Páginas

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Livros: Maio

Esse mês separei as postagens, pois entreguei minha dissertação do Mestrado e fiquei um pouco mais livre e a quantidade de livros e filmes aumentou consideravelmente, pro post não ficar muito extenso, separei as duas.




A namorada do meu amigo: já tinha lido um livro desta autora e amado. Adoro livros adolescentes, acho fofo. Leitura gostosa, agradável.

Sinopse: A namorada do meu amigo - Quando voltou das férias de verão, Cadu não imaginava a confusão em que a sua vida se transformaria. Era para ser um ano normal, mas ele entrou em uma enrascada e está correndo o risco de perder a amizade do cara mais legal do mundo. O que fazer quando a namorada do seu amigo vira uma obsessão para você? Os churrascos da turma da faculdade talvez ajudem a esquecer Juliana, e, se depender do esforço do divertido Caveira, não faltarão garotas gente boa para preencher o coração de Cadu. Mas não adianta forçar... Quem consegue mandar no coração? Alice, a irmã de Beto, é só mais uma das dores de cabeça que Cadu tem que enfrentar. A vida inventa cada cilada!




Os assassinos do cartão postal: o tipo de suspense que curto, dinâmico, com muitas mortes e estória inteligente, diferente. Curti muito.


Sinopse: Os Assassinos do Cartão-Postal - Uma viagem para conhecer as mais belas cidades da Europa é o sonho de qualquer pessoa. Porém, o detetive da NYPD Jacob Kanon não está interessado nos pontos turísticos. Após receber a notícia do brutal assassinato de sua filha e namorado, mortos em Roma, Kanon viaja para o Velho Continente para tentar juntar pistas sobre o crime que mudou sua vida. E a onda de assassinatos está só começando: jovens casais são encontrados mortos em Paris, Copenhague, Berlim e Estolcomo. Os crimes parecem não estar conectados, com exceção de um cartão-postal enviado para o jornal local da cidade de cada nova vítima. Quando a repórter sueca Dessie Larsson recebe um postal, Kanon junta forças com a jornalista e partem para o novo destino para tentar capturar o serial killer.


Memórias de um legionário: Devorei o livro, é divino, maravilhoso, é emocionante, revivi minha infância e adolescência junto com a cronologia da Legião. Me levou de volta ao bairro que nasci e cresci, os amigos da época, as paqueras, a escola, a vida...tudo embalado ao som da Legião. Comecei chorando já no 1o. capítulo (ele já começa com a morte do Renato Russo) e no último foi a mesma coisa (a gravação do álbum A Tempestade) lembrei de tudo, que eu tava na faculdade, que comprei quando o Renato já havia falecido e lembro quando ouvi percebi que foi um disco de despedida dele, o fim da banda. Ai eu choro de novo ao escrever. Quase 20 anos se passaram e eu não curo disso, "...é só você que tem a cura pro meu vício dessa saudade de tudo que eu ainda não vi..."

Sinopse: Trinta anos após o lançamento do seu primeiro disco, a lendária banda Legião Urbana tem a sua história e seus bastidores pela primeira vez contada por um de seus integrantes, o guitarrista Dado Villa-Lobos, também compositor e produtor. 'Memórias de um legionário' é tudo aquilo que um fã ou mesmo um apreciador de biografias sonharia em encontrar em um livro. Relembrando a sua própria trajetória como o guitarrista da banda que, mesmo após 15 anos do seu final, ainda era a terceira que mais vendia discos da gravadora EMI no mundo, Dado, juntamente com os historiadores Felipe Demier e Romulo Mattos, dá detalhes instigantes. Ele, que ingressou na Legião Urbana em 1983, convidado por Renato Russo e Marcelo Bonfá, recorda, por exemplo, shows em que o público se rebelava e criava um caos, jogando pequenas bombas no palco. Para garantir a identidade e sinergia com os fãs e com a história da banda, a capa do livro foi criada pela mesma designer que produzia as capas dos discos da Legião Urbana, Maria Fernanda Villa-Lobos. Vale a pena ler e esmiuçar, através de seu guitarrista, a história dessa banda de trajetória intensa e genial, que, apesar de ter encerrado suas atividades em 1996, continua cultuada e venerada por fãs de diferentes gerações e é considerada a melhor banda brasileira de todos os tempos.

Uma chance para recomeçar: livro mega fofo, daqueles que você pega para ler e devora. Estória leve, gostosa de ler. Recomendo!

Sinopse: Victoria morreu em um trágico acidente, deixando sua filha Holly sob a responsabilidade do seu irmão, o solteiro convicto Mark. O tio Mark não se sentia muito preparado para cuidar da menina, mas assumiu o compromisso de devolver o sorriso aos seus lábios. No entanto, ele desconfia de que não esteja fazendo um bom trabalho, uma vez que Holly nunca mais falou desde que ficou órfã. Uma cartinha para o Papai Noel revela um desejo que pode ser a chave da felicidade de Holly: ela só quer ter uma mãe.



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα 

quarta-feira, 27 de maio de 2015

37 anos bem comemorados

Pra quem tava pedindo arrego e estava desanimada de tudo, até que comemorei muito o meu aniversário e tive vários momentos incríveis no período de uma semana que me fizeram refletir que posso até me cansar, mas não posso reclamar. Só posso agradecer a Deus por mais um ano de vida, pela minha família, marido e amigos maravilhosos, que não me deixam cair.




A comemoração começou no sábado com o documentário dos Los Hermanos, que foi um mega presente; aí na 4a. (20/05) teve a entrega da minha dissertação dissertação e o lançamento do livro do Dado Villa-Lobos; 5a. (21/05) passei o meu níver em família e com poucas e boas amigas, que pelo 3o. ano consecutivo vieram no meio da semana e da correria do dia-a-dia me abraçar.





6a. (22/05) ainda teve mais: crepe com as amigas da capoeira. Para matar saudades, colocar o papo em dia. Garantia de gargalhadas mil.



Domingo (24/05) comemoração com as amigas da faculdade e da vida toda (lá se vão 19 anos). Vieram pra Nikiti e fiz um bolinho para gente.



E pra fechar com chave de ouro, domingo foi dia de comprar ingresso pro show do Pearl Jam.. E lá vamos eu e minha irmã para mais um show juntas.



Obrigada, Deus!!!

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Lançamento do livro do Dado Villa Lobos & outros



Quando vi no Fantástico, em 03/05, a reportagem sobre o livro que o Dado escreveu sobre a Legião Urbana, já quis na hora. Quando vi no face dele que teria lançamento no Rio no dia 20/05, véspera do meu aniversário, já quis de presente de aniversário. Restava saber em qual livraria seria o lançamento. Expectativa!



O lançamento foi na Livraria da Travessa do shopping Leblon e claro que eu fui. Minha irmã me encontrou lá e fomos tietar. Ele é um fofo, me simpático, falei que era meu presente de aniversário e ele perguntou: - é por esses dias?
 Respondi: - Amanhã
Ele falou: - Feliz aniversário! E autografou assim:






Sinopse: Trinta anos após o lançamento do seu primeiro disco, a lendária banda Legião Urbana tem a sua história e seus bastidores pela primeira vez contada por um de seus integrantes, o guitarrista Dado Villa-Lobos, também compositor e produtor. 'Memórias de um legionário' é tudo aquilo que um fã ou mesmo um apreciador de biografias sonharia em encontrar em um livro. Relembrando a sua própria trajetória como o guitarrista da banda que, mesmo após 15 anos do seu final, ainda era a terceira que mais vendia discos da gravadora EMI no mundo, Dado, juntamente com os historiadores Felipe Demier e Romulo Mattos, dá detalhes instigantes. Ele, que ingressou na Legião Urbana em 1983, convidado por Renato Russo e Marcelo Bonfá, recorda, por exemplo, shows em que o público se rebelava e criava um caos, jogando pequenas bombas no palco. Para garantir a identidade e sinergia com os fãs e com a história da banda, a capa do livro foi criada pela mesma designer que produzia as capas dos discos da Legião Urbana, Maria Fernanda Villa-Lobos. Vale a pena ler e esmiuçar, através de seu guitarrista, a história dessa banda de trajetória intensa e genial, que, apesar de ter encerrado suas atividades em 1996, continua cultuada e venerada por fãs de diferentes gerações e é considerada a melhor banda brasileira de todos os tempos.

Leia um trecho de Memórias de um Legionário Aqui.

Mais uma comemoração em  grande estilo do meu niver. E esse dia 20 teve mais momentos de felicidade. Entreguei minha dissertação pra orientadora. Que alívio! E ainda falta: ela ler, fazer as considerações, eu corrigir, marcar a data, defender... mas já é um alívio e tanto. Tanto que saí de lá e fui pro salão dar uma mudada e resolvi cortar o cabelo. Fiquei a cara da felicidade! :)

Ó meu filhotinho aí

New look


Update: Devorei o livro, é divino, maravilhoso, mas confesso que comecei chorando já no 1o. capítulo e no último foi a mesma coisa. A verdade é que eu sinto muita falta da Legião Urbana, a morte do Renato Russo ainda dói demais e choquei ao me ligar que vai fazer 20 anos que ele se foi já em 2016. Como assim? Bom, talvez o  trecho abaixo consiga explicar um pouco o que sinto. Talvez!!!



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

domingo, 17 de maio de 2015

Los Hermanos - esse é só o começo do fim da nossa vida



Sou mega fã dos Los Hermanos e sempre serei, eles fazem parte de uma época muito gostosa da minha vida e embalaram a minha história com Conrado, desde o dia que fomos a um show juntos (o da gravação do clipe de O vencedor, na fundição progresso), como amigos, e lá eu vi que estava apaixonada mesmo, pois a vontade era assistir o show abraçadinha e beijá-lo (coisa que só aconteceu um tempo depois). Mas estou um pouco chateada com essa coisa toda de fim de banda e essas voltas caça níquel que eles andam fazendo o tempo todo (tanto que nem quis comprar ingresso pra essa turnê de agora), mas ao ver o cartaz do filme (documentário) com o link de Niterói, no instinto cliquei e comprei na hora. Acho que preciso encerrar um ciclo (ou não!!!).



O documentário é maravilhoso demais, é bom ver "de fora" os fãs, como somos especiais, apaixonados, enlouquecidos. Temos um ritual a cada música, é impressionante demais. Marcelo é meu magrelo, sempre será, e agora toda vez que tomar um Stelinha vou fazer um brinde a ele, que passou todo o documentário com uma na mão, antes dos shows. Amarante aquela figura, divertido demais. Ah, sou ciumenta e preciso falar, não suportei ver a Mallu em cena. Aff!!!! Não aceito! :/

O difícil é assistir sentada, quando a vontade é levantar e cantar as músicas a plenos pulmões, pular... mas fiquei ali sentadinha, abraçada com amore, que faz parte disso tudo, meu maior parceiro de shows dos Los Hermanos, desde antes de começarmos a namorar. Me emocionei demais, em vários momentos. Passou um filme na minha cabeça, desde quando um amigo me emprestou o primeiro cd deles e eu ouvia até quase furar e não devolvi. Usocapião! Minha história com Con é toda permeada de músicas dos barbudos. A frase do nosso convite de casamento é um trecho de conversa de botas batidas. E o filme não poderia terminar melhor: num show da Fundição Progresso (que eu fui!) com conversa de botas batidas. Chorei!!!


Sinopse: Um dos maiores fenômenos da música brasileira dos últimos tempos, a banda Los Hermanos ganha um registro íntimo e fiel ao seu espírito no documentário de Maria Ribeiro.
Em 2007, depois de uma década juntos e quatro discos lançados, os integrantes da banda Los Hermanos anunciaram, no auge do sucesso, que fariam uma pausa por tempo indeterminado. Depois de um hiato de cinco anos, eles se reuniram para uma turnê que percorreu 12 cidades brasileiras. O documentário acompanha as apresentações em cinco dessas cidades (Recife, Brasília, Salvador, Porto Alegre e Rio de Janeiro), revelando o cotidiano de uma turnê, os bastidores dos shows e a participação sempre calorosa dos fãs. (Fonte: Filmow




E declaro aberta a temporada de comemoração do meu aniversário, porque os presentes já começaram a chegar! E esse é um dos melhores que eu poderia ganhar!

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Arrego



Tô sumida, sem assunto, sem novidade, sem vontade... 
Preciso terminar a minha dissertação, mas parece que ela se multiplica, o fim está próximo mas nunca chega. E eu estou cansada, desmotivada, sem vontade de nada. 
Sabe aquelas pessoas que adiam a felicidade? Depois que eu casar, depois que tiver filhos, depois que ganhar tanto, depois que eu passar num concurso? Pois bem, eu tô assim: depois do mestrado!!! 

Isso é ruim, mas é um fato. Não tenho tenho tempo, ânimo, disposição, nada. 
Às vezes acho que tô em depressão. Sem vontade de nada social, ver pessoas, sair. Como pode?

Meu niver é semana que vem e nem consigo parar para pensar nele, logo eu que gosto tanto de fazer aniversário.
Queria já estar livre na época, mas não estarei. 
Enfim...

Passa amanhã!

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

sábado, 9 de maio de 2015

2 meses de Vigilantes do peso e 2 dietas que funcionam

Há uns 15 dias atrás, li no Catraca Virtual o seguinte texto:

Um estudo recente da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, revelou algo bem impactante: apenas duas dietas funcionam.
De acordo com os estudos, os métodos que mais apresentam resultados são o Vigilantes do Peso (programa de reeducação alimentar) e o método Jenny Craig (com refeições pré-prontas)
Os pesquisadores avaliaram 11 métodos comerciais de emagrecimento, concluíram que os seguidores do Vigilantes do Peso perdem cerca de 3% do peso ao longo de 12 meses em reeducação alimentar. Já os do  método Jenny Craig atingem 5%.

Entenda como funciona o Vigilantes do Peso e o método Jenny Craig
Os pacientes que optaram pelas dietas mais populares não conseguiram seguir por mais de seis meses, e nem manter o peso ideial por muito tempo.


Fiquei feliz por ter a certeza de ter escolhido o caminho certo ao retomar o VP. Nem é dieta, é reeducação alimentar mesmo. Apesar de permitir de tudo, com o tempo a pessoa vai se acostumando a comer mais alimentos in natura, frutas, legumes, por serem 0 ponto. Isso faz uma diferença enorme na hora de escolher.

Realmente, já fiz dietas da moda (South Beach, da sopa, radicais que cortam algum tipo de alimento....) e nenhuma durou.

Hoje completo 2 meses de VP, e mesmo com uma viagem de 5 dias no meio (onde engordei 500g), eliminei peso, mesmo que pouco. Também se deve a falta de atividade física, tenho ido 1x na semana, no máximo 2x para a a academia, pois a coisa tá bem corrida por aqui.



Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα

quarta-feira, 6 de maio de 2015

10 anos deste blog!

Hoje completa 10 anos que meu 1o. post nesse blog foi ao ar, o Demorei mas cheguei e logo no 1o. post já tem uma chamada para um post comunitário, que posso me orgulhar de dizer que sou pioneira. Tinha iniciado essa prática quando era extinto weblogger.



Legal ver quantas pessoas já passaram por aqui, algumas são amigas virtuais até hoje, poucos ainda tem blog, mas mantemos contato via facebook. Outras tive o prazer de conhecer e são amigas que moram distante. E tem as amigas que moram perto, que viraram família. Alguns encontros que fizemos. Isso é bom demais.

 
 Essas o blog me deu Advi, Ju, Lua e Mere

Lulu, mais uma amiga que o blog me deu (em SP)

Bia (DF), outro presente dado pelo blog

Tantas coisas boas registradas aqui, minha história com Con, já que esse blog iniciou quando a gente tinha 1 ano de namoro. Aqui registrei os preparativos do nosso casamento, a construção do nosso doce lar, nossos 18, além de passeios, viagens e coisinhas do cotidiano que nos fazem feliz.


Nosso ensaio pré casório, em 2009

18.12.2009 - nosso grande dia

ensaio de 10 anos juntos, completados em dez de 2013, 
mas fotografamos no começo de 2014

Tem o registro do crescimento do Hugo, o afilhado da minha vida, que cresceu e continua um menino lindo e carinhoso grudadinho em mim.


A melhor companhia no meu dia de noiva
Amo mais que o mundo todo!


Reunião do VP e caminha com amigas da faculdade

Além dos eventos esportivos que amo assistir como CopaJogos Olímpicos e a ida ao Pan2007.





Carlos Chinin - medalha de bronze no decatlo (acima a direita) e Fabiana Mürer - medalha de ouro no salto com vara



Também tem momentos tristes, como o falecimento de pessoas queridas, minha Vó Iracema, Tia Laíca e Tio Didi, também a perda de alguns famosos, a desvalorização da minha profissão. Mas principalmente momentos felizes: aniversários meus, da família e de amigos, 

60 anos da minha mãe

 niver do Thiago, meu irmão
 Niver de Hugo e Con

Niver de Dacka, minha irmã


Também tem muito carnaval, não poderia ser diferente! Amoooo!!!!

 



Além de muitos shows (minha diversão favorita!).

 Rock in Rio 2013

Lollalooza 2013


 Também tem registro dos livros lidos, dos filmes vistos e da minha paixão por revistas.



Também tem o lado que gosta de aprender sempre (curso de espanhol) e meu lado profissional, o lado professora, cursos de capacitação, pós graduação e Mestrado.


Los chicos locos - minhas turma do espanhol


                                                                   Apresentação de trabalho

 Curso de capacitação em basquete pela Federação do RJ

Ah, e tem meu lado tiete (encontro com Romário, encontro com Lyoto), 

 Eu e minha irmã com Badauí e Japinha, do CPM22

Eu e Lyoto Machida

Eu e Romário

o lado mulher de fasesfase de maquiagem e a fase de organização


 na subida da escada

 Armário
 Armário da pia
 Gaveta de roupas
Armário do banheiro


E a paixão por tatuagens não poderia ficar de fora dessa tudo também.


Essa foi a 1a., Trovoada em japonês

Depois incrementei, fazendo um sol em volta (o sol foi a 4a. ser feita)

Essa foi a 2a. Carpe Diem, que significa Aproveite o dia e fica na lombar.

A 3a. Paz, Fica no ombro esquerdo

Berimbau no pé esquerdo foi a 5a. a ser feita


A 6a. tattoo: jogando capoeira. 

Fiz em conjunto com mais 4 amigas (minha irmã incluída aí) 
para celebrar nossos 18 anos de amizade

 Incrementei o Carpe Diem uns 10 anos depois de tê-la feito. Amei!
E no mesmo dia fiz a 7a. tattoo, I walk the line, 
com o Johnny Cash em sua pose clássica 

Revivendo isso tudo, vejo o quanto é delicioso manter um blog, por mais que a correria do dia a dia às vezes faça deixá-lo um pouco de lado, abandonado, com vontade de desistir. E é tão bom conseguir manter um blog sem precisar vender posts, podendo dar minha opinião, fazer propagando só de coisa que realmente uso e recomendo. Por permanecer real, apesar de um mundo onde o fake predomina.



Obrigada, Deus. 
Que venha mais 10 e mais 10 e mais 10 e mais 10. 
Que eu tenha muitas coisas boas para compartilhar ainda. 
Obrigada a todos os amigos que ainda visitam, comentam, deixam recadinhos carinhosos, torcem por mim.


Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα