Páginas

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Casamento

Ando sumida, falta de tempo mesmo. Aí quando sobra um tempo livre, não vem a vontade de postar. Como blogueira antiga que sou (devo ter blog há uns 10-12 anos, ao menos), sei que é fase e passa, como já tive outras vezes e sempre passou. Mas enfim...

 6a. feira, dia 23/11. foi o casamento de um agora ex vizinho nosso, amigo de infância do meu irmão, e o primeiro da "geração dele" daqui da rua a casar. Fiquei tão feliz, parecia que era um parente casando. Meu irmão tava tão feliz/orgulhoso, que parecia ser o pai do noivo (quando eles eram mais novos, no aniversário dele o "com quem será?" era sempre uma zoação, que terminava com o nome do amigo sendo cantado por todos).



E lá fomos nós pra Igreja. A cerimônia foi linda, ele entrou com a mãe e a avó (que é a nossa vizinha e que foi quem o criou). A noiva tava linda. A Igreja. A cerimônia. Tudo!!!



Depois fomos pra festa, que foi a coisa mais linda, toda muito caprichada. A noiva pensou em cada detalhe. E há tempos não me divertia tanto. Além de tudo, foi um reencontro de bairro, com vizinhos que quase não vemos mais, afinal, todos nós crescemos, trabalhamos, temos uma rotina corrida...coisas da vida!!!! Mas como aproveitamos cada minuto juntos!!!




Hugo foi conosco (minha irmã não pode ir, pois tinha prova na faculdade) e muitos se espantaram ao vê-lo. E diziam: olhando Hugo vemos o quanto estamos velhos!!! Afinal, todos o "viram" ainda na barriga. E um adendo: que orgulho ver o afilhado da minha vida todo rapaz, dançando, conversando com todos, curtindo a festa como "gente grande". Ohn!!!






Felicidade aos noivos!!!

Beijossssssss 
┌──»ʍi૮ђα

domingo, 25 de novembro de 2012

Dia da Madrinha


Eu sou uma madrinha babona, mesmo!!! Tenho dois afilhados que amo muito: Hugo (14 anos) e Carol (24 anos - dela sou de consagração).

A mãe de Carol é minha madrinha (na verdade da minha irmã, mas eu e meu irmão a adotamos como dinda também, e madrinha adotada, madrinha é). Ah, e ela também é minha madrinha de casamento. Minha afilhada foi minha demoiselle no casamento. E meu afilhado levou as alianças. 



 Quando eu for mãe, quero dar meu filho (a) para Hugo, Carol e minha irmã batizarem, para mantermos essa teia de afilhos e madrinhas.




1) é um privilégio enorme!!
2) uma grande responsabilidade!
3) uma delícia! Tem coisa mais gostosa do que ser chamada de “Dinda”?
4) um vínculo eterno
5) uma chance de ter um filho que não é seu
6) uma prova de amor, dos pais de seu afilhado(a); mostrando que confiam em você
7) Quanto mais presente na vida da criança os padrinhos forem, melhor para todos, já que a criança contará com duas pessoas a mais para se apoiar, e os pais da criança tem uma contribuição a mais na educação.
8 ) é maravilhoso ter COMADRES e COMPADRES!!! - é um amor indescritível!!
9) Quando falamos em padrinho e madrinha ou “compadre” e “comadre” estamos especificando a pessoa que estará junta “com o pai” e “com a mãe”
10) resumindo são filhos a mais que eu tenho para criar – AMO!! 
 
Beijossssssss 
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Aniversário de Nikity: 439 anos

Niteroiense que é niteroiense adora falar que Niterói é a cidade sorriso, apesar de nem saber muito bem o porquê disso (será que é porque sorrio toda vez que chego aqui?).



Niteroiense que é niteroiense vai à praia em Itacoatiara quando está solteiro, em Piratininga e Camboinhas quando está com a família (minha preferida daqui) e não bota o pé em Itaipu, que aquilo é coisa de Gonçalense.

Niteroiense que é niteroiense já curtiu a festa à fantasia do antigo “Coquetel” (batia ponto lá todo sábado, mas nunca fui em festa a fantasia), já colocou sapato só para entrar no falecido “Barthô” (fui poucas vezes, mas em pré-carnavalesco e tal, não era muito o meu estilo), lembra dos shows de rock e da pista de skate do finado “Bedrock” (pô, e era pertinho de casa, ia e voltava a pé, altos shows e boliche), dos outros shows da Cantareira (já fui até em Los Hermanos em começo de carreira lá e fiquei encostada no palco) e do Convés (esse é especial, eu e Con demos nosso primeiro beijo lá, num 18/12). E nega até a morte, mas já foi na República da Banana. E mais de uma vez.

Niteroiense que é niteroiense come no Mattinata de dia e no Bolota de madrugada (clássico para colocar um sal pra dentro, depois de muitas cervejas). Fica puto sempre que tenta ir ao Outback. E já foi em aniversário no rodízio do Seven Grill (ainda bem que essa fase já passou, não quero mais saber de rodízio na minha vida).



Niteroiense que é niteroiense tem o maior orgulho do M.A.C (adoro e vou sempre), mas nem lembra a última vez que visitou. Foi na Fortaleza de Santa Cruz (amo e não enjoo de ir também) e na Biblioteca Municipal, mas só em passeio do colégio. Já curtiu a festa de Itaipu, de Jurujuba e a da Boa Viagem (é maior programa de índio, mas não dispenso festa junina).

Niteroiense que é niteroiense já ouviu que Niterói tem 7 mulheres para cada homem (tem mesmo!!!). Que a praia do Sossego ia ser praia de nudismo. Também já ouviu da Kombi que pega criança (já fui em vários shows deles no convés e no bedrock) e lembra como se fosse hoje de quando a Mãe Dinah previu que o Plaza Shopping ia cair.

Aliás, niteroiense que é niteroiense acha que Niterói só tem um shopping. E chama de Plaza, não de Plaza Shopping. Niteroiense não gosta do Multicenter, porque não tem nada e nunca vai ao Bay Market, que aquilo lá também é coisa de Gonçalense.

Niteroiense que é niteroiense solta a voz no trecho “ou em Niterói” da música do Claudinho e Bochecha que diz; “… na praça da Playboy, ou em Niterói” (SEMPRE!!!). Também sabe cantar o jingle: “… é mesmo um caso de amor, desses que ninguém destrói…” (abafa, já cantei muito em roda de capoeira fazendo campanha pro ex-melhor prefeito de todos, que só decepcionou no último mandato).



Niteroiense que é niteroiense torce pela Viradouro (A vida toda, em qualquer grupo que esteja!). Viaja no carnaval para a região dos lagos. Conhece algum global ou cantor famoso que nasceu na cidade (tem um que morava na rua ao lado da minha, a mãe ainda mora lá). Adora a Pizza do Queen’s (a melhor do meu mundo!!!) e o sorvete do Lido (é maravilhoso!!!).

Niteroiense que é niteroiense já ficou parado no engarrafamento da ponte (prefiro do que na Av. Brasil!), já enfrentou a multidão para pegar a Barca e já foi para noitada na Lapa e voltou de madrugada no 100 (de Lei!).

Niteroiense que é niteroiense vai de chinelo. Diz que é o carioca evoluído. Tem dialeto próprio e fala “de fulano” (o povo do Rio apavoraaaa!!!!), ao invés de “do fulano”, fala “cafifa” e não pipa, fala “noitada” e não night (claro!), muito menos balada. Come “Italiano” com suco (e acha bizarro falar joelho). Vai no Bloco das Piranhas no dia 31 de dezembro (já fui muito, agora não mais) e na Banda no Ingá uma semana antes do carnaval (sempre rola, pra entrar no clima).

Niteroiense que é niteroiense só aceita que o gentílico de Niterói seja assim: NITEROIENSE. (Fluminense é a puta que pariu) (esse parenteses anterior não fui eu que fiz, e sim o autor, mas concordo com ele/a).

Niteroiense que é niteroiense tem a manha da malandragem de Nikity. E sabe: Niterói somos eu, você e alguém que a gente conhece. (Niterói é mesmo um ovo, por isso digo que sou do Interioooorrrrr).

Autor Felipe Silva


Achei o texto bom demais, pra ser perfeito só faltou o: "ter q ouvir do povo do Rio que aqui vem, que o melhor de Niterói é a vista do Rio". o q malcriadamente respondo: a vista do melhor do Rio. Porque nem todo mundo que mora lá tem a vista que temos daqui, alguns só veem linha de trem e chegam aqui querendo tirar onda. Vá!!!

  • Não nasci aqui, mas moro aqui há 21 anos já, mas da metade da minha vida e me sinto local desde sempre.
  • A cidade não é perfeita, tem muitos problemas, como todas as cidades do Mundo, mas eu amo e fico chateada se falam mal.
  • E hoje foi feriado aqui, maridão em casa e coincidiu com minha folga (eu trabalho no Rio), logo, dia perfeito ao lado do meu amor!

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Do mosaico

Em homenagem aos 40 anos do filme do Elvis, Aloha from Hawaii, fizeram um mosaico do Rei com fotos dos fãs. Eu enviei a minha e fiquei super feliz, quando recebi via email, o mosaico pronto e a minha foto localizada lá. Chic de doer.

(Eu adoro essas frescurites criativas)

 A minha foto tá nesse pontinho amarelo
Ó ela ampliada aí


O mais engraçado é que fiquei toda feliz quando me vi ali. Hahahha!!!
(O médico disse para não contrariar)


Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

domingo, 11 de novembro de 2012

10 on 10: novembro

E ontem, sábadão, foi dia de 10 on 10, eis os meus cliques:


Mural no curso de espanhol das fotos da nossa festa do sábado passado

Do espanhol, fui encontrar minhas amadas para almoçar

Fomos pra casa da Lua e essa foto foi a 1a. tirada com minha câmera nova
Comprei e mandei entregar no hotel que Lua ficou em Orlando
e ela trouxe pra mim. Urrull!!!

 Efeito pintura
 Efeito punk
Efeito Aquarela
 Olho de peixe
Hora de voltar pra casa
Olha ela aí 
(já em casa, foto tirada pelo meu amor)

Uma ótima semana para todos nós.
E vai ser curtinha, pois tem feriado na 5a. feira.


Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Sou tia-avó!

Nasceu, ontem (dia 07/11), Bento, filho de um casal amigo nosso. Eles são nossos amigos, meus "sobrinhos", sou cupida deles, eles são nossos cupidos e nossos padrinhos de casamento. Tem história mais linda que essa?

Essa estória de sobrinha começou porque a conheci bem novinha, com 16 anos, e eu já tinha meus vinte e alguns (não me lembro ao certo), e para ela sair e tal, a mãe dela perguntava: Michelle vai? Então você pode ir. E eu ligava pra lá para pedir para ela ir a tal lugar comigo e tal. Aí de brincadeira ela começou a me chamar de "tia". E agora com o nascimento do Bento, virei "tia-avó".



Não pude vê-lo ontem, pois o horário de visita é ingrato, de 14h as 15h, mas hoje é meu dia de folga, e corri para dar aquela fungada no cangote e sentir aquele cheirinho delicioso que só os bebês têm.



Foi rapidinho, mas o suficiente pra eu já estar com saudade de segurar aquela mãozinha e sentir aquele cheirinho gostoso. Ohn!!!

Bem vindo, Bento, muita saúde, paz, amor e sucesso!

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα

sábado, 3 de novembro de 2012

Do curso de espanhol

Ando um pouco sumida do blog, mas é por falta de tempo mesmo, a correria anda grande. Trabalho, estudo, casa, marido, amigos, revistas, leituras da minha área profissional (Educação Física), academia (falei que voltei pra musculação e estou com série nova? pois é, estou dolorida que só. Adoro!!!).


Fiz no feriado pra levar pro curso

Pra não passar em brancas nuvens, vou falar da festinha que fizemos hoje no curso de Espanhol, sobre o Dia dos Mortos, que é comemorado principalmente no México, mas também nos demais países falantes da língua espanhola.




 É uma festa feliz, alegre, colorida, com comida, música e boas recordações do falecidos. E assim fizemos a nossa festa, bem alegre, colorida e recebemos elogios de todos do curso (somos a única turma de espanhol, numa curso tipicamente de inglês, eles - coordenação - enfeitaram tudo de Halloween e deixaram o Dia dos Mortos de fora total, e como somos uma turma muito unida e festeira, resolvermos fazer a nossa também).

 Marido lindo faz Inglês lá
Essa turma é mara!

Beijosssssssssssssssss
┌──»ʍi૮ђα