Páginas

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Livros e Filme: Outubro


Esse mês bati meu record na leitura, mas é que estava com mais tempo livre (entre trabalhar, cuidar da casa e fazer capoeira) e só peguei livro maravilhoso, a maioria foi lido em 1 dia ou 2.


Extraordinário: pensa num livro fofo! É esse. Auggie é apaixonante, sua família é uma querida, os preceitos do Sr. Browne... Recomendo para todas as idades e tô torcendo para virar filme. Uma lição de vida total e já tá na lista dos meus preferidos. Livro pra ler e reler.

Sinopse: O livro conta a história de Auggie, um menino que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Em um manifesto em favor da gentileza, ele enfrenta uma missão nada fácil quando começa a frequentar a escola pela primeira vez: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.




Alta Tensão: primeiro livro desse autor que li, que é bem falado, e curti bastante. Suspense bom, cheio de reviravoltas. Já quero ler outros (e já tenho outros 3 aqui para ler, que ganhei da Débora).

Sinopse:  Myron Bolitar ficará frente a frente com um passado de mentiras e traição. Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para descobrir o responsável por essa intriga e trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder, que saiu de casa depois de ler o texto. Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Mas, na mesma boate onde o encontra, Myron é surpreendido ao ver Kitty, a mulher que fugiu com seu irmão, Brad, e o afastou para sempre da família. Tentando ajudar a amiga e reencontrar o irmão mais novo, Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Agora, só a verdade poderá salvá-las. Mas, para que ela prevaleça, nenhuma mentira pode restar – seja ela de Suzze, Lex, Kitty ou do próprio Myron. Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade e surpreende por seu toque humano. Na aventura mais difícil de Myron Bolitar, seu passado vem à tona e, junto com ele, feridas que jamais se fecharão.


Não conte a ninguém: outro do Harlan Coben e amei esse. Que estória boa! Apesar de desvendar quase tudo graças à Agatha Christie, ainda me surpreendi um pouco. Bom, bom, bom!!! Soube que tem filme e já quer ver. E também quero ler mais do autor.

Sinopse: Há oito anos, enquanto comemoravam o aniversário de seu primeiro beijo, o Dr. David Beck e sua esposa, Elizabeth, sofreram um terrível ataque. Ele foi golpeado e caiu no lago, inconsciente. Ela foi raptada e brutalmente assassinada por um serial killer. O caso volta à tona quando a polícia encontra dois corpos enterrados perto do local do crime, junto com o taco de beisebol usado para nocautear David. Ao mesmo tempo, o médico recebe um misterioso e-mail, que, aparentemente, só pode ter siso enviado por sua esposa. Esses novos fatos fazem ressurgir inúmeras perguntas sem resposta: Como David conseguiu sair do lago? Elizabeth está viva? E, se estiver, de quem era o corpo enterrado oito anos antes? Por que ela demorou tanto para entrar em contato com o marido?


A ruiva misteriosa: comprei essa trilogia pela capa, que achei linda demais e não me decepcionei. Divertido, romântico, hot! Amei, amei, amei!!! E já está na minha lista de favoritoso, com certeza. Super me identifiquei com a ruiva Grace e me apaixonei pelo Jack.

Sinopse: Grace Sherridan volta a Los Angeles para se tornar atriz profissional. É sua segunda tentativa para conquistar seu grande sonho. Será que, com a ajuda de sua agente e melhor amiga, esse sonho se tornará realidade? Ou será que, aos trinta e três anos, Grace já perdeu a oportunidade de se destacar? Um excitante e inesperado caso com Jack Hamilton, o novo queridinho da indústria de entretenimento, ameaça colocá-la sob os holofotes de maneira indesejada. Como isso irá afetar a carreira dela... E a dele? Divertida e quase neurótica, Grace é perfeita em suas imperfeições, e o clima sensual entre ela e o charmoso e desatento Jack é fora de série. Com diálogos hilários e um romance de tirar o fôlego, se esgueirar em Los Angeles fugindo dos paparazzi nunca foi tão divertido.

A ruiva revelada: fiquei com medo de me decepcionar, mas foi tão bom quanto o primeiro livro. Teve um pouco mais de tensão, como tem que ter em todo romance, e eu ri e amei muito também.

Sinopse: A vida é doce. Grace Sheridan acabou de ganhar o papel dos sonhos numa peça fora do circuito Broadway. E além disso, o talentoso bonitão Jack Hamilton aparece em sua vida, inundando sua caixa de mensagens com cintilantes SMS e fotos escandalosas, um bambambam britânico de vinte quatro anos de idade, cuja carreira em Hollywood está para deslanchar. Dessa forma, o que acontecerá se o caloroso relacionamento não for exclusivo? E as fãs enlouquecidas de Jack pegando no seu pé? A ausência faz o coração se aquecer, mas suas poucas visitas de final de semana estão mais para um fast-food do que para os jantares românticos que sonhava. E eis que o criador do novo show de Grace é o homem que partiu seu coração no colégio, e ele parece ter escrito a peça somente para compensar com seu amor de junventude. A que se espalham os rumores que Jack e sua amável ex voltaram, Grace começa a duvidar de seus próprios sentimentos. Será que a luxúria será suficiente para manter unido nosso casal exuberante, ou Grace cairá em braços mais seguros e familiares...?

A ruiva popstar:  a autora soube segurar a onda e gostei muito dos três. Já tenho um casal favorito da ficção: Grace e Jack. E quero mais...

Sinopse: Neste terceiro romance da série,Grace Sheridan está voando alto. Ao lado de seu namorado superstar apaixonado o deus britânico Jack Hamilton ela finalmente vive o sonho de ser estrela de televisão. Mas uma nova exigência dos produtores do programa faz o mundo de Grace desmoronar: emagrecer sete quilos para aparecer na telinha. Forçada a se alimentar somente de pepinos e ar, a atriz não se conforma que seu corpo que deixa de joelhos o recém-coroado Homem Mais Sexy do Mundo seja rejeitado por Hollywood. Jack Hamilton, proibido de revelar seu relacionamento para o mundo, entra de cabeça na balada dos famosos. Ela só quer o apoio do namorado, mas ele passa a chegar tarde e despenteado para encontrá-la.Com a relação dos dois pegando fogo, talvez a ruiva mais famosa de Hollywood tenha mais a perder do que uns teimosos quilinhos. Ela e Jack nitidamente foram feitos um para o outro mas quando será que poderão caminhar no tapete vermelho de mãos dadas?

Não me Chames de Princesa: li em menos de 3 horas, é um livro pequeno (100 páginas) e de uma leitura fácil, divertida. Me identifiquei com Kátia e suas doideiras. Divertido demais. Gostei!

Sinopse: “Não me Chames de Princesa” é um romance que leva a leitora a mergulhar no universo particular da protagonista Katia, uma mulher sentimentalmente dependente do amor de Mat, seu chefe, e disposta a encarar os desafios que a vida coloca em seu caminho. Enganada por Mat, que prometera largar Paula e seu emprego para ficar com ela, Katia, com a autoestima em baixa, decide mergulhar em um ano sabático, se transformando em uma mulher disposta a tudo, ainda que suas decisões não sejam as mais corretas. E o destino vai brindá-la com uma nova oportunidade.

Carta de amor aos mortos: já está entre os meus favoritos. Viajei na leitura demais, quando ela citava uma música eu já pegava o celular e deixava tocando no youtube enquanto lia. Ouvi músicas que amo demais, conheci umas outras e me apaixonei. Vi um pouco da minha adolescência ali, com os posteres na parede, muita música, doideirinhas leves...enfim, amei!

Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Man Repeller: o livro é bem mais ou menos, normal, nada demais. Divertido, porém achei um pouco repetitivo também. Conta a história de uma blogueira de moda famosa (eu nem sabia disso, comprei na bienal pela capa) e relaciona episódios de sua vida com suas roupas. Apesar de nunca ter visitado o blog dela, uma coisa que gostei é que ela não é afetada, leva a vida com bom humor e é simples. Pelo menos é o que parece, pelo livro.

Sinopse: Em seu primeiro livro, a badalada blogueira e queridinha do mundo fashion conta suas divertidas memórias. Com jeito insolente, uma franqueza desconcertante e fotos de seu arquivo pessoal, Leandra compartilha detalhes da noite em que perdeu a virgindade, quando esqueceu de tirar as meias soquetes brancas, e descreve o momento em que percebeu que a clutch Hermès vintage da sua avó, feita de pele de avestruz, poderia guardar muito mais do que a chave e o celular. Leandra é a prova de que não precisamos trair nosso estilo repelente nem mesmo ao procurar o vestido de noiva (que pode ser muito bem ser combinado com uma jaquetinha perfecto de organza). Exibindo as opiniões originalíssimas de uma blogueira que ganhou milhões de fãs, este livro reúne experiências divertidas e meio bizarras, uma história amor superdoce e, acima de tudo, um lembrete para celebrarmos um mundo que é feito pelas mulheres e para as mulheres.

Como eu era antes de você: livro maravilhoso, lindo, que não dá vontade de parar de ler. Amei demais e está na lista dos meus favoritos. Vai virar filme (já foi filmado e está em fase de produção) e tô doida para ver.

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

A garota que você deixou para trás: este livro exala amor, amor e amor em cada página. Impossível não amá-lo! E Jojo Moyes me conquistou de vez. Que mulher inteligente para escrever.

Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo a família, a reputação e a vida na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.


obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.


Em outubro li muitos livros, porém não vi filme nenhum. Passei a maior parte do tempo livre com a tv ou note desligados, somente lendo. Mas revi o meu filme preferido da vida toda, que me rendeu uma tattoo e até minha profissão.

 Sociedade dos Poetas Mortos: amo demais, para sempre e infinitamente. Já estava mais de um ano sem ver, passou no telecine cult e não resisti. Ainda sinto frio na barriga em algumas partes e me emociono em outras. Lindo demais!!!!

Sinopse: Em 1959 na Welton Academy, uma tradicional escola preparatória, um ex-aluno (Robin Williams) se torna o novo professor de literatura, mas logo seus métodos de incentivar os alunos a pensarem por si mesmos cria um choque com a ortodoxa direção do colégio, principalmente quando ele fala aos seus alunos sobre a "Sociedade dos Poetas Mortos".






Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Mestrado: Ciclo encerrado.

Depois de enrolar mais de 3 meses após defender minha dissertação de Mestrado, fiz as correções que faltavam, levei para imprimir, encadernar e entreguei. Como tinha dado entrada no diploma no dia que apresentei, ele já tava pronto, junto com o histórico, e já peguei. Urrull!!! Agora sim, missão cumprida.


E abrir o email hoje e encontrar esse da minha orientadora, me deixou extremamente feliz.
Ciclo encerrado!
Feliz!
Obrigada, Deus!

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Feriadão

O feriadão foi ótimo e deixou gostinho de quero mais. Na 6a. feira, dia 09/10, após o treino de capoeira, fomos comer crepe e bater papo.



Sábado de manhã, 10/10, fomos pro Campo de São Bento pra uma aulão e roda de divulgação de um amigo (que tá começando a dar aula numa academia ali perto).


 Ali no campo tava rolando a Rota Gourmet Food Truck e foi lá mesmo que ficamos, "almoçamos", provamos cervejas e batemos um papo delicioso na área de picnic.




Domingo, eu e amore fomos ao Festival Veggo, que aconteceu pertinho de casa. Bom que encontramos amigos, vimos um lindo por do sol e participamos de um evente bem bacana.







Fechamos a noite com um jantar para comemorar o níver da minha irmã, que era no dia mesmo, na A Mineira, com poucos e bons amigos.




E pra completar o feriadão, na 2a. mommy fez o churrasco para suas crianças - nós :) - e foi muito bom, com direito a chocolate para cada um da gente.



E como tudo que é bom dura pouco, acabou-se o que era doce. Feliz resume!

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Autores Preferidos: John Green

Meus livros do John

Li a sinopse de A culpa é das estrelas e resolvi comprar, assim conheci John Green, que virou meu queridinho em poucas horas, temos que levei para devorar o livro. Aí bateu a curiosidade de ler os demais livros dele e assim fiz, e fui me apaixonando mais e mais a cada livro lido. Doida para ele lançar o próximo.

A culpa é das estrelas: Esse livro é simplesmente maravilhoso demais. (Eu leria até a lista de compras do John Green - piada interna, quem ler o livro, entenderá). É apaixonante e devorei cada página apaixonadamente. É fofo por demais, desde o título até a última página. Já entrou pra lista dos meus preferidos e dos poucos livros que vou guardar (eu dou a maioria deles). RECOMENDO! (Terminei de ler em 16/01/13).


Sinopse: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.


Cidades de papel: definitivamente amo John Green, sua narrativa que prende, seus amores adolescentes e o seus finais surpreendentes. (Terminei de ler em 13/06/15).

Sinopse: Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma. Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte. Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.



O teorema Katherine: Achei o Colin uma figura, meio chato porém engraçado. Mas o seu amigo Hassan que é divertido. (Terminei de ler em 29/07/15).

Sinopse: Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam. Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.


Quem é você, Alasca?: mais um dos livros maravilhosos do John Green, gostei tanto quanto A culpa é das estrelas. Devorei. Livro pra ler em uma pegada só, super cativante, divertido. Apaixonada pelo John Green definitivamente!!!  (Terminei de ler em 31/07/15).

Sinopse: Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".


Will e Will: quando comecei a ler o 2o. capítulo percebi que não era escrito pelo John Green e fui buscar no google, aí vi que cada autor escreveu um capítulo alternadamente e que são duas estórias paralelas. Curti. Mas o que era todo em letra minúscula me deixou um pouco agoniada, podia ter sido escrito em itálico, sei lá, mas gostei muito do modo de escrever do David Levithan também e já quero ler algum livro dele. Amei esse livro, mega divertido, me rendeu boas gargalhadas.


Sinopse: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.


Não deixe a neve cairsão 3 estórias natalinas que se cruzam, cada uma escrita por um autor, e amei as 3 e achei bem legal mesmo.

Sinopse: Na noite de natal, uma inesperada tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio para insuspeitos encontros românticos. Em Deixe a neve cair, bem-sucedida parceria entre três autores de grande sucesso entre os jovens, John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle escrevem três hilários e encantadores contos de amor, com direito a surpreendentes armadilhas do destino e beijos de tirar o fôlego. Comédia romântica com a assinatura de um dos maiores bestsellers da atualidade, o livro é o presente de Natal perfeito para os fãs de John Green e de histórias de amor e aventura.


obs.: Se alguém aqui tiver skoob e quiser me adicionar, meu perfil é esse aqui.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Fim de semana de capoeira em Cabo Frio

6a. a tarde fui para Cabo Frio com duas amigas da capoeira para um evento. Já chegamos na hora do curso com nosso Mestre, que foi muito bom.




Quando acabou, fomos com a galera pro Fun Hostel, onde todos ficaram hospedados. Rolou um caldo e muito bate papo até 4h da matina. Revi amigos de longe. Bom demais!




Às 7h já tava acordada! Depois do café da manhã, voltamos para academia, para um curso com o Mestre Balão, da Bahia, que foi ótimo.



Depois roda na praia do Forte pelo Outubro Rosa, gingando contra o câncer de mama. Almoço na orla mesmo e demos uma volta pela cidade.





Às 17h foi o batizado de capoeira. Antes de voltar pra casa, paramos para comer um crepe no Chez Michou e aí foi colocar o pé na estrada.


Cheguei em casa já me ajeitando para dormir; estava exausta, porém feliz.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα