Páginas

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Búzios

Aproveitei uns dias de sol para dar uma fugida a Búzios com Con. Fomos na 3a. e voltamos na 5a., bate e volta rápida na cidade fofa que amamos. Demos sorte que pegamos três dias de sol, no meio de um janeiro bastante chuvoso e foi ótimo.



Chegamos em torno das 13h, fizemos check in e já saímos para andar pela Orla Bardot, passamos pela Estátua dos 3 pescadores, apreciando a vista, a brisa e as casinhas fofas que ainda sobrevivem no meio do luxo.




Subimos até a Igreja de Sant'Anna, de 1740. Linda e com um visual deslumbrante. 





Seguimos a caminhada até as minhas preferidas praias de Búzios: da Azeda e Azedinha, onde ficamos a tarde toda. Se eu pudesse, ficaria para sempre.




Depois fizemos o caminho de volta até a Rua das Pedras, onde paramos para almoçar numa de suas transversais um delicioso peixe com uma cervejinha gelada. Aproveitei para comprar bikinis e uma saída de praia branca (pro passeio de barco que fechamos para fazer no dia seguinte).  



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Autores preferidos: Gayle Forman



Se eu ficar: esse livro me perseguiu por livrarias, sites e afins. Onde entrava, lá estava ele me olhando. Me interessei, mas fui adiando. Até que vi a capa da continuação e não resisti. A narrativa do livro é interessante, aí fui lendo, lendo, lendo, e quando vi, já tinha acabado. Porém o final me deixou com a sensação de que faltava algo.

Sinopse: Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

Para onde ela foi: curti a capa e quando vi que era continuação do Seu eu ficar, resolvi ler. Aí comprei logo os dois. Essa é contada por Adam, o então namorado Mia, na época do acidente. Fofo toda vida! Realmente faltava algo e agora tudo se completou e ficou perfeito. Amei!

Sinopse: Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos , e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado.Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.


Eu estive aqui: Amei. Fala sobre amizade e depressão, achei super interessante. Li rapidinho (e com trabalho e academia no meio). Gosto muito do modo de escrever da Gayle Forman.

Sinopse: Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.

Apenas um dia: Bom. Fofo, romance... Mas o que mais gostei foi a viagem que "fiz" pela Europa. E agora quero comer um macaron.

Sinopse: A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

Apenas um ano: Continuação de apenas um dia, sob o ponto de vista do gatinho da estória. Gosto do modo que ela escreve com dois pontos de vista. Mas deixou um gostinho de quero mais.

Sinopse: Em Apenas um Dia, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor. Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro. Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta. Da mesma autora dos best-sellers Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi, Apenas um Ano reúne todos os ingredientes de um romance imperdível: viagens, saudade, encontros, desencontros e amor.

O que há de estranho em mim: mais um livro ótimo da Gayle, que devorei em um dia. Brit tocava n banda Clod e era apaixonada por Jed, até que foi levada pelo pai pra Red Hill, uma 'escola interna', e teve que deixar a banda para trás. Lá conheceu V, Martha, Bebe e Cassie; elas logo viraram amigas e se apoiaram e aprontaram juntas. Adorei!

Sinopse: Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade. Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão. Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Encontros e Reencontros

Tenho passado as férias em casa, junto aos meus. Tenho lido, visto filmes, curtido afilhado da minha vida... No meio disso, saí três dias para encontrar pessoas queridas.

Domingo, 17/01, foi dia de rever as "meninas", junto com seus re foi muito aspectivos namoridos. Almoçamos na casa da Lua e colocamos o papo em dia.



Terça, 19/01, revi meus primos que moram em São Paulo. Junto com seus vizinhos e minha tia também foi. Acho que já tinha uns 2 anos que não nos encontrávamos e foi ótimo. Uma noite muito boa, para matar saudade.



Quarta, 20/01, uma amiga mega querida da capoeira veio nos ver, junto a Giulia, sua filhinha de 10 meses, fofa e sorridente.



Pequenas coisas que enchem o coração de alegria.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Passeando pelo Rio: Ilha Fiscal

Aproveitei as férias para rever amigas queridas e o lugar escolhido foi a Ilha Fiscal, local onde aconteceu o último baile do império. Pegamos a escuna e fomos rumo ao "castelo". 



Lugar lindo, exala história e tem uma brisa deliciosa, além de uma vista privilegiada do Rio.








São 2 horas de passeio que passaram voando. Foi uma tarde muito agradável e recomendo a todos.



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Autores preferidos: Alice Clayton



Conheci a autora com a trilogia A ruiva. Nunca tinha ouvido falar, mas a capa e a ruiva me despertou curiosidade de ler. Foi a melhor coisa! Leitura divertida, sexy e com romance. Tudo que gosto junto! E um jeito de escrever que cativa de cara. Vale a pena conhecer! Ela tem poucos livros publicados no Brasil, espero que o façam logo.


A ruiva misteriosa: comprei essa trilogia pela capa, que achei linda demais e não me decepcionei. Divertido, romântico, hot! Amei, amei, amei!!! E já está na minha lista de favoritoso, com certeza. Super me identifiquei com a ruiva Grace e me apaixonei pelo Jack.

Sinopse: Grace Sherridan volta a Los Angeles para se tornar atriz profissional. É sua segunda tentativa para conquistar seu grande sonho. Será que, com a ajuda de sua agente e melhor amiga, esse sonho se tornará realidade? Ou será que, aos trinta e três anos, Grace já perdeu a oportunidade de se destacar? Um excitante e inesperado caso com Jack Hamilton, o novo queridinho da indústria de entretenimento, ameaça colocá-la sob os holofotes de maneira indesejada. Como isso irá afetar a carreira dela... E a dele? Divertida e quase neurótica, Grace é perfeita em suas imperfeições, e o clima sensual entre ela e o charmoso e desatento Jack é fora de série. Com diálogos hilários e um romance de tirar o fôlego, se esgueirar em Los Angeles fugindo dos paparazzi nunca foi tão divertido.

A ruiva revelada: fiquei com medo de me decepcionar, mas foi tão bom quanto o primeiro livro. Teve um pouco mais de tensão, como tem que ter em todo romance, e eu ri e amei muito também.

Sinopse: A vida é doce. Grace Sheridan acabou de ganhar o papel dos sonhos numa peça fora do circuito Broadway. E além disso, o talentoso bonitão Jack Hamilton aparece em sua vida, inundando sua caixa de mensagens com cintilantes SMS e fotos escandalosas, um bambambam britânico de vinte quatro anos de idade, cuja carreira em Hollywood está para deslanchar. Dessa forma, o que acontecerá se o caloroso relacionamento não for exclusivo? E as fãs enlouquecidas de Jack pegando no seu pé? A ausência faz o coração se aquecer, mas suas poucas visitas de final de semana estão mais para um fast-food do que para os jantares românticos que sonhava. E eis que o criador do novo show de Grace é o homem que partiu seu coração no colégio, e ele parece ter escrito a peça somente para compensar com seu amor de junventude. A que se espalham os rumores que Jack e sua amável ex voltaram, Grace começa a duvidar de seus próprios sentimentos. Será que a luxúria será suficiente para manter unido nosso casal exuberante, ou Grace cairá em braços mais seguros e familiares...?

A ruiva popstar:  a autora soube segurar a onda e gostei muito dos três. Já tenho um casal favorito da ficção: Grace e Jack. E quero mais...

Sinopse: Neste terceiro romance da série,Grace Sheridan está voando alto. Ao lado de seu namorado superstar apaixonado o deus britânico Jack Hamilton ela finalmente vive o sonho de ser estrela de televisão. Mas uma nova exigência dos produtores do programa faz o mundo de Grace desmoronar: emagrecer sete quilos para aparecer na telinha. Forçada a se alimentar somente de pepinos e ar, a atriz não se conforma que seu corpo que deixa de joelhos o recém-coroado Homem Mais Sexy do Mundo seja rejeitado por Hollywood. Jack Hamilton, proibido de revelar seu relacionamento para o mundo, entra de cabeça na balada dos famosos. Ela só quer o apoio do namorado, mas ele passa a chegar tarde e despenteado para encontrá-la.Com a relação dos dois pegando fogo, talvez a ruiva mais famosa de Hollywood tenha mais a perder do que uns teimosos quilinhos. Ela e Jack nitidamente foram feitos um para o outro mas quando será que poderão caminhar no tapete vermelho de mãos dadas?


Subindo pelas paredes: mais um livro maravilhoso da Alice Clayton, a mesma autora da trilogia a ruiva, e mais um casal divertido e apaixonante: Caroline e Simon. Devorei em um dia. Amei demais!

Sinopse: A primeira noite de Caroline em seu novo apartamento é uma promessa de que dias e noites agitados virão. Ela não poderia imaginar que dividiria a fina parede do seu quarto com um cara capaz de deixar uma mulher completamente maluca na cama. Aliás, uma não, Caroline já contou pelo menos três gritos e gemidos diferentes. Conviver toda madrugada com a animação do apartamento ao lado deixa Caroline ainda mais afundada na crise sexual que a acompanha há tempos. Mas ela nem sequer pode imaginar que o vizinho que ela abomina talvez seja o único capaz de lhe trazer de volta seus orgasmos. Em Subindo pelas paredes, Alice Clayton mistura humor, paixão e boas doses de sensualidade, capazes de fazer qualquer uma cair de joelhos e se apaixonar.



obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.

obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Desafio de leitura 2016



Estão todos convidados para participar do desafio de leitura 2016, que consiste em ler:



* São 12 livros no desafio, ou seja, 1 por mês, uma meta muito tranquila de cumprir

* Um livro para cada item (Ex.: se ler um livro de autor brasileiro que nunca tenha lido antes com mais de 300 páginas em um único dia, NÃO risca 4 itens do desafio, só um!!!!), afinal, o objetivo é ler mais.

* Sempre que posto minhas leituras mensais, recebo vários comentários dizendo que gostaria de ler mais, queria ter mais disciplina para ler... Taí a oportunidade e incentivo para ler mais

* Quem for participar, avisa para eu linkar aqui no post. É um ótimo jeito de assumir um compromisso e cumprir aquela meta de ano novo de ler mais.

Vamos nessa?


obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.
obs.2:Alguns desses livros estão à venda no @michavendelivros.


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα