!!

Sinopse: A história é centrada em Quentin Jacobsen (Nat Wolff) e sua enigmática vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman (Cara Delevingne). Ele nutre uma paixão platônica por ela. E não pensa duas vezes quando a menina invade seu quarto propondo que ele participe de um engenhoso plano de vingança. Mas, depois da noite de aventura, Margo desaparece – não sem deixar pistas sobre o seu paradeiro.


Carol: achei muito parado. Therese me irritava muito no início, muito apática e achei a Carol um pouco louca, não sei explicar. Depois de uma hora fica mais interessante. Mas é um filme bem mais ou menos, não achei isso tudo que tão dizendo não. Ele tá concorrendo ao Oscar em algumas categorias também.

Sinopse: A jovem Therese Belivet (Rooney Mara) tem um emprego entediante na seção de brinquedos de uma loja de departamentos. Um dia, ela conhece a elegante Carol Aird (Cate Blanchett), uma cliente que busca um presente de Natal para a sua filha. Carol, que está se divorciando de Harge (Kyle Chandler), também não está contente com a sua vida. As duas se aproximam cada vez mais e, quando Harge a impede de passar o Natal com a filha, Carol convida Therese a fazer uma viagem pelos Estados Unidos.

Snoopy e Charlie Brown: cresci vendo Snoopy e não ia perder esse longa por nada. Sou fã do 'minduim' e sua turma. Adoro o jeito que a professora fala. E adorei que a garotinha ruiva tá no filme. Fofo! Gostei bastante.

Sinopse: Próximo das férias de inverno, a vida de Charlie Brown e sua turma sofre uma mudança com a chegada na cidade de uma garotinha da cabelo vermelho. Brown logo se encanta pela jovem e tenta lutar contra sua timidez e sua baixa autoestima para falar com ela. Ao mesmo tempo, Snoopy encontra uma máquina de escrever e começa a imaginar uma história pra lá de fantasiosa e heróica.



O regresso (The revenant): Filme maravilhoso, tenso e Leonardo Di Caprio dá um show e é a grande estrela do filme mesmo. Sou fã dele e estou torcendo para que, enfim, ele ganhe o Oscar de melhor ator (essa é a 6a. indicação dele ao prêmio). O filme tá concorrendo em 12 categorias.

Sinopse: 1822. Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) parte para o oeste americano disposto a ganhar dinheiro caçando. Atacado por um urso, fica seriamente ferido e é abandonado à própria sorte pelo parceiro John Fitzgerald (Tom Hardy), que ainda rouba seus pertences. Entretanto, mesmo com toda adversidade, Glass consegue sobreviver e inicia uma árdua jornada em busca de vingança.

Ponte dos Espiões (Bridge of spies): amei o filme demais. Só de ver que era um filme dirigido por Spielberg e estrelado por Tom Hanks, já sabia que seria bom. E realmente é. Tenso! Estranhei nenhum dos dois terem sido indicados ao Oscar, mas o filme concorre como melhor filme e torço para que ganhe, porque é um show mesmo.

Sinopse: Em plena Guerra Fria, o advogado especializado em seguros James Donovan (Tom Hanks) aceita uma tarefa muito diferente do seu trabalho habitual: defender Rudolf Abel (Mark Rylance), um espião soviético capturado pelos americanos. Mesmo sem ter experiência nesta área legal, Donovan torna-se uma peça central das negociações entre os Estados Unidos e a União Soviética ao ser enviado a Berlim para negociar a troca de Abel por um prisioneiro americano, capturado pelos inimigos.

45 anos: achei a história bem interessante, porém o filme é bem parado, e fiquei esperando uma hora que fosse dar uma virada. Mas quando acabou, que as letras começaram a subir, eu e Conrado olhamos uma para o outro e eu comecei a rir. Porque tipo: como assim acabou? Desse jeito!

Sinopse: Kate Mercer (Charlotte Rampling) está planejando a festa de comemoração dos 45 anos de casada. Porém, cinco dias antes do evento, o marido recebe uma carta: o corpo de seu primeiro amor foi encontrado congelado no meio dos Alpes Suíços. A estrutura emocional dele é seriamente abalada e Kate já não sabe se vai ter o que comemorar durante a festa.

A garota dinamarquesa (The danish girl): Uau!!! Que filme!!! Amei demais da conta, não tinha ouvido falar, mas vi o título fiquei curiosa e resolvemos ver. Incrível demais! Os atores dão um show de interpretação e concorrem a ator principal (Eddie Redmayne) e atriz coadjuvante (Alicia Vikander).
Tá, se ele ganhar o Oscar o Di Caprio, definitivamente não vou ficar triste o cara é demais. Recomendo demais!!!! 

Sinopse: Cinebiografia de Lili Elbe (Eddie Redmayne), que nasceu Einar Mogens Wegener e foi a primeira pessoa a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. Em foco o relacionamento amoroso do pintor dinamarquês com Gerda (Alicia Vikander) e sua descoberta como mulher.


A teoria de tudo: demorei mas assisti e foi uma surpresa que o ator que faz o Stephen é o mesmo que fez a garota dinamarquesa. O cara arrasa!  Ah, o filme é bem legal, não sabia nada sobre ele e gostei.

Sinopse: Baseado na biografia de Stephen Hawking, o filme mostra como o jovem astrofísico (Eddie Redmayne) fez descobertas importantes sobre o tempo, além de retratar o seu romance com a aluna de Cambridge Jane Wide (Felicity Jones) e a descoberta de uma doença motora degenerativa quando tinha apenas 21 anos.


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Livros: Janeiro



Jardim de inverno: terminei de ler na madruga porque não tinha como dormir sem saber o desfecho. Divino, maravilhoso, favorito. Linda história de Vera, uma mulher forte que sobreviveu a guerra cuidando dos seus filhos Anya e Leo. Tudo desvendado anos depois pelas também guerreiras Mere e Nina; que tiveram suas vidas entrelaçadas pelo sábio Evan. Super recomendo. Muito amor!!!

Sinopse: Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas. A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história. Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são.


Fangirl: Gostei muito de Carth e Levi, mas as partes sobre a fanfiction de Simon Snow achei um saco, para quem curte, vai ser muito legal. O livro é bom, daqueles que não dá vontade de parar de ler.

Sinopse: Cath é fã da série de livros Simon Snow. Ok. Todo mundo é fã de Simon Snow, mas para Cath, ser fã é sua vida – e ela é realmente boa nisso. Vive lendo e relendo a série; está sempre antenada aos fóruns; escreve uma fanfic de sucesso; e até se veste igual aos personagens na estreia de cada filme. Diferente de sua irmã gêmea, Wren, que ao crescer deixou o fandom de lado, Cath simplesmente não consegue se desapegar. Ela não quer isso. Em sua fanfiction, um verdadeiro refúgio, Cath sempre sabe exatamente o que dizer, e pode escrever um romance muito mais intenso do que qualquer coisa que já experimentou na vida real. Mas agora que as duas estão indo para a faculdade, e Wren diz que não a quer como companheira de quarto, Cath se vê sozinha e completamente fora de sua zona de conforto. Uma nova realidade pode parecer assustadora para uma garota demasiadamente tímida. Mas ela terá de decidir se finalmente está preparada para abrir seu coração para novas pessoas e novas experiências. Será que Cath está pronta para começar a viver sua própria vida? Escrever suas próprias histórias?


Nó na garganta: fui lendo devagar, absorvendo aos poucos. Pesado, sinistro, tenso. Acho que os psicólogos que iam gostar de ler, pois Francis tem algum desvio neurótico da personalidade. Bom, apesar da escrita cansativa e um pouco confusa, por falta de pontuação. Tô doida pra ver o filme.

Sinopse: O romance do irlandês Patrick McCabe, um dos mais violentos da literatura daquele país, foi filmado por Neil Jordan, também escritor (Linhas da Noite, Geração Editorial). Em mais uma tradução perfeita de Lidia Luther-Cavalcante, o romance é uma mistura de Mark Twain (Huck Finn), J. D. Salinger (O Apanhador no Campo de Centeio) e Hannibal Lecter, o personagem do livro e filme O Silêncio dos Inocentes. Trata do pavoroso crime de uma criança irlandesa de mente conturbada e suas andanças pelo país. É narrado na primeira pessoa, num verdadeiro tour de force com a linguagem, recurso magistralmente mantido pela tradução. Um livro especial para quem ama a grande literatura.


Três semanas com meu irmão: eu que adoro biografia sou suspeita de falar, mas amei essa. Acho que por não saber nada do Nicholas Sparks, tudo foi surpreendente. Os locais que visitou com o irmão Micah também foram incríveis. Vontade de ir a quase todos.

Sinopse: Em janeiro de 2003, Nicholas Sparks e seu irmão, Micah, partiram em uma viagem de três semanas pelo mundo para representar um marco em suas vidas, pois, aos 37 e 38 anos respectivamente, eles eram os únicos membros sobreviventes de sua família. Com as maravilhas do mundo como pano de fundo e muitas vezes dominados por seus sentimentos, o intrépido Micah e o introspectivo Nicholas relembram as aventuras e traquinagens de sua infância e as tragédias que testaram sua fé. Durante esse processo, ambos aprenderam verdades surpreendentes sobre a perda, o amor e a esperança. Narrado com irrepreensível humor e rara sensibilidade – e incluindo fotos pessoais –, Três semanas com meu irmão é um lembrete para abraçarmos a vida com todas as suas incertezas e, acima de tudo, valorizar os tempos felizes e as pessoas maravilhosas que os tornam possíveis.

A última carta de amor: Ellie acha uma carta de amor dos anos 60 e começa a investigar sobre os personagens daquele amor proibido: Jenniffer Stirling e Anthony O'Hare. Apesar de ter desvendado antecipadamente, amei obter a confirmação. Muito amor!!! E realmente essa JoJo Moyes sabe escrever grandes histórias e entrelaçar o tempo muito bem.

Sinopse: Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

Um mais um: Impossível não se apaixonar por essa família doidinha: Jess, Tanzie, Nicky e o babão Norman. Ed veio pra somar. Merece um filme, e lembra um pouco o pequena miss sunshine. Divertido! amei! JoJo já está entre as autoras preferidas mesmo.

Sinopse: Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá? Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de veraneio por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio. Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.

O que há de estranho em mim: mais um livro ótimo da Gayle, que devorei em um dia. Brit tocava n banda Clod e era apaixonada por Jed, até que foi levada pelo pai pra Red Hill, uma 'escola interna', e teve que deixar a banda para trás. Lá conheceu V, Martha, Bebe e Cassie; elas logo viraram amigas e se apoiaram e aprontaram juntas. Adorei!

Sinopse: Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade. Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão. Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.


obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.

obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Arraial do Cabo

Na 4a. cedinho fomos pra Arraial do Cabo, fazer um passeio de barco. A cidade que tem as praias mais lindas da Região dos Lagos, com tons de azul de tirar o folego. O legal do passeio é que vai um fotógrafo a bordo e oferece as fotos, e super vale a pena, porque ficam lindas.



Enquanto caminhamos para o cais, passamos pela Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, que foi erguida em 1506 pelos portugueses e está entre as primeiras edificações do país.




O passeio de barco dura em torno de 4 horas e para em 3 pontos para mergulharmos, todos lindíssimos: praia do Forno, praia do Pontal do Atalaia e Praia da Ilha do Farol, que foi eleita a segunda praia mais bonita do Brasil e está ente as mais lindas do mundo. Merecidamente!





Depois fizemos uma parada em Cabo Frio para almoçar no Park Lagos shopping, que nos surpreendeu pelo tamanho e beleza. E eu nem sabia que esse shopping existia.




Depois fomos para pousada tomara um banho e fomos para a Rua das Pedras, dar uma volta, tomar uma cerveja gostosa na Kombi carioca, que tava por lá.



Na 5a., demos uma volta na Praia da Ferradura, em Búzios mesmo, que é linda e aí já tava na hora de voltarmos para casa, renovados e felizes.



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα